Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Atendimento ao trauma de face por telemedicina. Validação de modelo de videoconferência com uso de smartphone e análise da concordância com atendimento presencial (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FONSECA, ALEXANDRE SIQUEIRA FRANCO - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: TELEMEDICINA; TRAUMATISMOS FACIAIS (TERAPIA); VIDEOFONE; TELEFONIA CELULAR (TENDÊNCIAS)
  • Keywords: Cellular phone/trends; Cellular phones/utilization; Facial injuries/diagnosis; Telefone celular/tendências; Telefone celular/utilização; Telemedicina/estatística e dados numéricos; Telemedicina/métodos; Telemedicine/methods; Telemedicine/statistics e numerical data; Traumatismos faciais/diagnóstico; Videoconferência/tendências; Videoconferência/utilização; Videoconferencing/trends; Videoconferencing/utilization
  • Language: Português
  • Abstract: As dimensões continentais de alguns países e a distribuição heterogênea da rede hospitalar dificultam o acesso ao atendimento inicial adequado ao trauma de face principalmente aos pacientes residentes em regiões mais remotas. Um modelo de atendimento por telemedicina pode ser uma opção ao atendimento especializado presencial. Os objetivos deste trabalho são apresentar um modelo de atendimento por especialistas à distância, por meio de videoconferência utilizando-se smartphone, e analisar a concordância deste atendimento por telemedicina com o atendimento presencial, considerado padrão ouro. Cinquenta pacientes com trauma de face e suspeita de fratura de face (n=50) foram atendidos, por duas equipes independentes, uma presencialmente e outra por telemedicina. A equipe presencial, que era formada pela equipe de plantão de cirurgia plástica na unidade de emergência, prestou o atendimento à beira do leito (história, exame físico e análise de imagens por tomografia computadorizada). A equipe telemedicina, composta por um médico generalista atendendo à beira do leito, prestou atendimento em conjunto com um cirurgião plástico à distância através de videoconferência com um smartphone. Após cada atendimento as duas equipes responderam a um questionário, com informações sobre dados epidemiológicos, dados do exame físico, sobre indicações de tomografia computadorizada, achados radiológicos da tomografia e conduta. Os dados foram analisados e comparados quanto à concordância dasrespostas através da análise estatística kappa, cálculo de acurácia, especificidade e sensibilidade. A amostra estudada foi representativa e concordante com a literatura, com predomínio de homens jovens. Acidentes de trânsito e violência interpessoal foram os principais mecanismos causadores do trauma. A concordância das respostas para os achados de exame físico foi considerada substancial (kappa=0,720), para a indicação da tomografia computadorizada foi quase perfeita (kappa=0,957), para os achados na tomografia foi quase perfeita (kappa=0,899) e para definir a conduta também foi quase perfeita (kappa=0,891). A alta concordância dos achados radiológicos nas tomografias computadorizadas de face também foi observada ao se calcular os valores preditivo positivo (VPP=89,9%), preditivo negativo (VPN=99,3%), sensibilidade (94,2%), especificidade (98,8%) e acurácia (98,3%). O estudo concluiu que o modelo de atendimento ao trauma de face à distância por videoconferência via smartphone é factível, encontrando altos índices de concordância quando comparados ao atendimento padrão ouro presencial, sendo uma opção ao atendimento para a triagem de pacientes vítimas de trauma de face em áreas remotas que não têm à disposição o atendimento especializado presencial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.05.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2498643-10W4.DB8 SP.USP FM-2 F742at 2014
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FONSECA, Alexandre Siqueira Franco; GOLDENBERG, Dov Charles. Atendimento ao trauma de face por telemedicina. Validação de modelo de videoconferência com uso de smartphone e análise da concordância com atendimento presencial. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-15082014-153949/ >.
    • APA

      Fonseca, A. S. F., & Goldenberg, D. C. (2014). Atendimento ao trauma de face por telemedicina. Validação de modelo de videoconferência com uso de smartphone e análise da concordância com atendimento presencial. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-15082014-153949/
    • NLM

      Fonseca ASF, Goldenberg DC. Atendimento ao trauma de face por telemedicina. Validação de modelo de videoconferência com uso de smartphone e análise da concordância com atendimento presencial [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-15082014-153949/
    • Vancouver

      Fonseca ASF, Goldenberg DC. Atendimento ao trauma de face por telemedicina. Validação de modelo de videoconferência com uso de smartphone e análise da concordância com atendimento presencial [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5132/tde-15082014-153949/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: