Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da taxa de acesso à prescrição médica do tratamento preventivo de tuberculose com isoniazida em serviço especializado de HIV/aids (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PICONE, CAMILA DE MELO - FM
  • USP Schools: FM
  • Sigla do Departamento: MIP
  • Subjects: INFECÇÕES OPORTUNISTAS; TUBERCULOSE PULMONAR (PREVENÇÃO E CONTROLE); HIV (EPIDEMIOLOGIA); FÁRMACOS (SISTEMA RESPIRATÓRIO); SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA
  • Keywords: Acquired Immunodeficiency Syndrome; Antitubercular agents /therapeutic use; Antituberculosos/uso terapêutico; HIV/epidemiologia; HIV/epidemiology; Isoniazid; Isoniazida; Latent tuberculosis/drug therapy; Latent tuberculosis/nursing; Síndrome da imunodeficiência adquirida; Teste tuberculínico/utilização; Tuberculin test/utilization; Tuberculose latente/enfermagem; Tuberculose latente/quimioterapia
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: O Tratamento Preventivo com Isoniazida (TPI) é indicado para os pacientes com HIV/aids e infecção latente por Micobacterium tuberculosis (ILMTb) para os quais não haja contraindicação à Isoniazida. Entretanto, barreiras de acesso podem impedir que os pacientes realizem este tratamento. Objetivos: O presente estudo avaliou a taxa de acesso à prescrição médica do TPI em sujeitos com HIV/aids e ILMTb em seguimento em um serviço especializado de HIV/aids no período de fevereiro de 2005 a dezembro de 2009. Para os sujeitos que não tiveram acesso à prescrição do TPI, buscou-se, em prontuário, justificativas para esta conduta. Também foi identificado o perfil epidemiológico, clínico e demográfico dos sujeitos com HIV/aids e ILMTb e foi descrita a característica do médico que solicitou o teste tuberculínico (TT) e do que prescreveu o TPI. Métodos: No período de 02 de fevereiro de 2005 a 31 de dezembro de 2009 que estavam em seguimento no SEAP HIV/Aids foram incluídos sujeitos com HIV/Aids e ILMTB, diagnosticada através do Teste Tuberculínico (TT). Informações referentes às variáveis analisadas foram coletadas nos prontuários médicos e através de consulta ao Sistema de Informação e Gestão Hospitalar (SIGH) - Módulo Farmácia. Resultados: Foram incluídos 238 sujeitos dentre os 310 que tiveram TT > 5 mm no período do estudo. Destes, 70,6% (168) eram do sexo masculino; a média de idade foi de 42,6 anos; 88,2% (210) dos sujeitos tiveram acesso à prescrição do TPI.O acesso à prescrição do TPI foi associado à idade, ao tamanho da resposta ao TT, ao nadir de Linfócitos TCD4+ dos sujeitos em TARV e à presença de cicatriz de BCG. Sujeitos mais jovens, com resposta ao TT igual ou maior do que 10 mm e com cicatriz de BCG tiveram maior acesso à prescrição do TPI. Uma das questões a ser explorada em futuros estudos se refere aos fatores que influenciam, ou não, a decisão do profissional de introduzir este tratamento na situação em que o mesmo está recomendado tecnicamente. Conclusão: Os sujeitos mais jovens, com melhor situação imunológica de base, maior valor de resposta ao TT e com presença da cicatriz de BCG, tiveram maior acesso ao TPI. Neste estudo foi evidenciada a necessidade de que as instituições de saúde invistam em educação continuada de seus profissionais para elevarem a cobertura de ações programáticas, como é o tratamento da ILMTB, previsto nos programas nacionais de tuberculose e de HIV/aids. Além disso, é necessário que as equipes interdisciplinares atuem de forma integrada e harmônica, para garantir o acesso às ações de saúde. É possível identificar, porém muitas barreiras que restam para a serem rompidas de modo que os cidadãos que vivem com HIV/aids tenham acesso a este e aos demais tratamentos de que tenham necessidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.03.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2481820-10W4.DB8 SP.USP FM-1 P664av 2013
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PICONE, Camila de Melo; GUTIERREZ, Eliana Battaggia. Avaliação da taxa de acesso à prescrição médica do tratamento preventivo de tuberculose com isoniazida em serviço especializado de HIV/aids. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-02062014-153526/ >.
    • APA

      Picone, C. de M., & Gutierrez, E. B. (2014). Avaliação da taxa de acesso à prescrição médica do tratamento preventivo de tuberculose com isoniazida em serviço especializado de HIV/aids. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-02062014-153526/
    • NLM

      Picone C de M, Gutierrez EB. Avaliação da taxa de acesso à prescrição médica do tratamento preventivo de tuberculose com isoniazida em serviço especializado de HIV/aids [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-02062014-153526/
    • Vancouver

      Picone C de M, Gutierrez EB. Avaliação da taxa de acesso à prescrição médica do tratamento preventivo de tuberculose com isoniazida em serviço especializado de HIV/aids [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-02062014-153526/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: