Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Quem vê perfil não vê coração: a ferida narcísica de desempregados e a construção de imagens de si no Facebook e no LinkedIn (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARROS JúNIOR, ANTôNIO CARLOS DE - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PST
  • Subjects: PÓS-MODERNIDADE; INTERNET; DESEMPREGO; NARCISISMO; PSICANÁLISE
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa visou a responder à questão de como se dá a articulação, nas redes sociais virtuais, em particular no Facebook e no LinkedIn, entre a dinâmica narcísica pós-moderna (em que os sujeitos são estimulados a gozar narcisicamente e impelidos a vender-se constantemente para conquistar seu lugar nesta sociedade do espetáculo) e a economia do desejo e do gozo de sujeitos em situação de desemprego. Dado que a condição de desemprego é socialmente desvalorizada (ou seja, representa uma ferida narcísica para muitos sujeitos), numa sociedade movida por uma dinâmica de estímulos narcísicos de seus membros, o objetivo foi apreender que discursos manifestos e inconscientes sujeitos que estão desempregados produzem nas redes sociais virtuais. A abordagem adotada foi qualitativa, com a base teórica sendo um recorte da psicanálise freudo-lacaniana, em particular no que se refere aos conceitos de inconsciente, desejo, gozo e narcisismo. O método utilizado foi a chamada netnografia adaptação da etnografia para comunidades online. Os instrumentos de pesquisa foram: I) observação e coleta de dados de perfis (posts, descrição, etc.), durante períodos que variaram de 5 meses a 1 ano e 10 meses (entre janeiro de 2012 e outubro de 2013), de 10 usuários do Facebook e do LinkedIn, residentes no Estado de São Paulo, Brasil, que estavam em situação de desemprego; II) entrevistas abertas com esses usuários através de mensagens privadas trocadas com eles por meio das próprias redessociais; III) anotações de campo. A principal conclusão é a de que sujeitos em situação de desemprego usam o Facebook e o LinkedIn de forma a tentar tamponar a ferida narcísica, na sua imagem para o outro, que o desemprego representa, nesta sociedade do espetáculo em que vivemos. Fazem isso construindo imagens de si, nessas redes sociais, selecionando o que publicam e elidindo seu sofrimento ligado à condição em que estão, tentando parecer que gozam imageticamente como os outros usuários delas, mesmo que possam estar consideravelmente mais fragilizados que eles, desejando ser reconhecidos pelo outro, independentemente da condição em que estão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.04.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300055639T B59 B277q e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS JÚNIOR, Antônio Carlos de; RIBEIRO, Marcelo Afonso. Quem vê perfil não vê coração: a ferida narcísica de desempregados e a construção de imagens de si no Facebook e no LinkedIn. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-28052014-110956/ >.
    • APA

      Barros Júnior, A. C. de, & Ribeiro, M. A. (2014). Quem vê perfil não vê coração: a ferida narcísica de desempregados e a construção de imagens de si no Facebook e no LinkedIn. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-28052014-110956/
    • NLM

      Barros Júnior AC de, Ribeiro MA. Quem vê perfil não vê coração: a ferida narcísica de desempregados e a construção de imagens de si no Facebook e no LinkedIn [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-28052014-110956/
    • Vancouver

      Barros Júnior AC de, Ribeiro MA. Quem vê perfil não vê coração: a ferida narcísica de desempregados e a construção de imagens de si no Facebook e no LinkedIn [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-28052014-110956/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: