Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência do microambiente no prognóstico do câncer da mama (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MAKDISSI, FABIANA BARONI ALVES - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MDR
  • Subjects: NEOPLASIAS MAMÁRIAS; RECEPTORES HORMONAIS; FIBROBLASTOS; EXPRESSÃO GÊNICA
  • Keywords: Breast neoplasms; Breast neoplasms/classification; Células estromais; Expressão gênica; Fibroblastos; Fibroblasts; Gene expression; Immune system, process; Microambiente tumoral; Neoplasias de mama; Neoplasias de mama/classificação; Processos do sistema imunológico; Receptores estrogênicos; Receptors, estrogen; Stromal cells; Tumor microenvironment
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Os cânceres de mama subtipos Luminal A e B (HER2 negativo) podem apresentar prognóstico variável, a depender do índice de proliferação, avaliado pelo Ki67. As células malignas e as células estromais adjacentes (fibroblastos e células de resposta imune ) podem interagir tanto pelo contato célula a célula como por fatores secretados por elas, ambas influenciando no comportamento tumoral. Já foi demonstrado que as células estromais podem aumentar a proliferação das células do câncer da mama. Objetivo: Nosso objetivo foi avaliar o perfil de expressão gênica de células do estroma em câncer de mama luminal A e luminal B e analisar se este se correlaciona com o prognóstico da doença. Pacientes e Métodos/ Resultados: Amostras de tumores de 11 pacientes na pós menopausa foram analisadas, todas elas HER2 negativas. A expressão de Ki67 foi = 30 % em outras 6 amostras(Luminal B ). Células estromais foram microdissecadas para a extração de RNA, que posteriormente foi hibridizado na plataforma de microarray Agilent G485 -1A GE 8x60K. Após a normalização, 50 % dos genes com a maior variância foram selecionados para análise por SAM duas classes desemparelhado (software TMEV ) e aceitando FDR 14.1%, 35 sequências foram identificadas como diferencialmente expressas, incluindo 16 genes conhecidos, entre as células estromais das amostras de Luminal A versos Luminal B, todos mais expressos nas amostras B.Dentre as funções biológicas enriquecidas em genes diferencialmente expressos encontram-se regulação positiva do sistema imune, incluindo genes como ZAP70 (proteína quinase 70kDa associada a cadeia zeta (TCR)), CD38 (molécula CD38); UBASH3A (ubiquitina associada e SH3 domínio que contém A); PLA2G7 (fosfolipase A2, grupo VII (fator acetil ativador de plaquetas no plasma)); NCR3 (citotoxicidade natural, provocando receptor 3). Nosso próximo passo foi avaliar se a expressão de alguns genes selecionados estava associada com prognóstico de tumores luminais. Para tal selecionamos amostras de outro grupo de 89 pacientes com seguimento de pelo menos 5 anos, cujos tumores eram ER(+), HER2(-), para análise de expressão proteica em Tissue microarray. Caracterizamos os fibroblastos destas amostras com 3 marcadores de fibroblastos: actina de músculo liso (AML), S100A4 e caveolina-1 (CAV1) e analisamos a marcação da proteína ZAP70. Correlacionamos a expressão proteica de todos os marcadores com as características anatomopatológicas da amostra. Observamos que fibroblastos de todas as amostras de tumor de mama expressam AML, S100A4 e CAV1, em diferentes proporções, entretanto não detectamos diferença entre os tumores luminais A e B. Também não obsevamos diferença de expressão de AML, S100A4 e CAV1 em relação a grau histológico, comprometimento linfonodal e estadiamento clínico. Nestas amostras não detectamos expressão proteica de ZAP70 em fibroblastos tumorais.Conclusão: Houve expressão diferencial de 16 genes relacionados a processos imunes, todos eles mais expressos em células estromais de tumores Luminal B em relação a luminal A
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.02.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2468612-10W4.DB8 SP.USP FM-2 M195in 2013
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAKDISSI, Fabiana Baroni Alves; FOLGUEIRA, Maria Aparecida Azevedo Koike. Influência do microambiente no prognóstico do câncer da mama. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-01042014-112230/ >.
    • APA

      Makdissi, F. B. A., & Folgueira, M. A. A. K. (2014). Influência do microambiente no prognóstico do câncer da mama. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-01042014-112230/
    • NLM

      Makdissi FBA, Folgueira MAAK. Influência do microambiente no prognóstico do câncer da mama [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-01042014-112230/
    • Vancouver

      Makdissi FBA, Folgueira MAAK. Influência do microambiente no prognóstico do câncer da mama [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5155/tde-01042014-112230/