Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Uso e eficiência de abelhas sem ferrão (Apidae, Meliponini) na polinização do tomate (Lycopersicon esculentum Mill, Solanaceae) sob cultivo protegido (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BAPTISTELLA, ANA RITA TAVARES DE OLIVEIRA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: ABELHAS; APIDAE; POLINIZAÇÃO; TOMATE
  • Language: Português
  • Abstract: As abelhas sem ferrão são apontadas como visitantes florais de muitas culturas de interesse económico, entre elas o tomate (Lycopersicon esculentum Mill., Solanaceae), entretanto, poucas espécies foram efetivamente testadas com relação a sua eficiência como polinizadoras. Considerando que o estudo do comportamento das abelhas durante a polinização possa revelar espécies com potencial uso na agricultura, verificamos o comportamento de Melipona quadrifasciata, Melipona marginara, Frieseomelitta varia e Nannotrigona testaceicornis durante visitas às flores do tomate em casa de vegetação e suas consequências para a polinização. A produção dos frutos foi influenciada positivamente por três, das quatro espécies estudadas (Melipona quadrifasciata, Melipona marginara e Nannotrigona testaceicornis). Flores (var. Debora) polinizadas pelas abelhas produziram frutos mais pesados (44g, 29.óg e 28.1g, respectivamente). Em flores da var. Mascot, os frutos foram em média 1,6 g mais pesados. O número de sementes por fruto produzido também foi beneficiado. A produção de frutos de alta qualidade depende do sucesso da polinização, entretanto, observamos diferenças no comportamento e na eficiência das espécies entre as variedades de tomate (X POT. 2= 25.36; p= 0,0001). As abelhas demonstraram maior interesse em visitar flores var. Debora (N POT. total= 471) em relação às flores var. Mascot (N POT. Total = 260). Em geral, flores da variedade Debora, emitiram menores concentrações de compostos com características repelentes conhecidas (ex: ß-felandreno) e, uma maior concentração de substâncias atrativas (ex: álcool benzílico). Acreditamos que a variação na quantidade de compostos entre as variedades, associado a características morfológicas e as condições da casa de vegetação, possa ter influenciado na atratividade das abelhas. Visando uma maior produção dos frutos sem a utilizaçãode componentes químicos que possam interferir na saúde dos consumidores, a utilização das abelhas como polinizadoras seria uma alternativa viável, natural e benéfica ao meio ambiente e ao homem. Além disso, esperamos que a relação entre os COVs do tomate e as abelhas, seja melhor compreendida, podendo contribuir para o sucesso da polinização de suas flores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.02.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800048669Baptistella, Ana Rita Tavares Oliveira
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAPTISTELLA, Ana Rita Tavares Oliveira; SOARES, Ademilson Espencer Egea. Uso e eficiência de abelhas sem ferrão (Apidae, Meliponini) na polinização do tomate (Lycopersicon esculentum Mill, Solanaceae) sob cultivo protegido. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Baptistella, A. R. T. O., & Soares, A. E. E. (2014). Uso e eficiência de abelhas sem ferrão (Apidae, Meliponini) na polinização do tomate (Lycopersicon esculentum Mill, Solanaceae) sob cultivo protegido. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baptistella ARTO, Soares AEE. Uso e eficiência de abelhas sem ferrão (Apidae, Meliponini) na polinização do tomate (Lycopersicon esculentum Mill, Solanaceae) sob cultivo protegido. 2014 ;
    • Vancouver

      Baptistella ARTO, Soares AEE. Uso e eficiência de abelhas sem ferrão (Apidae, Meliponini) na polinização do tomate (Lycopersicon esculentum Mill, Solanaceae) sob cultivo protegido. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: