Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Situação epidemiológica da tuberculose bovina no Estado de Mato Grosso (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NESPOLI, JOÃO MARCELO BRANDINI - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPS
  • Subjects: EPIDEMIOLOGIA VETERINÁRIA
  • Keywords: Associated factors; Bovina; Bovine; Brasil; Brazil; Fatores associados; Fatores de risco; Mato Grosso; Mato Grosso; Prevalence; Prevalência; Risk factors; Tuberculose; Tuberculosis
  • Language: Português
  • Abstract: Realizou-se um estudo para caracterizar a situação epidemiológica da tuberculose bovina no Estado de Mato Grosso. O Estado foi estratificado em quatro circuitos produtores. Em cada circuito as propriedades foram sorteadas aleatoriamente e, dentro dessas, escolheu-se de forma aleatória um número pré-estabelecido de animais, os quais foram submetidos ao teste tuberculínico Cervical Comparativo. No total foram amostrados 28.878 animais, provenientes de 1.133 propriedades. Os animais que resultaram inconclusivos foram retestados com o mesmo procedimento diagnóstico em intervalo mínimo de 60 dias. Foram classificadas como foco de tuberculose as propriedades com até 20 bovinos amostrados e pelo menos um resultado positivo, assim como, aquelas com 40 animais amostrados e dois ou mais resultados positivos. Em cada propriedade amostrada aplicou-se um questionário para verificar o tipo de exploração e as práticas de criação e sanitárias que poderiam constituir fatores de risco para a doença. As prevalências de focos e de animais infectados no Estado foram de 1,3% [0,7; 2,4%] e 0,123% [0,034; 0,440%], respectivamente. Para os circuitos as prevalências de focos e de animais infectados foram, respectivamente, de: circuito pantanal, 0,0 [0,0; 2,0] e 0,000 [0,000; 0,076]; circuito leite, 1,3 [0,5; 3,1] e 0,037 [0,008; 0,168]; circuito engorda, 0,7 [0,2; 2,7] e 0,010 [0,003; 0,043]; circuito cria, 1,7 [0,7; 4,1] e 0,240 [0,064; 0,904]. O pequeno número de casos detectados (12) inviabilizouum estudo completo para individualização dos fatores de risco envolvidos. Resultaram associados à condição de foco os tipos de exploração leite e misto (χ2 = 11,8; p = 0,003), entrega de leite (χ2 = 7,8; p = 0,006) e ordenha mecanizada (χ2 = 9,1; p = 0,006). No Estado a prevalência de tuberculose bovina, tanto de focos quanto de animais, é baixa e a infecção está mais concentrada em propriedades de leite com maior grau de tecnificação no modo de produção. Em vista disso, a implementação de um sistema de vigilância para detecção e saneamento dos focos residuais constitui a melhor alternativa para o controle da doença no Estado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.04.2012
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NESPOLI, João Marcelo Brandini; FERREIRA NETO, José Soares. Situação epidemiológica da tuberculose bovina no Estado de Mato Grosso. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-165944/ >.
    • APA

      Nespoli, J. M. B., & Ferreira Neto, J. S. (2012). Situação epidemiológica da tuberculose bovina no Estado de Mato Grosso. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-165944/
    • NLM

      Nespoli JMB, Ferreira Neto JS. Situação epidemiológica da tuberculose bovina no Estado de Mato Grosso [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-165944/
    • Vancouver

      Nespoli JMB, Ferreira Neto JS. Situação epidemiológica da tuberculose bovina no Estado de Mato Grosso [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-165944/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019