Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Embolização seletiva das artérias prostáticas no tratamento da hiperplasia protática benigna (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LEAL FILHO, JOAQUIM MAURICIO DA MOTTA - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: HIPERPLASIAS; PRÓSTATA (IRRIGAÇÃO SANGUÍNEA); IDOSOS; EMBOLIZAÇÃO TERAPÊUTICA; QUESTIONÁRIOS
  • Keywords: Aged; Antígeno prostático específico; Catateterismo periférico; Catheterization, peripheral; Diagnostic imaging; Diagnóstico por imagem; Embolização terapêutica; Embolization, therapeutic; Estudos prospectivos; Hiperplasia prostática/cirurgia; Hiperplasia prostática/ultrassonografia; Idoso; Lower urinary tract symptoms; Meia-idade; Middle age; Procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos; Prospective studies; Próstata/irrigação sanguínea; Prostate specific antigen; Prostate/blood supply; Prostatic hyperplasia/surgery; Prostatic hyperplasia/ultrasonography; Qualidade de vida; Quality of life; Questionários; Questionnaires; Retenção urinária/cirurgia; Retenção urinária/complicações; Sintomas do trato urinário inferior; Surgical procedures, minimally invasive; Urinary retention/surgery; Urinary retention/complications; Urodinâmica; Urodynamics
  • Language: Português
  • Abstract: Hiperplasia prostática benigna (HPB) é considerada a neoplasia masculina mais comum, além de ser a principal causa de sintomas do trato urinário baixo (STUB) em homens idosos. Se não tratada ou mal tratada, poderá levar o paciente a quadro de retenção urinária aguda, incontinência e infecção do trato urinário, progredindo em gravidade com a idade. Apesar do desenvolvimento de técnicas alternativas, a ressecção transuretral da próstata (RTU) continua sendo considerada o tratamento cirúrgico padrão ouro para HPB. Não obstante, a RTU pode estar associada a muitas comorbidades como, sangramento, sintomas urinários irritativos, disfunção sexual e ejaculação retrógrada. Por essa razão, o desenvolvimento de modalidades de tratamentos minimamente invasivos para o tratamento de HPB constitui um campo interessante de pesquisa clínica. Os objetivos deste estudo foram: (1) avaliar a viabilidade, a segurança e a eficácia da embolização das artérias prostáticas (EAP) nos pacientes com retenção urinária devido à HPB, (2) avaliar a porcentagem de redução volumétrica da próstata e a qualidade de vida após a EAP nos pacientes com retenção urinária devido à HPB. No presente estudo, Fase I prospective centro único, 11 pacientes portadores de retenção urinária devido à HPB foram tratados por meio da EAP entre agosto de 2009 e novembro de 2011.Exame físico, questionários de sintomas e qualidade de vida (International Prostate Symptom Score (IPSS) e Quality of Life (QoL)), dosagem do antígeno prostático específico (PSA), exames de imagens de ultrassom (US) e ressonância magnética (RM), e estudos urodinâmicos foram realizados antes e 1, 3, 6, e 12 meses depois da EAP. O tamanho da próstata variou de 30 a 90 gramas, e as embolizações foram realizadas com microesferas (Embospheres) de 300-500?m. O sucesso técnico (EAP bilateral) foi atingido em 75%, e o sucesso clínico (retirada do cateter vesical de demora e melhora dos sintomas) foi obtido em 91% (10 de 11 pacientes) dos casos. Síndrome pósembolização manifestou-se com dor leve no períneo, retropúbica e uretral. Não foram observadas complicações maiores. Ao final do primeiro ano de seguimento, sintomas eram leves com a média do IPSS de 2,8 pontos (p = 0,04), a média da QoL era de 0,4 pontos (p = 0,001), a média do PSA diminuiu de 10,1 para 4,3 ng/mL (p = 0,003), a média do volume prostático reduziu de 69,7 para 46,3 gramas (p = 0,002) e de 62 para 42,7 gramas (p = 0,004) medidos por RM e US, respectivamente, a média do pico de fluxo máximo (Qmax) aumentou de 4,2 para 10,8 mL/sec (p = 0,009), a média da pressão detrusora (Pdet) diminuiu de 85,7 para 51,5 cmH2O (p = 0,007), a média do resíduo final pós-miccional diminuiu de 160,5 para 60ml (p = 0,04) e não foi observada disfunção sexual. A EAP para o tratamento da retenção urinária causada por HPB demonstrou ser um procedimento viável, seguro e eficaz, além de poder reduzir o volume prostático em mais de 30% e melhorar os STUB e a qualidade de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.02.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2465987-10W4.DB8 SP.USP FM-2 M874em 2013
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOTTA LEAL FILHO, Joaquim Mauricio da; ANTUNES, Alberto Azoubel; CARNEVALE, Francisco Cesar. Embolização seletiva das artérias prostáticas no tratamento da hiperplasia protática benigna. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31032014-155506/ >.
    • APA

      Motta Leal Filho, J. M. da, Antunes, A. A., & Carnevale, F. C. (2014). Embolização seletiva das artérias prostáticas no tratamento da hiperplasia protática benigna. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31032014-155506/
    • NLM

      Motta Leal Filho JM da, Antunes AA, Carnevale FC. Embolização seletiva das artérias prostáticas no tratamento da hiperplasia protática benigna [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31032014-155506/
    • Vancouver

      Motta Leal Filho JM da, Antunes AA, Carnevale FC. Embolização seletiva das artérias prostáticas no tratamento da hiperplasia protática benigna [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31032014-155506/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: