Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Qualidade do sono de adultos jovens com fissura labiopalatina (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA JUNIOR, WALTER DA - HRACF
  • USP Schools: HRACF
  • Subjects: TRANSTORNOS DO SONO; FISSURA LÁBIOPALATINA
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: Determinar a qualidade de sono de adultos jovens com fissura labiopalatina operada, aferida por meio de três modalidades de questionários validados na literatura, e sua correlação com as variáveis: sexo, índice de massa corpórea (IMC), circunferência abdominal (CA), circunferência cervical (CC), tipo de oclusão (classificação de Angle), cirurgia ortognática (CO), cirurgia nasal (CN), retalho faríngeo (RF) e tipo de fissura (TF). Método: Foram avaliados, prospectivamente, 90 pacientes, com fissura de palato±lábio reparada, com idade média de 24±3 anos (20 a 29), sendo 49 do sexo masculino e 41 do sexo feminino. Dados como raça, peso e altura (IMC), tipo de fissura e cirurgias realizadas (cirurgia nasal, ortognática e retalho faríngeo) foram coletados dos prontuários. Todos pacientes realizaram exame físico, com medidas de CA, CC e classificação de Angle. A qualidade do sono foi investigada pelos questionários: Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (IQSP), Escala de Sonolência de Epworth (ESE) e Questionário de Berlin (QB). A associação entre as variáveis foi feita por meio do teste do qui-quadrado, sendo aceitos como significantes valores de p<0,05. Local de execução: Laboratório de Fisiologia e Setor de Prótese do HRAC/USP. Resultados: Com a aplicação dos questionários IQSP, ESE e QB observou-se que 62% dos pacientes estudados apresentaram qualidade do sono ruim, 26% apresentaram sonolência diurna excessiva e 33% apresentavam alto risco para síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS).(Continua)(Continuação)Observou-se correlação positiva entre alto risco para SAOS, avaliado pelo QB, e as variáveis IMC e RF. Para as demais, não se demonstrou correlação estatisticamente significante. Conclusão: Com base nos resultados obtidos, conclui-se que uma parcela importante dos indivíduos com fissura labiopalatina operada apresentam qualidade do sono ruim, sonolência diurna excessiva e alto risco para SAOS. Os questionários se mostraram instrumentos de fácil aplicação e permitiram obter um panorama geral da qualidade de sono na população estudada, a ser investigada em maior profundidade com o uso da polissonografia, o método padrão-ouro para o diagnóstico das desordens respiratórias do sono
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.10.2013
  • Acesso online ao documento

    Acesso à fonte or search this record in

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA JUNIOR, Walter da; SUEDAM, Ivy Kiemle Trindade. Qualidade do sono de adultos jovens com fissura labiopalatina. 2013.Universidade de São Paulo, Bauru, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-07012014-161419/en.php >.
    • APA

      Silva Junior, W. da, & Suedam, I. K. T. (2013). Qualidade do sono de adultos jovens com fissura labiopalatina. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-07012014-161419/en.php
    • NLM

      Silva Junior W da, Suedam IKT. Qualidade do sono de adultos jovens com fissura labiopalatina [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-07012014-161419/en.php
    • Vancouver

      Silva Junior W da, Suedam IKT. Qualidade do sono de adultos jovens com fissura labiopalatina [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/61/61132/tde-07012014-161419/en.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019