Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da função do óxido nítrico na capacitação do espermatozoide equino criopreservado (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, DANIELA FRANCO DA - FMVZ
  • USP Schools: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VRA
  • Subjects: EQUINOS (REPRODUÇÃO); ESPERMATOZOIDES ANIMAL (AVALIAÇÃO); ÓXIDO NÍTRICO (ESTUDO;AVALIAÇÃO); REPRODUÇÃO APLICADA ANIMAL
  • Keywords: L-NAME; L-NAME; Methylene blue; Nitric Oxide; Óxido Nitrico; Sperm; Azul de metileno; Capacitação; Capacitation; Espermatozoide; L-arginina; L-arginine
  • Language: Português
  • Abstract: A capacitação é um pré-requisito fisiológico importante para que a célula espermática fertilize o oócito. O óxido nítrico (NO) é sintetizado in vivo durante a conversão da L-arginina em L-citrulina por reações oxidativas catalisadas pela enzima óxido nítrico sintase (NOS) desempenhando um papel importante na regulação da motilidade e na capacitação dos espermatozoides. Estudos indicam que o NO é capaz de regular a concentração da AMP cíclico e, por conseguinte, através da atividade da adenil ciclase, estimular a capacitação espermática em várias espécies. O objetivo deste estudo foi avaliar a função do NO na capacitação de espermatozoides equinos criopreservados. Três ejaculados foram colhidos de três garanhões (n=9). O sêmen foi diluído em meio Botu-Crio® na concentração final de 200×106 células/mL, envasado em palhetas de 0,5 mL e criopreservado usando um sistema automatizado. Para cada análise, foram descongeladas quatro palhetas da mesma partida e do mesmo garanhão em banho-maria a 37oC/30 s. e em seguida, o sêmen foi submetido à centrifugação em meio FIV. Posteriormente, o sêmen foi incubado neste mesmo meio na presença de L-arginina, com ou sem inibidor da enzima óxido nítrico sintase o (L-NAME), e com ou sem o removedor de NO (azul de metileno) nos tratamentos: 1) C= (FIV); 2) A= L-arginina (10 mM); 3) L = L-NAME (1 mM); 4) M = azul de metileno (100 mM); 5) AL = L-arginina (10 mM) + L-NAME (1 mM); 6) AM = L-arginina (10 mM) + azul de metileno (100 mM). As amostrasforam incubadas a 38oC e 5 % de CO2. Após a incubação realizou-se a análise computadorizada da motilidade do espermatozoide e as análises por citometria de fluxo. Para a análise computadorizada da motilidade espermática foram avaliados os tempos de incubação de 0, 60, 120 e 300 min. e para as análises por citometria de fluxo os tempos de 60, 120 e 300 min. Para avaliar a integridade das membranas plasmática e acrossomal usou-se a associação FITC-PSA e IP. Para a detecção da fosforilação do aminoácido tirosina, usou-se o anticorpo antifosfotirosina conjugado a uma fluoresceína (DAF-2). A fim de dosar a quantidade de NO produzido pelo espermatozoide equino criopreservado foi utilizada a sonda DAF e para avaliar a peroxidação lipídica da membrana espermática utilizou a sonda C11-BODIPY. A sonda H33342 foi usada com a finalidade de evitar que partículas do mesmo tamanho e granulosidade da célula espermática fossem incluídas na contagem das análises por citometria de fluxo. Os dados foram analisados por meio da ANOVA e a comparação das médias, dentro de cada tempo, pelo teste de Tukey, com o nível de significância de 5 %, usando o software SAS. A remoção do NO do meio de cultura inibiu a motilidade das células espermáticas em todos os tempos de incubação. A motilidade total e motilidade progressiva foram reduzidas nos grupos M e AM. Os espermatozoides incubados com o removedor do NO apresentaram maior porcentagem de células com membrana plasmática e acrossomal íntegras nos 60 e120 minutos de incubação (p0,05). Foi verificada uma redução destas variáveis nos grupos M e AM (p<0,05). Contudo, a dose de 1 mM de L-NAME, não foi suficiente para inibir a NOS em espermatozoides criopreservados de equinos. A remoção do NO mantém a integridade das membranas plasmática e acrossomal, entretanto inibe totalmente a motilidade espermática, sugerindo um papel benéfico do NO endógeno na manutenção da motilidade dos espermatozoides equinos criopreservados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.04.2013
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMVZ11300068918T.2772 FMVZ
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Daniela Franco da; ARRUDA, Rubens Paes de. Avaliação da função do óxido nítrico na capacitação do espermatozoide equino criopreservado. 2013.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-19072013-165512/ >.
    • APA

      Silva, D. F. da, & Arruda, R. P. de. (2013). Avaliação da função do óxido nítrico na capacitação do espermatozoide equino criopreservado. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-19072013-165512/
    • NLM

      Silva DF da, Arruda RP de. Avaliação da função do óxido nítrico na capacitação do espermatozoide equino criopreservado [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-19072013-165512/
    • Vancouver

      Silva DF da, Arruda RP de. Avaliação da função do óxido nítrico na capacitação do espermatozoide equino criopreservado [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10131/tde-19072013-165512/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: