Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos das modalidades de exercício aeróbio, resistido ou combinado na carcinogênese química experimental do cólon de camundongos (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRAJACOMO, FERNANDO TADEU TREVISAN - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: EXERCÍCIO FÍSICO; NEOPLASIAS COLORRETAIS; BIOMARCADORES; ESTRESSE OXIDATIVO; INFLAMAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo do presente estudo foi investigar os efeitos das modalidades de exercício aeróbio, resistido ou combinado sobre a formação de lesões pré-neoplásicas induzidas pelo carcinógeno N-meti-N-nitro-N-nitrosoguanidina (MNNG) e analisar o balanço oxidativo e a modulação de citocinas pró e anti-inflamatórias como possíveis mecanismos de controle sobre a carcinogênese de cólon. Foram utilizados camundongos machos BALB/c, divididos em oito grupos sendo, sedentário (S, n=6), aeróbio (A, n=8), resistido (R, n=8) e combinado (C, n=8). Os mesmos protocolos de exercício foram repetidos em grupos que receberam a aplicação do MNNG (M, 4 doses, 5mg/ml), sedentário + M (SM, n=6), aeróbio + M (AM, n=8), resistido + M (RM, n=8) e combinado + M (CM, n=8). Após oito semanas de exercício, os animais foram sacrificados e o cólon, fígado, músculo e soro foram coletados para análises. Os resultados demonstraram que todos os protocolos de exercício aumentaram a atividade de catalase enquanto que somente o grupo CM aumentou de maneira significativa a dosagem de citrato sintase (CS) no sóleo. O protocolo aeróbio teve menor a formação de focos de criptas aberrantes (FCAs) e multiplicidade, associado a menor imunomarcação para Metalotioneína (MT), ao passo que o marcador de proliferação celular (PCNA) não alterou em respostas aos diferentes protocolos de exercício. Em paralelo, o modelo aeróbio favoreceu maiores níveis de IL-10 no tecido colônico. Entretanto, os grupos RM e CM não alteraram a formação de FCAs e os níveis de citocinas pró (IL-12, IFN-γ e TNF-α) e anti-inflamatória (IL-10) no cólon. Além disso, o grupo RM obteve menor razão entre glutationa reduzida e glutationa oxidada (GSH/GSSG) no fígado, e o grupo combinado obteve maiores níveis de produtos avançados de peroxidação proteica (AOPP) no músculo e no fígado, enquanto que os níveis de AOPP no cólon não sealterou. Esses dados superem que os efeitos do exercício na carcinogênese de cólon são modalidade-dependente em favor do protocolo aeróbio e que aos maiores concentrações de IL-10 colônica por essa modalidade possa ser seu mecanismo de controle sobre desenvolvimento das lesões pré-neoplásicas no cólon
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.05.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066376Frajacomo, Fernando Tadeu Trevisan
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRAJACOMO, Fernando Tadeu Trevisan; GARCIA, Sérgio Britto. Efeitos das modalidades de exercício aeróbio, resistido ou combinado na carcinogênese química experimental do cólon de camundongos. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Frajacomo, F. T. T., & Garcia, S. B. (2014). Efeitos das modalidades de exercício aeróbio, resistido ou combinado na carcinogênese química experimental do cólon de camundongos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Frajacomo FTT, Garcia SB. Efeitos das modalidades de exercício aeróbio, resistido ou combinado na carcinogênese química experimental do cólon de camundongos. 2014 ;
    • Vancouver

      Frajacomo FTT, Garcia SB. Efeitos das modalidades de exercício aeróbio, resistido ou combinado na carcinogênese química experimental do cólon de camundongos. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: