Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Predição do resultado perinatal em gestações trigemelares (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MAIA, CAROLINA BASTOS - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: GRAVIDEZ; FATORES DE RISCO; DIAGNÓSTICO PRÉ-NATAL; ULTRASSONOGRAFIA PRÉ-NATAL; FETO (MORTALIDADE)
  • Keywords: Complicações na gravidez; Diagnóstico pré-natal; Fatores de risco; Fetal death/epidemiology; Gravidez de trigêmeos; Mortalidade perinatal; Morte fetal/epidemiologia; Perinatal mortality; Pregnancy complications; Pregnancy triplet; Prenatal diagnosis; Risk factors; Ultrasonography prenatal; Ultrassonografia pré-natal
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo tem como objetivo descrever a mortalidade perinatal em gestações trigemelares, e analisar os fatores preditores dos seguintes desfechos: número de crianças vivas no momento da alta hospitalar, nenhuma criança viva no momento da alta hospitalar (desfavorável) e pelo menos uma criança viva no momento da alta hospitalar (favorável). Realizado de forma retrospectiva, envolveu pacientes com gestações trigemelares que apresentavam três fetos vivos na primeira ultrassonografia realizada após 11 semanas, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), no período de 1998 a 2012. Foram incluídas 67 pacientes das quais 77,6% referiam concepção espontânea. Quanto à corionicidade, 49,2% eram tricoriônicas e 50,8% eram não tricoriônicas; 16,4% apresentavam antecedente clínico prévio à gestação e 49,2% eram nulíparas. Em relação às intercorrências, a incidência de complicações obstétricas e/ou clínicas na gestação foi de 52,2%, e de intercorrências fetais, 25,2%, dentre as quais: 13,4% mal formações, 7,5% sindrome da transfusão feto fetal (STFF), 5,9% óbito fetal (OF), 4,5% insuficiência placentária, 4,4% fetos unidos, 1,5% feto acárdico. A idade gestacional média do parto foi de 31,9 ± 3,1 semanas, dos quais 83,5% foram cesáreas. O peso médio dos recém-nascidos vivos de 1.683 ± 508 g. Em relação à discordância de peso ao nascer: 57% apresentaram até 20%, 23,2% entre 20 e 30% e 19,6% acima de 30%. A taxa de óbitos fetais foi de31,7%o nascimentos (IC95%: 11,7 - 67,8) e a mortalidade perinatal 249%o nascimentos (IC95%: 189 - 317). O tempo médio de internação dos recém-nascidos, que foram de alta vivos, foi de 29,3 ± 24,7 dias. A predição dos desfechos foi investigada por meio de regressão logística \"stepwise\", e incluiu as seguintes variáveis: idade materna, paridade (nulípara ou um ou mais partos anteriores), antecedente clínico, idade gestacional do primeiro ultrassonografia no HCFMUSP, corionicidade (gestações tricoriônicas e gestações não tricoriônicas), presença de complicação obstétrica ou clínica durante a gestação, intercorrência fetal e idade gestacional do parto. O nível de significância estatística utilizado foi de 0,005. Foram fatores significativos para predição do número de crianças vivas no momento da alta hospitalar: presença de intercorrência fetal (OR 0,1, IC95%: 0,03 - 0,36; p < 0,001) e idade gestacional do parto (OR 1,55, IC95%: 1,31-1,85; p < 0,001). Para a predição dos desfechos favoráveis e desfavoráveis a idade gestacional do parto apresentou significância estatística (OR 1,84, IC95%: 1.26 - 2.7; p=0,002 e OR 0.54, IC 95%: 0.37-0.79; p=0.002, respectivamente)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.06.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2502785-10W4.DB8 SP.USP FM-1 M185pr 2014
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAIA, Carolina Bastos; LIAO, Adolfo Wenjaw. Predição do resultado perinatal em gestações trigemelares. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26082014-114541/ >.
    • APA

      Maia, C. B., & Liao, A. W. (2014). Predição do resultado perinatal em gestações trigemelares. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26082014-114541/
    • NLM

      Maia CB, Liao AW. Predição do resultado perinatal em gestações trigemelares [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26082014-114541/
    • Vancouver

      Maia CB, Liao AW. Predição do resultado perinatal em gestações trigemelares [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5139/tde-26082014-114541/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: