Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Análise clínica e citológica do efeito do gel de própolis no tratamento da estomatite protética em pessoas idosas: ensaio clínico randomizado controlado simples cego (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LEITãO, NATASHA DA SILVA - FO
  • USP Schools: FO
  • Sigla do Departamento: ODP
  • Subjects: ESTOMATITE SOB PRÓTESE; PRÓTESE TOTAL; PRÓPOLIS (ODONTOLOGIA); ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PARA IDOSOS; ENSAIO CLÍNICO
  • Keywords: Estomatite protética; Odontogeriatria
  • Language: Português
  • Abstract: A Estomatite Protética (EP) é um processo inflamatório crônico da mucosa bucal associada à utilização de prótese total (PT). A prevalência da EP no Brasil corresponde a 58% dos usuários de PT, sendo mais acentuada no gênero feminino. A etiologia pode estar associada ao fumo, doenças sistêmicas, defesa imune, alergia ao monômero residual da prótese, trauma, hipossalivação, falta de higiene bucal e/ou da prótese, infecção por bactérias e fungos, especialmente Candida sp. Dessa forma, o tratamento da EP implica na higienização, remoção e adequação de adaptação das próteses, bem como, na utilização de medicação antifúngica tópica ou sistêmica. Apesar da disponibilidade de uma variedade de antifúngicos para o tratamento da EP, nota-se a crescente resistência dos fungos às drogas disponíveis. O uso do gel de própolis é de grande relevância, uma vez que a própolis possui várias atividades biológicas, a saber: antiinflamatória, antibacteriana, antifúngica e imunomoduladora. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia do gel de própolis comparativamente a suspensão de nistatina no tratamento da EP, por meio de análise clínica e citológica. O estudo consistiu em um ensaio clínico randomizado controlado simples cego. Os pacientes responderam a questionários, para avaliar a função cognitiva e os dados demográficos, incluindo queixas, fumo, idade da prótese, hábitos de uso e de higiene para com a prótese; as mucosas foram diagnosticadas quanto ao tipo de EP e submetidas a exames de (Continua)(Continuação) citologia esfoliativa da mucosa do palato e da superfície interna da PT, nos dias 0, 5, 7 e 14. Os pacientes receberam, aleatoriamente, suspensão de nistatina 100.000 UI e gel de própolis, de acordo com o sorteio. Trinta pessoas idosas com EP, atendidas no Programa Envelhecer Sorrindo do Departamento de Prótese da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, com idade média (± DP) de 75±6,7, na sua maioria mulheres (86,7%) cumpriram o protocolo do estudo. A idade média das PT maxilares foi dez anos. Vinte e cinco (83,3%) pacientes não removeram suas próteses durante o dia e tinham o hábito de dormir com as mesmas. Quanto aos hábitos de higiene para com a prótese, 86,7% dos pacientes limpavam suas próteses com escova e pasta de dente, enquanto 60% não imergiam a prótese em solução química. A frequência de higiene da prótese era de duas a três vezes ao dia. Clinicamente, a nistatina demonstrou melhor efeito clínico que o gel de própolis nos quatro momentos de análise. A citologia esfoliativa demonstrou que a nistatina diminuiu a quantidade de fungo na superfície interna da PT maxilar (p<0,001), enquanto o gel de própolis diminuiu a quantidade de bactérias na mucosa palatina (p=0,001) e na superfície interna da PT maxilar (p<0,001) nos quatro momentos do estudo. Foi possível notar que a nistatina reduziu significativamente a quantidade de fungos do esfregaço da mucosa palatina e da superfície interna da PT maxilar quando comparada ao gel de própolis. Diante dos resultados encontrados foi possível concluir que, para esta amostra, o gel de própolis não apresentou eficácia clínica e citológica no tratamento da EP
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.11.2012
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FO11500028745T4.774
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITÃO, Natasha da Silva; CAMPOS, Tomie Toyota de. Análise clínica e citológica do efeito do gel de própolis no tratamento da estomatite protética em pessoas idosas: ensaio clínico randomizado controlado simples cego. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23150/tde-13042013-101953/ >.
    • APA

      Leitão, N. da S., & Campos, T. T. de. (2012). Análise clínica e citológica do efeito do gel de própolis no tratamento da estomatite protética em pessoas idosas: ensaio clínico randomizado controlado simples cego. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23150/tde-13042013-101953/
    • NLM

      Leitão N da S, Campos TT de. Análise clínica e citológica do efeito do gel de própolis no tratamento da estomatite protética em pessoas idosas: ensaio clínico randomizado controlado simples cego [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23150/tde-13042013-101953/
    • Vancouver

      Leitão N da S, Campos TT de. Análise clínica e citológica do efeito do gel de própolis no tratamento da estomatite protética em pessoas idosas: ensaio clínico randomizado controlado simples cego [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23150/tde-13042013-101953/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: