Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Duração da ventilação mecânica em pediatria: impacto da introdução de avaliações diárias e teste de respiração espontânea (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FORONDA, FLÁVIA ANDREA KREPEL - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MPE
  • Subjects: CRIANÇAS; RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL; INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA; UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA; ENSAIO CLÍNICO CONTROLADO RANDOMIZADO
  • Keywords: Children; Desmame do respirador; Ensaio clínico controlado aleatório; Intensive care units; Randomized controlled trial; Respiration artificial; Respiratory insufficiency; Ventilator weaning
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Ventilação mecânica (VM) é frequente em crianças com insuficiência respiratória aguda e está associada a complicações, sendo, portanto, necessários esforços para encurtar a sua duração. Objetivos: Verificar se a realização de avaliações diárias e testes de respiração espontânea (TRE), poderiam encurtar a duração da VM em crianças, quando comparado ao desmame habitualmente realizado em pediatria. Objetivos secundários incluíram a avaliação da taxa de falha de extubação e a necessidade de ventilação não invasiva (VNI). Desenho: Estudo prospectivo, randomizado, controlado. Ambiente: Duas unidades de cuidados intensivos pediátricos, em Hospitais Universitários no Brasil. Pacientes: Crianças entre 28 dias e 15 anos de idade que estavam recebendo VM por pelo menos 24 horas no período de julho 2007 a julho 2009. Intervenções: Os pacientes foram aleatoriamente designados para um dos dois protocolos de desmame. No grupo de teste, as crianças foram submetidas a avaliações diárias para verificar prontidão para desmame, depois foi realizado TRE com pressão de suporte de 10 cm H2O e PEEP de 5 cm H2O por um período de 2 horas. O TRE foi repetido no dia seguinte nas crianças que não passaram no primeiro teste. No grupo controle, o desmame foi realizado por critérios clínicos e laboratoriais como de rotina nas unidades. Resultados: 294 crianças elegíveis foram randomizadas, sendo 155 para o grupo de teste e 139 para o grupo controle. O tempo de VM foi menor no grupo de teste onde a duração mediana foi de 3,5 dias (95% intervalo de confiança [IC]: 3,0-4,0) em comparação com o grupo controle onde a mediana do tempo de VM foi de 4,7 dias (95% IC: 4,1-5,3) (p = 0,013). Esta redução significativa na duração da VM não foi associada a um aumento das taxas de falha de extubação ou VNI e representa uma redução de 30% no risco de permanecer em VM (Risco Relativo: 0,70). Conclusões: A avaliação diáriapara verificar a prontidão para o desmame combinada ao TRE reduziu a duração de VM em crianças, sem aumentar a taxa de falha de extubação ou a necessidade de VNI.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.04.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2403726-10W4.DB8 SP.USP FM-2 F831du 2013
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FORONDA, Flávia Andrea Krepel; TROSTER, Eduardo Juan. Duração da ventilação mecânica em pediatria: impacto da introdução de avaliações diárias e teste de respiração espontânea. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-08082013-095322/ >.
    • APA

      Foronda, F. A. K., & Troster, E. J. (2013). Duração da ventilação mecânica em pediatria: impacto da introdução de avaliações diárias e teste de respiração espontânea. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-08082013-095322/
    • NLM

      Foronda FAK, Troster EJ. Duração da ventilação mecânica em pediatria: impacto da introdução de avaliações diárias e teste de respiração espontânea [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-08082013-095322/
    • Vancouver

      Foronda FAK, Troster EJ. Duração da ventilação mecânica em pediatria: impacto da introdução de avaliações diárias e teste de respiração espontânea [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5141/tde-08082013-095322/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: