Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A morte e os vivos: um estudo comparativo dos sistemas tanatológicos Linense e Bororo e suas interveniências nas interações sociais nestes dois grupos sociais (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAPUTO, RODRIGO FELICIANO - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Subjects: MORTE; EDUCAÇÃO EM RELAÇÃO À MORTE; INTERAÇÃO SOCIAL (COMPORTAMENTO SOCIAL); CONTEMPORANEIDADE; RITOS FUNERÁRIOS
  • Keywords: Death rites; Ritos de morte; Sistema tanatológico; Thanatological system
  • Language: Português
  • Abstract: Boa parte (senão todos) os fundamentos culturais de uma sociedade convergem em seu modo particular e sistemático de lidar com a morte, formulando prescrições técnicas e simbólicas que estabelecem códigos de conduta, instituem papéis profissionais etc., de modo a integrar a morte à realidade social e garantir a restauração da vida comunitária após a morte de um ou alguns de seus membros. Mas tais prescrições operam muito além dos momentos de luto e, de fato, condicionam largamente todas as interações sociais que compõem a vida cotidiana das pessoas - por isto mesmo, os sistemas de lida com a morte apresentam grande interesse para a Psicologia Social, embora venham sendo estudados incipientemente neste campo. O presente estudo visa contribuir para o necessário aprofundamento conceitual e metodológico sobre o assunto, primeiramente através da delimitação de campo dos sistemas de lida com a morte, a descrição de suas estruturas e funcionalidades e o estabelecimento de uma terminologia clara, já que estes sistemas têm sido nomeados na literatura especializada, indistintamente, como mortuários, tanatológicos, funerários ou necro-sistemas; adicionalmente, através do estudo comparativo de dois grupos humanos contemporâneos que apresentam características histórico culturais específicas: os moradores da cidade de Lins-SP (linenses) e os remanescentes Bororo que vivem em onze aldeias no estado de Mato Grosso. Nesta perspectiva, o trabalho compreendeu uma revisão da literatura em buscadas elucidações teóricas visadas, bem como uma pesquisa empírica que consistiu de levantamento bibliográfico e exame de fontes documentais sobre a estrutura e a dinâmica social de ambos os grupos, a história da ocupação e das transformações dos territórios por eles habitados, seus principais mitos fundadores e as instituições, práticas, discursos, técnicas e símbolos utilizados na lida com a morte. Estas informações foram complementadas por observações participantes e entrevistas temáticas semi-estruturadas, tendo sido realizadas onze entrevistas (sete linenses e quatro Bororo) e uma visita de nove dias à aldeia Meruri. As informações colhidas foram interpretadas à luz das teorias estudadas, na perspectiva da fenomenologia hermenêutica. Os resultados permitem constatar que ambos os grupos, frente às alterações sócio-culturais intensificadas nas últimas décadas, vivenciaram um progressivo distanciamento dos indivíduos adoentados, moribundos e enlutados. Contudo, e a despeito do intenso processo de aculturação dos Bororo, este grupo ainda guarda diferenças marcantes em relação aos linenses quanto ao modo de lidar com a morte. Sobretudo, os Bororo mantém a possibilidade de expressar coletivamente sua dor e de vivenciar o luto comunitariamente, enquanto aos linenses restam apenas formas privadas e discretas; além disto, os Bororo guardam muito maior proximidade com tudo o que cerca a morte e o morto. Em ambos os grupos confirma-se que o aparato técnico e simbólico de lida coma morte representa um importante organizador psicossocial, pois orienta e auxilia as pessoas no enfrentamento individual e/ou coletivo da morte, favorecendo a elaboração dos impactos psíquicos e a reorganização dos papéis e vínculos sociais. Também se verificou, em ambos os grupos, fenômenos indicativos de ataques aos seus respectivos sistemas de lida com a morte que, ao que parece, contribuem para aumentar o distanciamento de todas as faces e nuances da morte
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.04.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300055652T BF789.D4 C255m e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAPUTO, Rodrigo Feliciano; RIBEIRO, Sandra Maria Patricio. A morte e os vivos: um estudo comparativo dos sistemas tanatológicos Linense e Bororo e suas interveniências nas interações sociais nestes dois grupos sociais. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-01102014-162814/ >.
    • APA

      Caputo, R. F., & Ribeiro, S. M. P. (2014). A morte e os vivos: um estudo comparativo dos sistemas tanatológicos Linense e Bororo e suas interveniências nas interações sociais nestes dois grupos sociais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-01102014-162814/
    • NLM

      Caputo RF, Ribeiro SMP. A morte e os vivos: um estudo comparativo dos sistemas tanatológicos Linense e Bororo e suas interveniências nas interações sociais nestes dois grupos sociais [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-01102014-162814/
    • Vancouver

      Caputo RF, Ribeiro SMP. A morte e os vivos: um estudo comparativo dos sistemas tanatológicos Linense e Bororo e suas interveniências nas interações sociais nestes dois grupos sociais [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-01102014-162814/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: