Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Ações imunomoduladoras da prolactina durante a fase aguda da Doença de Chagas experimental (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FILIPIN, MARINA DEL VECCHIO - FCFRP
  • USP Schools: FCFRP
  • Sigla do Departamento: S/D
  • Subjects: TRYPANOSOMA CRUZI; PROLACTINA; IMUNIDADE
  • Keywords: Chagas' disease; Doença de Chagas; Immune response; Prolactin; Resposta Imune; Trypanosoma cruzi
  • Language: Português
  • Abstract: Durante a infecção por Trypanosoma cruzi, o sistema endócrino exerce importante influência no direcionamento da resposta imune do hospedeiro. A prolactina é um dos diversos hormônios envolvidos em uma série de complexas interações com o sistema imunológico, participando diretamente do processo de imunorregulação. As pesquisas relacionadas com a administração de hormônios em modelos experimentais infectados por T. cruzi visam comprovar a modulação dos mecanismos de defesa por estas substâncias e contribuem para a busca de novas terapias auxiliares e melhorias no tratamento convencional da Doença de Chagas. O objetivo deste trabalho foi elucidar o papel da prolactina na modulação do sistema imune durante a fase aguda da doença de Chagas experimental, através da administração desta substância em ratos Wistar jovens infectados com a cepa Y de T.cruzi. O envolvimento e o perfil de ativação das células de defesa durante a infecção aguda foram analisados, utilizando-se ensaios de linfoproliferação, apoptose de linfócitos e análise de marcadores celulares. Além disso, outros parâmetros imunológicos também foram avaliados, entre eles, citocinas intracelulares IFN-?, TNF-?, IL-4 e IL-10, quimiocina MCP-1 e óxido nítrico. Os animais submetidos ao tratamento com prolactina apresentaram redução significativa na parasitemia sanguínea, bem como diminuição na apoptose celular e elevados percentuais de células essenciais na resposta imune do hospedeiro frente ao parasita. Desta forma, os dados obtidos neste trabalho demonstram os efeitos estimulatórios da prolactina e corroboram a ideia da utilização de substâncias imunomoduladoras no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas, que possam promover o equilíbrio da resposta imune do hospedeiro frente à infecção, prevenindo os possíveis danos teciduais observados tanto na fase aguda como crônica da doença de Chagas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.04.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCFRP10600015990Filipin, Marina Del Vecchio
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FILIPIN, Marina Del Vecchio; PRADO JUNIOR, Jose Clovis do. Ações imunomoduladoras da prolactina durante a fase aguda da Doença de Chagas experimental. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-21062013-105213/ >.
    • APA

      Filipin, M. D. V., & Prado Junior, J. C. do. (2013). Ações imunomoduladoras da prolactina durante a fase aguda da Doença de Chagas experimental. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-21062013-105213/
    • NLM

      Filipin MDV, Prado Junior JC do. Ações imunomoduladoras da prolactina durante a fase aguda da Doença de Chagas experimental [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-21062013-105213/
    • Vancouver

      Filipin MDV, Prado Junior JC do. Ações imunomoduladoras da prolactina durante a fase aguda da Doença de Chagas experimental [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/60/60135/tde-21062013-105213/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: