Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Rastreamento de Diabetes Mellitus tipo 2 por agentes comunitários de saúde: desenvolvimento de um método em atenção primária (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOLLITARI, LILIAN HALCSIK - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: DIABETES MELLITUS (DIAGNÓSTICO); PREVALÊNCIA; FATORES DE RISCO; ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE
  • Keywords: Agentes comunitários de saúde; Atenção primária à saude; Community health workers; Diabetes Mellitus tipo 2; Diabetes Mellitus type 2; Diagnosis; Diagnóstico; Fatores de risco; Prevalence; Prevalência; Primary health care; Risk factors
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: Diabetes Mellitus tipo 2 é uma doença caracterizada por um conjunto de desordens causadas pelo estado de hiperglicemia. Apresenta uma fase assintomática que pode durar anos e, muitas vezes, o diagnóstico só é feito na presença de complicações crônicas. >> causa de grande preocupação para os responsáveis pela saúde pública mundial, devido à alta taxa de prevalência, que aumenta progressivamente, e à grande proporção de casos não diagnosticados. >> importante identificar esses indivíduos para reduzir a morbimortalidade, assim como os gastos dispendidos, por meio de medidas de prevenção. No Brasil, o Sistema Único de Saúde dispõe de agentes comunitários de saúde, profissionais constituintes da Estratégia de Saúde da Família, considerados uma grande inovação do sistema de saúde pelo vínculo que criam com a população, favorecido pelas visitas domiciliares periódicas. Este trabalho teve como objetivo construir um instrumento de rastreamento de pacientes em risco de desenvolver Diabetes Mellitus tipo 2 ou casos ainda não diagnosticados da doença, utilizando o trabalho dos agentes comunitários de saúde. M >>TODOS: Os participantes foram selecionados a partir da lista de cadastros da Unidade de Saúde da Família Dr. Carlos Alberto Amorim, no município de Sorocaba, e por sorteio de um indivíduo com 20 anos ou mais para cada domicílio previamente sorteado. Inicialmente, foi aplicado um questionário baseado em fatores de risco estabelecidos. Após isso, ocorreu coleta de exameslaboratoriais na Unidade de Saúde da Família (glicemia de jejum e hemoglobina glicada) e foi solicitado o Teste Oral de Tolerância à Glicose 75g aos participantes com glicemia de jejum entre 100 e 126mg/dL e hemoglobina glicada menor que 6,5%. Foram realizadas: descrição das características da amostra, descrição das prevalências encontradas de Diabetes Mellitus tipo 2 em casos já conhecidos, casos diagnosticados pelo estudo e casos de pré-diabetes; análise da associação entre DM2 e fatores de risco, com descrição da Razão de Prevalência e significância; regressão logística múltipla para fatores de risco, tendo DM2 como desfecho, com descrição dos Odds Ratios e significância; construção da equação de probabilidade de DM2 segundo os diferentes coeficientes de regressão dos fatores de risco, e análise da curva ROC (Receiver Operational Curve), e definição de pontos de corte para Sensibilidade e Especificidade máximas. RESULTADOS: 250 participantes completaram o estudo; destes, 27 casos de Diabetes Mellitus já conhecidos, 15 casos diagnosticados pelo estudo e 20 casos de pré-diabetes. A escala de risco final contou com as variáveis: idade, índice de massa corpórea, antecedente pessoal de hipertensão arterial sistêmica e história familiar de Diabetes Mellitus. A pontuação variou de 0 a 12. A área sob a curva ROC foi de 0,775 e a soma de 8 pontos ou mais na escala foi o melhor ponto de corte, com sensibilidade de 70,7% e especificidade de 71,7% para o diagnóstico de DiabetesMellitus tipo 2. CONCLUSÃO: O instrumento construído por este estudo é simples, rápido e aplicado facilmente pelo agente comunitário de saúde. >> capaz de identificar indivíduos com alto risco de ter a doença e facilitar o diagnóstico precoce
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.08.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2645863-10W4.DB8 SP.USP FM-1 S674ra 2014
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOLLITARI, Lilian Halcsik; GIANINI, Reinaldo José. Rastreamento de Diabetes Mellitus tipo 2 por agentes comunitários de saúde: desenvolvimento de um método em atenção primária. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-29102014-144649/ >.
    • APA

      Sollitari, L. H., & Gianini, R. J. (2014). Rastreamento de Diabetes Mellitus tipo 2 por agentes comunitários de saúde: desenvolvimento de um método em atenção primária. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-29102014-144649/
    • NLM

      Sollitari LH, Gianini RJ. Rastreamento de Diabetes Mellitus tipo 2 por agentes comunitários de saúde: desenvolvimento de um método em atenção primária [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-29102014-144649/
    • Vancouver

      Sollitari LH, Gianini RJ. Rastreamento de Diabetes Mellitus tipo 2 por agentes comunitários de saúde: desenvolvimento de um método em atenção primária [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-29102014-144649/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: