Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Utilização do sêmen como fluido diagnóstico e descrição dos parâmetros do espermograma dos pacientes portadores de doença mitocondrial associada à oftalmoparesia externa progressiva (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ANDRADE, MURILO FERREIRA DE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: INFERTILIDADE MASCULINA; SÊMEN; DNA MITOCONDRIAL; OFTALMOPATIAS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A prevalência da infertilidade conjugal é estimada entre 10 e 15% dos casais da população geral. Entretanto em 30 a 50% dos homens considerados inférteis os fatores etiológicos ainda não foram completamente elucidados. Estudos mostram que as mitocôndrias desempenham importante papel na fertilidade, pois são essenciais no metabolismo energético celular, participando da espermatogênese, fertilização e desenvolvimento embrionário. Ainda há controvérsias em relação à associação das alterações do mtDNA com infertilidade masculina e pouco se conhece sobre os efeitos das mitocondriopatias nos parâmetros do espermograma. Assim, pacientes portadores de doenças mitocondriais associada à Oftalmoparesia Externa Progressiva (PEO) são candidatos a apresentarem alterações seminais. O estudo da interação entre alterações moleculares do mtDNA e infertilidade masculina pode auxiliar na fundamentação de novos critérios diagnósticos, prognósticos e abordagens terapêuticas. Além disso, não há na literatura informações definitivas quanto ao uso do sêmen como meio diagnóstico das mitocondriopatias nos pacientes portadores de PEO. Objetivos: Avaliar o sêmen como fluido diagnóstico para mutações do mtDNA e analisar os parâmetros do espermograma de homens portadores de PEO. Materiais e Métodos: Oito indivíduos saudáveis e onze pacientes portadores de PEO constituíram os grupos controle e estudo, respectivamente. Foi realizada avaliação clínica, análise seminal e avaliação molecular do sangue, urina e sêmen em busca de mutações do mtDNA. Resultados: A média de idade dos grupos foi de 37,1 anos e 32,7 anos, nos grupos controle e PEO, respectivamente. No grupo Controle não foi detectada nenhuma alteração na avaliação clínica. A análise seminal revelou apenas teratozoospermia em cinco pacientes, em concordância com relatos na literatura em que até 87,2% dosférteis podem apresentar baixa morfologia espermática. A avaliação molecular não detectou mutação do mtDNA no sêmen. No grupo PEO nenhum paciente apresentava queixa de infertilidade e cinco pacientes tinham filhos. Um paciente era tabagista, dois apresentavam varicocele e um era obeso. A análise seminal deste grupo apresentou quatro casos de oligoastenoteratozoospermia, classificada como grave em dois casos e associado a necrozoospermia em um caso. Seis pacientes apresentaram teratozoospermia. A avaliação molecular do grupo PEO encontrou deleção Comum em 4 pacientes, deleção indeterminada em 2 pacientes, deleções múltiplas em 3 pacientes e mutação de ponto m.3243A>G em 2 pacientes. A presença dessas mutações foram verificadas também no sangue em um paciente, na urina em oito e no sêmen em seis (Dois não colheram sêmen e um não colheu urina). A taxa de confirmação do diagnóstico molecular dos pacientes portadores de deleção única do mtDNA, incluindo a deleção comum, no sangue, na urina e no sêmen foi de zero, 100% e 83%, respectivamente. Quando considerada somente a deleção comum, a taxa de diagnóstico foi de 0% no sangue, 100% na urina e 100% no sêmen. Nos pacientes portadores da mutação de ponto m.3243A>G, a taxa de confirmação diagnóstica foi 100% na urina e 100% no sêmen. Deleções múltiplas foram detectadas apenas no tecido muscular de 3 pacientes, não sendo confirmadas no sangue, nem na urina ou sêmen. Conclusões: O sêmen e a urina dos pacientes portadores de PEO configuraram-se como bons meios diagnósticos para detecção de mutações do mtDNA. As alterações seminais mais frequentes do grupo PEO foram teratozoospermia e oligoastenoteratozoospermia, acometendo seis e quatro pacientes, respectivamente. A oligoastenoteratozoospermia relacionou-se com a presença de deleções do mtDNA nos pacientes portadores de PEO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.05.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066361Andrade, Murilo Ferreira de
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDRADE, Murilo Ferreira de; REIS, Rodolfo Borges dos. Utilização do sêmen como fluido diagnóstico e descrição dos parâmetros do espermograma dos pacientes portadores de doença mitocondrial associada à oftalmoparesia externa progressiva. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Andrade, M. F. de, & Reis, R. B. dos. (2014). Utilização do sêmen como fluido diagnóstico e descrição dos parâmetros do espermograma dos pacientes portadores de doença mitocondrial associada à oftalmoparesia externa progressiva. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Andrade MF de, Reis RB dos. Utilização do sêmen como fluido diagnóstico e descrição dos parâmetros do espermograma dos pacientes portadores de doença mitocondrial associada à oftalmoparesia externa progressiva. 2014 ;
    • Vancouver

      Andrade MF de, Reis RB dos. Utilização do sêmen como fluido diagnóstico e descrição dos parâmetros do espermograma dos pacientes portadores de doença mitocondrial associada à oftalmoparesia externa progressiva. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: