Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Biomateriais binários de quitosana/amido e quitosana/gelatina em L-ácido lático (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DENARI, NIZIA SOPHIA MAYER - IQSC
  • USP Schools: IQSC
  • Subjects: QUITOSANA; GELATINA; AMIDO; REOLOGIA
  • Keywords: BETA-QUITINA
  • Language: Português
  • Abstract: Derivada da quitina, a quitosana apresenta aplicações que variam desde a liberação controlada de fármacos, a filmes de revestimento comestível, biomaterial, lentes de contato. A utilização da beta-quitina para obter a quitosana é vantajosa, pois apresenta-se menos alergênica e mais reativa que a alfa-quitina. A combinação da quitosana com outros materiais pode proporcionar materiais com diferentes propriedades e neste trabalho foram estudadas as misturas de quitosana/gelatina e quitosana/amido, solubilizadas em L-ácido lático. Técnicas como FT-IR, termogravimetria, absorção de água, ensaios de DMA no modo tração e análises reológicas foram usadas em ambas as misturas nas proporções 2:1, 1:1 e 1:2. Os espectros FT-IR mostraram que nos géis e filmes ocorreu interação eletrostática entre os componentes. A termogravimetria mostrou que há diminuição da estabilidade térmica dos componentes quitosana e gelatina quando em presença do L-ácido lático, mas o amido pouco foi afetado pela presença do L-ácido lático. Para os filmes, tanto no caso de quitosana/gelatina quanto no caso quitosana/amido, as misturas mais estáveis termicamente são as que contêm maior quantidade de gelatina ou amido. Isso mostra que é favorável a adição de gelatina ou amido à quitosana quando se deseja maior resistência à temperatura. O aumento da concentração de gelatina ou amido nos filmes de quitosana em L-ácido lático aumentou a absorção de água, o que possibilita a aplicação como suporte na liberação controlada de fármacosOs ensaios de DMA no modo tração mostraram que o aumento da quantidade de gelatina ou amido nos filmes torna estes mais frágeis. A mistura dos polímeros em diferentes proporções na formação dos géis mostrou que os géis de quitosana/amido adquiriram características de gel em menores frequências que os géis de quitosana/gelatina. O aumento da concentração de gelatina aumenta a temperatura de gelificação, mas para os géis de quitosana/amido nenhum efeito foi observado. Em relação à viscosidade, a gelatina mostrou comportamento newtoniano e as amostras de quitosana e as misturas apresentaram comportamento pseudoplástico, tanto em L-ácido lático como em ácido acético. Os valores de energia de ativação (Ea) de fluxo calculados para quitosana/gelatina e quitosana/amido aumentaram com o conteúdo de quitosana. Os géis de quitosana/amido apresentaram menor Ea que os géis de quitosana/gelatina, apresentando, portanto, maior facilidade para fluir. Os valores de Ea de fluxo para os géis em L-ácido lático são menores que os obtidos para géis em ácido acético. O ácido lático melhorou as propriedades dos géis em relação ao ácido acético, proporcinando filmes mais flexiveís para a liberação controlada de fármacos e géis mais fáceis de deslizar na pele
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.03.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IQSC30800038644T2694R
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DENARI, Nízia Sophia Mayer; PLEPIS, Ana Maria de Guzzi. Biomateriais binários de quitosana/amido e quitosana/gelatina em L-ácido lático. 2014.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2014.
    • APA

      Denari, N. S. M., & Plepis, A. M. de G. (2014). Biomateriais binários de quitosana/amido e quitosana/gelatina em L-ácido lático. Universidade de São Paulo, São Carlos.
    • NLM

      Denari NSM, Plepis AM de G. Biomateriais binários de quitosana/amido e quitosana/gelatina em L-ácido lático. 2014 ;
    • Vancouver

      Denari NSM, Plepis AM de G. Biomateriais binários de quitosana/amido e quitosana/gelatina em L-ácido lático. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: