Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Implantes porosos à base de titânio, avaliação in vitro e in vivo (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GOIA, TAMIYE SIMONE - IPEN
  • USP Schools: IPEN
  • Subjects: BIOMATERIAIS; ÓSSEOINTEGRAÇÃO; TITÂNIO; FLUORESCÊNCIA
  • Language: Português
  • Abstract: O desenvolvimento de biomateriais com estrutura porosa visa permitir uma boa ancoragem biológica através do crescimento do tecido ósseo no interior dos poros, além de no caso de algumas ligas de titânio, proporcionar valores de módulo elástico semelhantes ao do osso, prevenindo assim o insucesso por reabsorção óssea na interface com o implante. O objetivo deste estudo foi avaliar o processamento de implantes porosos à base de titânio produzidos por metalurgia do pó, utilizando polímeros naturais como aditivos (albumina, amidos de arroz, batata, milho e a gelatina), e analisar a osteointegração desses implantes por ensaio in vivo. Foram obtidas, amostras de titânio comercialmente puro (Ticp) e da Liga Ti-13Nb-13Zr pelos processos de space-holder e suspensão; os polímeros naturais foram removidos termicamente (350°C/1h) previamente a sinterização (1300°C/1h e 1300°C/3h, respectivamente). As metodologias de processamento utilizando aditivos de baixo custo propiciaram a obtenção de implantes metálicos porosos de maneira simplificada, com porosidades diferenciadas, boa homogeneidade estrutural, grau de porosidade adequado (entre 40% e 60%), distribuição e tamanho dos poros conforme o polímero natural formador. Na caracterização biológica, o teste in vitro de citotoxicidade validou a utilização dos implantes para a realização do teste in vivo. A avaliação da osteointegração foi realizada em coelhos da raça New Zealand em períodos de 49 dias. Na análise histológica por microscopiaeletrônica de varredura e fluorescência, foram obtidos os resultados quantitativos e qualitativos da osteointegração, com crescimento ósseo em todos os implantes, apresentando osteocondutividade. Os melhores resultados ocorreram em implantes com porosidade homogênea, e com tamanho médio de poros entre 100 e 200 μm. Assim, os materiais porosos de titânio e da liga Ti-13Nb-13Zr produzidos com os polímeros naturais (amido de arroz, amido de batata, amido de milho, gelatina e albumina), permitiram a nutrição e manutenção necessárias para a sobrevivência das células, comprovando a osteointegração e osteocondução dos implantes desenvolvidos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.02.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IPEN2431245-10T669.295: G724i
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GOIA, ^Tamiye^Simone; BRESSIANI, Ana Helena de Almeida. Implantes porosos à base de titânio, avaliação in vitro e in vivo. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-29052013-094946/ >.
    • APA

      Goia, ^T. ^S., & Bressiani, A. H. de A. (2013). Implantes porosos à base de titânio, avaliação in vitro e in vivo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-29052013-094946/
    • NLM

      Goia ^T^S, Bressiani AH de A. Implantes porosos à base de titânio, avaliação in vitro e in vivo [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-29052013-094946/
    • Vancouver

      Goia ^T^S, Bressiani AH de A. Implantes porosos à base de titânio, avaliação in vitro e in vivo [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-29052013-094946/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: