Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Investigação da validade e precisão do psicodiagnóstico miocinético - PMK (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CONTI, FáBIO DONINI - IP
  • USP Schools: IP
  • Sigla do Departamento: PSA
  • Subjects: PSICODIAGNÓSTICO MIOCINÉTICO; TESTE PALOGRÁFICO; PRECISÃO DO TESTE; VALIDADE DO TESTE; TRANSTORNOS MENTAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa teve o objetivo de atualizar os parâmetros psicométricos do Psicodiagnóstico Miocinético PMK. Foi estudada uma amostra composta por 210 sujeitos adultos, todos destros, divididos em quatro grupos, um com 50 mulheres depressivas, um com 50 pacientes esquizofrênicos (35 homens e 15 mulheres), um com 50 reincidentes do sexo masculino do Sistema Prisional do Estado de São Paulo, que cometeram crimes de furto e/ou roubo e um grupo de controle, com 60 participantes (29 mulheres e 31 homens). Os instrumentos utilizados foram a entrevista clínica estruturada para o DSM-IV-TR, também conhecida como SCID-NP, com a finalidade de observar a presença de morbidades entre os presos e o grupo controle e de comorbidades entre os depressivos e esquizofrênicos, o Teste Palográfico, usado como critério no estudo de validade, e o PMK. A precisão foi obtida por meio do teste-reteste, somente com os protocolos da amostra controle e a validade, pelo método de grupos contrastantes e pelo método de validade simultânea. Para a precisão, foi calculado o coeficiente de correlação de Pearson e também utilizado o teste t para determinar se existiam diferenças entre os resultados das duas aplicações. Para os grupos contrastantes foi utilizada a ANOVA de um fator e o teste Post hoc de Tukey, com a finalidade de observar possíveis diferenças significativas das medidas do PMK entre os grupos. Nesta análise, os resultados foram comparados de acordo com o gênero dos participantes. Para avalidade simultânea, os dados do Tônus Vital e da Agressividade do PMK e os da Produtividade, Direção das Linhas e Ganchos do Palográfico foram transformados em nota z e correlacionados por meio do coeficiente de correlação de Pearson, primeiramente com a amostra total e posteriormente com o grupo de depressivas e com o grupo de presos, separadamente. Os resultados do estudo de precisão indicaram que boa parte das medidas e dos traçados do PMK apresentou satisfatória estabilidade temporal, não sendo encontrada nenhuma diferença significativa entre teste e reteste. Ao todo, 64% das correlações foram superiores a 0,60, e as maiores médias das correlações foram para o Tônus Vital, a Agressividade e a Dimensão Tensional. As obtidas para o Predomínio Tensional foram as que apresentaram valores mais baixos, embora as correlações entre as aplicações tenham sido, todas, moderadas. Os resultados da validade entre grupos contrastantes demonstraram que, entre as mulheres, as diferenças significativas ocorreram, principalmente, no Tônus Vital, na Emotividade e na Dimensão Tensional. Entre os homens, na Agressividade, na Emotividade (com e sem sinal no DS) e na Dimensão Tensional. Os resultados da validade simultânea revelaram que as maiores correlações ocorreram entre as medidas da Agressividade do PMK com os Ganchos à direita do Palográfico. As correlações obtidas para o Tônus Vital também foram, na maior parte dos casos, significativas. A partir desses resultados, considerou-se que oPMK possui parâmetros científicos que permitem afirmar que ele é um teste preciso e válido para discriminar quadros clínicos de não clínicos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.04.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300055667T BF698.8.P4 C762i e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CONTI, Fábio Donini; ALVES, Irai Cristina Boccato. Investigação da validade e precisão do psicodiagnóstico miocinético - PMK. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-09102014-145607/ >.
    • APA

      Conti, F. D., & Alves, I. C. B. (2014). Investigação da validade e precisão do psicodiagnóstico miocinético - PMK. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-09102014-145607/
    • NLM

      Conti FD, Alves ICB. Investigação da validade e precisão do psicodiagnóstico miocinético - PMK [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-09102014-145607/
    • Vancouver

      Conti FD, Alves ICB. Investigação da validade e precisão do psicodiagnóstico miocinético - PMK [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47131/tde-09102014-145607/