Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Gestações com artéria umbilical única isolada: frequência de restrição do crescimento fetal (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CALDAS, LORENA MESQUITA BATISTA - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MOG
  • Subjects: ARTÉRIAS UMBILICAIS; FETO (CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO); RECÉM-NASCIDO DE BAIXO PESO; ULTRASSONOGRAFIA
  • Keywords: Artéria umbilical única; Fetal growth retardation; Infant low birth weight; Recém-nascido de baixo peso; Retardo do crescimento fetal; Single umbilical artery; Ultrasonography; Ultrassonografia
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Investigar a associação entre artéria umbilical única isolada e restrição do crescimento fetal. Métodos: Estudo caso controle com levantamento retrospectivo de gestações únicas com diagnóstico antenatal de artéria umbilical única isolada (AUUI), avaliadas entre 1998 e 2010. O grupo controle consistiu de gestações únicas acompanhadas prospectivamente e com confirmação anatomopatológica de três vasos no cordão umbilical. Os grupos foram comparados quanto à média do peso ao nascer, frequências de baixo peso ( < 2.500g), muito baixo peso ao nascer ( < 1.500g) e restrição do crescimento fetal abaixo dos percentis 5 e 10. Para as diferenças significativas foram calculadas as razões de riscos e respectivos intervalos de confiança. Análise por regressão logística foi utilizada para investigar a associação de restrição do crescimento fetal com as variáveis independentes significativas. Resultados: A diferença entre a média do peso ao nascer, entre as gestações com AUUI (n=131, 2.840+-701g) e o grupo controle (n=730, 2.983+-671g) foi de 143g (IC95%= 17-269; p=0,04). Peso ao nascer abaixo do percentil 5 foi significativamente mais comum nas gestações com AUUI (21,4% versus 13,6%, p= 0,02, LR= 1,57, IC95%: 1,07-2,25), particularmente, no subgrupo de gestações com antecedentes clínicos e/ou intercorrências obstétricas associadas (28,6% versus 14,1%, p= 0,02, LR= 2,22, IC95%: 1,12-4,25).Não foram observadas diferenças significativas em relação às frequências de peso ao nascer abaixo de 2.500g, abaixo de 1.500g e restrição abaixo do percentil 10. Análise por regressão logística revelou que peso ao nascer inferior ao percentil 5 se relacionou significativamente somente à presença de artéria umbilical única isolada. Conclusão: Gestações únicas com artéria umbilical única isolada apresentaram risco aumentado de 1,6 vezes de restrição do crescimento fetal abaixo do percentil 5. Quando associada a antecedente clínico materno e/ou intercorrência obstétrica o risco aumentou em 2,2 vezes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.09.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2435273-10W4.DB8 SP.USP FM-1 C149ge 2013
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALDAS, Lorena Mesquita Batista; LIAO, Adolfo Wenjaw. Gestações com artéria umbilical única isolada: frequência de restrição do crescimento fetal. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-10122013-122532/ >.
    • APA

      Caldas, L. M. B., & Liao, A. W. (2013). Gestações com artéria umbilical única isolada: frequência de restrição do crescimento fetal. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-10122013-122532/
    • NLM

      Caldas LMB, Liao AW. Gestações com artéria umbilical única isolada: frequência de restrição do crescimento fetal [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-10122013-122532/
    • Vancouver

      Caldas LMB, Liao AW. Gestações com artéria umbilical única isolada: frequência de restrição do crescimento fetal [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-10122013-122532/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: