Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Biologia da reprodução do macho de Viscacha (Lagostomus Maximus) - uma parceria entre Brasil e Argentina para integração da biotecnologia da reprodução em animais ameaçados (2011)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PIERI, NAIRA CAROLINE GODOY - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Subjects: ANDROLOGIA VETERINÁRIA; ANIMAIS EM EXTINÇÃO (REPRODUÇÃO); ANIMAIS SILVESTRES (REPRODUÇÃO); ESPERMATOGÊNESE; REPRODUÇÃO APLICADA ANIMAL; SISTEMA UROGENITAL (VETERINÁRIA, MORFOLOGIA)
  • Keywords: Histricomorfo; Histricomorfs; Morfologia; Morphology; Reproductive; Reprodutor; Rodent; Roedor
  • Language: Português
  • Abstract: Atualmente muitos são os estudos com animais silvestres, no entanto, pouco se sabe sobre os aspectos biológicos dos machos. Os Histricomorpha são uma subordem da ordem Rodentia, que representa 43% das 4629 espécies reconhecidas encontradas na classe Mammalia. Os roedores são animais que oferecem uma extraordinária variedade de adaptações ecológicas, suportando os mais diversos tipos de climas e altitudes, podendo com isso apresentar grande diversidade funcional, a viscacha é um roedor pertencente a esta subordem, e de grande importância para o ambiente em que habitam, pois, representam a base da cadeia alimentar. Por esta razão, esta pesquisa ter por objetivo descrever morfologicamente o aparelho reprodutor do macho de viscacha. Foram utilizados seis macho adultos de viscacha, realizou-se análise macro e de microscópia de luz, eletrônica e imunohistoquímicas do sistema reprodutor masculino, bem como a espermatogênese deste animal. Através das análises realizadas, a viscacha apresenta o aparelho reprodutor composto por um par de testículos, epidídimo e ducto deferente e as seguintes glândulas genitais acessórias: próstata, vesícula seminal e glândula bulbouretral. Estas estruturas são semelhantes às de outros roedores já descritos, como a Chinchila e Cutia. A análise espermatogênica demonstrou que esta exibe alterações significativas de seus parâmetros, em sincronia com o ambiente externo e o ciclo reprodutivo. Conclui-se, com os animais estudados, que a morfologia doaparelho reprodutor do L.maximus viscacha é semelhante aos demais roedores pertencentes à subordem dos Histricomorfos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2011
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300047963T.2503 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PIERI, Naira Caroline Godoy; MARTINS, Daniele dos Santos. Biologia da reprodução do macho de Viscacha (Lagostomus Maximus) - uma parceria entre Brasil e Argentina para integração da biotecnologia da reprodução em animais ameaçados. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-04052012-165118/ >.
    • APA

      Pieri, N. C. G., & Martins, D. dos S. (2011). Biologia da reprodução do macho de Viscacha (Lagostomus Maximus) - uma parceria entre Brasil e Argentina para integração da biotecnologia da reprodução em animais ameaçados. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-04052012-165118/
    • NLM

      Pieri NCG, Martins D dos S. Biologia da reprodução do macho de Viscacha (Lagostomus Maximus) - uma parceria entre Brasil e Argentina para integração da biotecnologia da reprodução em animais ameaçados [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-04052012-165118/
    • Vancouver

      Pieri NCG, Martins D dos S. Biologia da reprodução do macho de Viscacha (Lagostomus Maximus) - uma parceria entre Brasil e Argentina para integração da biotecnologia da reprodução em animais ameaçados [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-04052012-165118/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: