Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeitos das suplementações de vitaminas C e E no estresse oxidativo associado ao ferro em pacientes tratados por hemodiálise (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SANCHES, LETÍCIA BERTOLDI - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: HEMODIÁLISE; ESTRESSE OXIDATIVO; SUPLEMENTOS DIETÉTICOS
  • Language: Português
  • Abstract: A reposição de ferro endovenoso, é comum para o tratamento da anemia nos pacientes com doença renal crónica em diálise; no entanto, pode contribuir para o aumento do estresse oxidativo quando há sobrecarga deste mineral. Na tentativa de diminuir este ambiente pró-oxidativo, a suplementação com vitaminas antioxidantes como C e E poderiam ser eficazes. Portanto, avaliar e comparar o estresse oxidativo (protéico e lipídico) em suplementação rotineira de ferro por via endovenosa, e avaliar os efeitos do uso de suplementos orais de vitaminas C e E em pacientes em hemodiálise. O grupo de estudo foi composto por 50 indivíduos que realizavam terapia de reposição de ferro endovenoso, todos com idade maior ou igual a 18 anos e em tratamento por hemodiálise por no mínimo 6 meses. Os pacientes foram submetidos a doses orais de vitaminas C e E, isoladas e conjuntamente, por período de 3 meses. Foram avaliados no momento inicial e ao final de 3 meses de suplementação vitamínica, os dados bioquímicos de rotina, marcadores de estresse oxidativo lipídico (isoprostanos e malondialdeído) e proteico (produtos avançados de oxidação proteica), marcadores inflamatórios (fator de necrose tumoral-« e interleucina-6) e vitaminas antioxidantes (vitamina C, retinol e α-tocoferol). Na observação dos resultados produzidos pelos diferentes esquemas de suplementação, houve um aumento significativo das concentrações séricas de vitamina C nos grupos suplementados com vitamina C e vitamina CE. O uso da vitamina C isolada ou combinada com a vitamina E foi mais efetivo em diminuir significativamente o estresse protéico avaliado pelas concentrações de AOPP e aumentou as concentrações da capacidade antioxidante total nos pacientes suplementados com vitaminas C e E isoladas. Em relação ao uso da vitamina E isolada, pode ser observado uma piora no perfil lipídico após 3 meses de suplementação, sendoobservado aumento de colesterol total e LDL-c e diminuição de HDL-c. Portanto, a vitamina C, isoladamente ou conjuntamente com a vitamina E, mostrou ter um poder antioxidante mais eficiente em reduzir o estresse oxidativo protéico e gerar um discreto aumento da capacidade antioxidante total
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.03.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066263Sanches, Letícia Bertoldi
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANCHES, Letícia Bertoldi; CHIARELLO, Paula Garcia. Efeitos das suplementações de vitaminas C e E no estresse oxidativo associado ao ferro em pacientes tratados por hemodiálise. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Sanches, L. B., & Chiarello, P. G. (2014). Efeitos das suplementações de vitaminas C e E no estresse oxidativo associado ao ferro em pacientes tratados por hemodiálise. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sanches LB, Chiarello PG. Efeitos das suplementações de vitaminas C e E no estresse oxidativo associado ao ferro em pacientes tratados por hemodiálise. 2014 ;
    • Vancouver

      Sanches LB, Chiarello PG. Efeitos das suplementações de vitaminas C e E no estresse oxidativo associado ao ferro em pacientes tratados por hemodiálise. 2014 ;