Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos do ácido graxo ômega-3 na prevenção da atrofia muscular induzida pela dexametasona (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FAPPI, ALAN - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MNE
  • Subjects: DISTROFIA MUSCULAR (GENÉTICA;PATOLOGIA); ÁCIDOS GRAXOS OMEGA 3 (EFEITOS ADVERSOS); RATOS WISTAR; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE
  • Keywords: Ácidos graxos ômega-3/efeitos adversos; Atrofia muscular/genética; Atrofia muscular/induzido quimicamente; Atrofia muscular/patologia; Blotting western; Dexametasona/efeitos adversos; Dexamethasone/adverse effects; Fatores de transcrição Forkhead; Fatty acids, omega-3/adverse effects; Forkhead transcription factors; Glucocorticoides; Glucocorticoids; Muscle, skeletal/drugs effects; Muscular atrophy/chemically induced; Muscular atrophy/genetics; Muscular atrophy/pathology; Músculo esquelético/efeitos de drogas; Ratos Wistar; Rats, Wistar; Reação em cadeia da polimerase em tempo real; Real-time polymerase chain reaction; Ubiquitin-protein ligases; Ubiquitina-proteína ligases/genética; Western Blotting
  • Language: Português
  • Abstract: Várias condições podem estar associadas com a atrofia muscular, tais como inatividade, envelhecimento, septicemia, diabetes, câncer e uso de glicocorticoides. Todas estas condições levam a atrofia muscular através de mecanismos que incluem aumento da degradação proteica e/ou redução na síntese proteica, envolvendo pelo menos cinco sistemas: lisossomal, da calpaína, das caspases, metaloproteinases e o sistema ubiquitina-proteasoma (SUP). Glicocorticoides, tais como a dexametasona, acarretam atrofia muscular atuando em quase todos esses sistemas, com significante ativação do SUP e lisossomal, afetando uma importante via de trofismo muscular, a via do IGF-1/PI-3K/Akt/mTOR. Ácidos graxos poli-insaturados, como o Ômega-3 (ômega-3), têm sido utilizados de forma benéfica na atenuação da atrofia muscular que ocorre na septicemia e na caquexia associada ao câncer, no entanto, sua atuação sobre a atrofia muscular induzida por glicocorticoides ainda não foi avaliada. Objetivo: Avaliar se a suplementação do ácido graxo ômega-3 influenciaria o desenvolvimento da atrofia muscular induzida pela dexametasona em ratos. Metodologia: Vinte e quatro ratos Wistar suplementados e não suplementados com ômega-3 (40 dias) foram submetidos à administração de dexametasona subcutânea (5mg/Kg/dia) nos últimos 10 dias, formando assim quatro grupos: Controle (CT), dexametasona (DX), ômega3 e dexametasona+ômega3 (DX+ômega3).Através de estudo de comportamento motor, histológico, PCR em tempo real e Western Blotting foram avaliados respectivamente, o número de grandes e pequenos movimentos em campo aberto; a área de secção transversa das fibras musculares (fibras I, IIA e IIB); a expressão dos genes MyoD, Miogenina, MuRF-1, Atrogina-1 e Miostatina; e a expressão de proteínas relacionadas com a via do IGF-1/PI-3K/Akt/mTOR: Akt, GSK3beta, FOXO3a e mTOR, totais e fosforiladas. Resultados: A dexametasona produziu diminuição na quantidade de pequenos movimentos, atrofia muscular em fibras do tipo IIB e diminuição na expressão de P-Akt, P-GSK3ômega e P-FOXO3a/FOXO3a total. A suplementação com Ômega-3 não se mostrou eficaz na atenuação de tais alterações. Por outro lado, o Ômega-3 associado à dexametasona (grupo DX+3) induziu a maior expressão de atrogenes (MuRF-1 e atrogina-1) causando, adicionalmente, maior atrofia muscular em fibras do tipo I e IIA, além de menor expressão gênica de Miogenina. O Ômega-3 de forma isolada conduziu de forma significativa a maior expressão de Miostatina e MyoD, e de forma não significante elevou a expressão proteica de mTOR total e induziu menor ganho de peso corporal dos animais ao fim do estudo. Conclusão: A suplementação de Ômega-3 não foi capaz de atenuar as alterações comportamentais, atrofia muscular e perda de peso corporal causadas pela administração de dexametasona, levando por outro lado a maior atrofia das fibras musculares e aumento na expressão de atrogenes.Desta forma, este estudo sugere que suplementos alimentares usualmente considerados benéficos para saúde, tal como o ácido graxo Ômega-3, podem agir em interação com alguns medicamentos, como os glicocorticoides, potencializando seus efeitos colaterais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.12.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2439171-10W4.DB8 SP.USP FM-1 F223ef 2013
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FAPPI, Alan; ZANOTELI, Edmar. Efeitos do ácido graxo ômega-3 na prevenção da atrofia muscular induzida pela dexametasona. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-13012014-114428/ >.
    • APA

      Fappi, A., & Zanoteli, E. (2013). Efeitos do ácido graxo ômega-3 na prevenção da atrofia muscular induzida pela dexametasona. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-13012014-114428/
    • NLM

      Fappi A, Zanoteli E. Efeitos do ácido graxo ômega-3 na prevenção da atrofia muscular induzida pela dexametasona [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-13012014-114428/
    • Vancouver

      Fappi A, Zanoteli E. Efeitos do ácido graxo ômega-3 na prevenção da atrofia muscular induzida pela dexametasona [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5138/tde-13012014-114428/