Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação ambiental do rio Pardo, Brasil: ênfase para Áreas de Preservação Permanente, ecossistemas aquáticos superficiais e condições físico-químicas da água (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SAMPAIO, CAROLINA DE FREITAS - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERM
  • Subjects: BACIA HIDROGRÁFICA; MONITORAMENTO AMBIENTAL (INDICADORES); SAÚDE AMBIENTAL; ÁGUA DOCE
  • Keywords: Environmental Health; Environmental Indicators; Environmental Monitoring; Fresh Water; Hydrographic Basins; Indicadores Ambientais
  • Language: Português
  • Abstract: O rio Pardo é o principal e fluente da Bacia do Pardo nos estado de Minas Gerias e São Paulo, Brasil, sendo considerado um importante corpo hídrico na região. Esse estudo teve como objetivo realizar uma avaliação ambiental no rio Pardo, integrando a caracterização da situação das Áreas de Preservação Permanente (APP); a integridade dos habitats a partir de um Protocolo de Avaliação Rápida (PAR) e o monitoramento de parâmetros físico-químicos da água. Também, foi objetivo deste estudo avaliar se existe algum grau de concordância estatística entre os resultados do PAR e dos parâmetros físico3químicos da água. Foram avaliados 12 trechos no rio Pardo, desde a nascente até a foz, totalizando 550 km, em quatro campanhas de coleta de dados, sendo duas no período chuvoso e duas no período seco. Em cada trecho, foi caracterizada a condição da APP e qualificados os seguintes parâmetros do PAR: Substratos e/ou habitats disponíveis, Regimes de velocidade/profundidade, Deposição de sedimentos, Condições de escoamento do canal, Alterações no canal, Sinuosidade do canal, Estabilidade das margens, Proteção das margens pela vegetação, Estado de conservação da vegetação do entorno, Materiais sólidos flutuantes. Também em cada trecho foram analisados pH, temperatura, turbidez, oxigênio dissolvido, condutividade elétrica da água. Os resultados das condições das APPs indicam em nenhum dos trechos avaliados houve respeito aos limites estabelecidos pela legislação (BRASIL, 2012). Os resultados da avaliação pelo PAR revelaram que a maioria dos trechos foi classificada como em \"Boas\" condições. A diferença encontrada nas avaliações das condições das APPs com os resultados do PAR podem ser devidas ao fato de que o PAR permite verificar desde a existência de substratos para a colonização da fauna até a composição da mata ciliar.Os resultados dos parâmetros físico-químicos revelaram que o pH dos trechos 1 e 2 estavam abaixo dos limites estabelecidos pela legislação (BRASIL, 2005); as temperaturas mais baixas foram verificadas nos trechos 1 e 2; os resultados de oxigênio dissolvido na água apontam que o trecho 12 estava abaixo dos limites estabelecidos pela legislação (BRASIL, 2005). A comparação entre os resultados dos parâmetros físico-químicos durante os períodos chuvosos e secos demonstram que houve diferença entre os resultados de temperatura, oxigênio dissolvido e turbidez. Os resultados da avaliação de concordância estatística entre os resultados do PAR e os parâmetros físico-químicos apontaram baixa reprodutibilidade (k<0,35), indicando que não foi encontrada concordância estatisticamente significante entre os resultados obtidos do PAR e da análise físico-química da água. Esse resultado indica que o PAR, mesmo sendo uma ferramenta importante para as avaliações ambientais em rios, não deve ser considerado substituto aos métodos de avaliação físico-químicos da água, e sim um complemento para avaliação integrada do ecossistema. Recomendamos o reflorestamento da mata ciliar e o tratamento adequado dos efluentes de indústrias antes do lançamento no rio Pardo. Cabe destacar que o nosso grupo de pesquisa está propondo, perante agências de fomento, a realização de um estudo de avaliação de risco para a população frente à exposição a pesticidas e fertilizantes presentes nesse corpo hídrico, considerando as extensivas culturas agrícolas da região
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.01.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EERP10400029859Sampaio, Carolina de Freitas
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SAMPAIO, Carolina de Freitas; SEGURA-MUÑOZ, Susana Inés. Avaliação ambiental do rio Pardo, Brasil: ênfase para Áreas de Preservação Permanente, ecossistemas aquáticos superficiais e condições físico-químicas da água. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-12062013-194728/ >.
    • APA

      Sampaio, C. de F., & Segura-Muñoz, S. I. (2013). Avaliação ambiental do rio Pardo, Brasil: ênfase para Áreas de Preservação Permanente, ecossistemas aquáticos superficiais e condições físico-químicas da água. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-12062013-194728/
    • NLM

      Sampaio C de F, Segura-Muñoz SI. Avaliação ambiental do rio Pardo, Brasil: ênfase para Áreas de Preservação Permanente, ecossistemas aquáticos superficiais e condições físico-químicas da água [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-12062013-194728/
    • Vancouver

      Sampaio C de F, Segura-Muñoz SI. Avaliação ambiental do rio Pardo, Brasil: ênfase para Áreas de Preservação Permanente, ecossistemas aquáticos superficiais e condições físico-químicas da água [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-12062013-194728/