Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VASCONCELOS, JOSILENE DE MELO BURITI - EERP
  • USP Schools: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: ÚLCERA POR PRESSÃO; PREVENÇÃO DE DOENÇAS; UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVA; ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM; ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS
  • Keywords: Evidence-Based Practice; Intensive Care Unit; Nursing Care; Prática Baseada em Evidências; Pressure ulcer; Prevenção; Prevention; Úlcera por pressão; Unidade de Terapia Intensiva
  • Language: Português
  • Abstract: A prevenção de úlcera por pressão representa grande desafio no ambiente hospitalar, especialmente na Unidade de Terapia Intensiva, mediante a diversidade de fatores de risco apresentados pelos pacientes. A pesquisa teve como objetivo avaliar o efeito da construção e utilização de um protocolo embasado em evidências para prevenção de úlcera por pressão em Unidade de Terapia Intensiva, nas ações de enfermagem e na incidência do evento. Foi realizada na Unidade de Terapia Intensiva de hospital universitário, de João Pessoa, Paraíba, após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa. O percurso metodológico foi construído a partir das etapas do processo da adoção de uma inovação conforme Rogers, utilizando-se as abordagens quanti e qualitativa, em três fases: pré-intervenção, intervenção e pós- intervenção. Nas fases pré e pós-intervenção, por meio de dois estudos, investigou- se a realidade caracterizando-se as ações dos profissionais para prevenção durante a higiene corporal e a incidência de úlcera por pressão. A fase de intervenção possibilitou a construção e utilização do protocolo de prevenção de úlcera por pressão com a participação dos profissionais de saúde da Unidade de Terapia Intensiva, utilizando-se como estratégias o grupo focal, a avaliação da concordância pelos profissionais e o desenvolvimento de ações educativas, visando à persuasão para a adoção das recomendações. Os resultados das fases pré e pós-intervenção foram comparados utilizando testes estatísticos para verificar o impacto da utilização do protocolo. No estudo qualitativo, desenvolvido durante a fase de intervenção, a análise e interpretação dos depoimentos dos profissionais foram realizadas pela técnica de análise de conteúdo conforme Bardin. A comparação dos resultados dos estudos das fases pré e pós-intervenção evidenciou que a utilização doprotocolo influenciou a prática clínica dos profissionais de enfermagem, observando-se mudanças significativas na adoção de medidas de prevenção como: avaliação do risco para úlcera por pressão utilizando a Escala de Braden durante a internação do paciente (p<0,001), incremento na utilização do hidratante corporal (p<0,001), inspeção da pele nas proeminências ósseas em todas as regiões corporais (p<0,001), aumento da utilização do lençol móvel para elevação do paciente do leito durante a movimentação (p<0,001), utilização de travesseiros para proteger as proeminências ósseas do joelho (p=0,015) e sob as panturrilhas para manter os calcâneos flutuantes (p<0,005). Observou-se ainda aumento na utilização de coberturas para proteção da pele nas áreas de proeminências ósseas (p=0,005). Quanto à incidência de úlcera por pressão observou-se diferença estatisticamente significante (p=0,0069) entre as duas fases da pesquisa com redução do índice de 35,7% (pré-intervenção) para 8,3% (pós-intervenção). Identificou-se que as variáveis associadas à ocorrência de úlcera por pressão foram: uso de antibióticos, vasoconstrictores, ventilação mecânica; tempo prolongado de internação; menores escores na Escala de Braden e de Glasgow. Os resultados denotam a importância da utilização do protocolo de prevenção de úlcera por pressão no serviço e ressaltam a necessidade do envolvimento da instituição na manutenção de um programa de educação permanente que envolva a equipe multiprofissional, no provimento de recursos humanos e materiais para garantir a continuidade na adoção das boas práticas para prevenção de úlcera por pressão e no monitoramento contínuo do problema
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.03.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EERP10400030442Vasconcelos, Josilene de Melo Buriti
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VASCONCELOS, Josilene de Melo Buriti; CALIRI, Maria Helena Larcher. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/ >.
    • APA

      Vasconcelos, J. de M. B., & Caliri, M. H. L. (2014). Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/
    • NLM

      Vasconcelos J de MB, Caliri MHL. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/
    • Vancouver

      Vasconcelos J de MB, Caliri MHL. Construção, utilização e avaliação dos efeitos de protocolo de prevenção de úlceras por pressão em Unidade de Terapia Intensiva [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-21052014-192211/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: