Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito residual na saúde bucal de crianças de um programa preventivo longitudinal, dirigidos a mães primíparas (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: KOBAYASHI, TATIANA YURIKO - FOB
  • USP Schools: FOB
  • Subjects: ODONTOPEDIATRIA; CÁRIE DENTÁRIA; CLOREXIDINA; SAÚDE BUCAL; CRIANÇAS
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desse estudo foi avaliar o efeito clínico e microbiológico residual, na saúde bucal de 40 crianças, cujas mães participaram de um programa preventivo longitudinal, finalizado há sete anos. Elas foram divididas em grupo teste (GT, n=26) e placebo (GP, n=14). Também fizeram parte do estudo, crianças, de mães que deixaram de participar, no decorrer do programa grupo controle, (GC, n=9). Foram avaliados os índices de cárie (OMS, 1999), de placa visível, de sangramento gengival (AINAMO; BAY, 1975), profundidade do sulco gengival à sondagem (GOMES-FILHO et al., 2006), contagem de estreptococos do grupo mutans (EGM) em UFC/mL de saliva e, fatores indicadores de risco à cárie dentária (FIRC). Foram feitas comparações intergrupos, intragrupos e, da amostra total, em diferentes momentos. Considerou-se nessas comparações os dados coletados ao final do programa preventivo (data base) e no controle após sete anos. Das avaliações intergrupos realizadas após sete anos, as que obtiveram resultados significantes foram: a contagem de EGM em UFC/mL de saliva, maior para o GC em relação ao GP e GT (Kruskall-Wallis, p= 0,014); o FIRC relativo ao motivo da consulta, com maior procura por tratamento preventivo para o GC (Quiquadrado, p=0,04) e maior procura por tratamento restaurador para o GP (Quiquadrado, p=0,01). Das avaliações intragrupos realizadas entre a data base e após sete anos, a que obteve resultado significante foi: maior ceo-s para o GP (ANOVA e Tukey, p=0,00). Das avaliações da amostra como um todo, realizadas após sete anos, as que obtiveram resultados significantes foram: relacionadas aos FIRC (Pearson, p<0,05 e r= -1 a 1), envolvendo fator socioeconômico; procura pelo cirurgião-dentista (pela mãe, para a criança, por motivo de dor), frequência de escovação, frequência de visitas ao cirurgião-dentista, frequência de escovação após o jantar e, escolaridade do pai;relacionadas aos índices de saúde bucal (Pearson, p< 0,05 e r= 0,97 a 1), envolvendo índice de cárie, índice de placa visível e, mancha branca. A avaliação do efeito residual do programa preventivo de cárie aplicado às mães como objetivo proteger seus filhos, auxilia na determinação de melhores estratégias, para a implementação de programas preventivos no futuro. Conclui-se pelos dados analisados que o programa foi capaz de manifestar alguns resultados positivos na população diretamente envolvida, após sete anos do seu término
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.10.2013

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FOB11600039725K792e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      KOBAYASHI, Tatiana Yuriko; SILVA, Salete Moura Bonifácio da. Efeito residual na saúde bucal de crianças de um programa preventivo longitudinal, dirigidos a mães primíparas. 2013.Universidade de São Paulo, Bauru, 2013.
    • APA

      Kobayashi, T. Y., & Silva, S. M. B. da. (2013). Efeito residual na saúde bucal de crianças de um programa preventivo longitudinal, dirigidos a mães primíparas. Universidade de São Paulo, Bauru.
    • NLM

      Kobayashi TY, Silva SMB da. Efeito residual na saúde bucal de crianças de um programa preventivo longitudinal, dirigidos a mães primíparas. 2013 ;
    • Vancouver

      Kobayashi TY, Silva SMB da. Efeito residual na saúde bucal de crianças de um programa preventivo longitudinal, dirigidos a mães primíparas. 2013 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: