Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Produção de reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos de crianças e adolescentes saudáveis de dois a treze anos de idade (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ORSO, VANESSA CRISTINA ESTEVÃO SOARES DE ÁVILA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: DOENÇAS GENÉTICAS; DOENÇA CRÔNICA; IMUNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: As imunodeficiências primárias constituem um grupo heterogéneo de doenças que resultam de defeitos genéticos, monogénicos, em sua maioria, de um ou mais componentes do sistema imunológico. Os portadores de imunodeficiência primária apresentam suscetibilidade aumentada para infecções de gravidade variável, cansadas por vírus, bactérias, fungos ou por protozoários. A doença granulomatosa crónica (DGC) é uma rara imunodeficiência primária, com padrão de herança ligada ao X ou autossômica recessiva, causada por defeitos nos componentes do complexo fosfato NADPH oxidase de neutrófilos, gerando produção deficiente dos reativos intermediários do oxigênio como anion superóxido, peróxido de hidrogénio, anion hidroxil e ácido hipocloroso. Caracteriza-se por infecções recorrentes como pneumonias, linfadenites e abscessos localizados em diferentes áreas, nas quais os principais agentes envolvidos são bactérias produtoras de catalase (Staphylococcus aureus, Burkholderia cepacia, Pseudomonas sp, Serratia sp, Aspergillus fumigatus, Nocardia sp) e micobactérias. O diagnóstico laboratorial da DGC é baseado na realização do teste de redução do NBT, quantificação da produção dos reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos e análise molecular. A avaliação da produção dos reativos do oxigênio é um método bastante sensível para o diagnóstico da doença e não disponível em laboratórios de rotina. Não há, até o presente momento, dados sobre os valores de normalidade dos reativos intermediários do oxigênio em individuos saudáveis. O presente estudo teve por objetivo avaliar a produção dos reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos estimulados de crianças e adolescentes saudáveis de dois a treze anos de idade, por meio do método de quimiluminescência dependente da lucigenina. Os resultados fornecerão conhecimentos a respeito da explosãorespiratório de neutrófilos e seus valores de referência para o grupo etário estudado, ainda não disponíveis na literatura
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2013

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066120Orso, Vanessa Cristina Estevão Soares De Àvila
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ORSO, Vanessa Cristina Estevão Soares De Àvila; ROXO JÚNIOR, Pérsio. Produção de reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos de crianças e adolescentes saudáveis de dois a treze anos de idade. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Orso, V. C. E. S. D. À., & Roxo Júnior, P. (2013). Produção de reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos de crianças e adolescentes saudáveis de dois a treze anos de idade. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Orso VCESDÀ, Roxo Júnior P. Produção de reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos de crianças e adolescentes saudáveis de dois a treze anos de idade. 2013 ;
    • Vancouver

      Orso VCESDÀ, Roxo Júnior P. Produção de reativos intermediários do oxigênio por neutrófilos de crianças e adolescentes saudáveis de dois a treze anos de idade. 2013 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: