Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Paracoccina recombinante reproduz as propriedades biológicas da lectina nativa e induz imunidade protetora contra a infecção por Paracoccidioides brasiliensis (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MALLER, ANA CLÁUDIA PAIVA ALEGRE - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: IMUNIDADE; PARACOCCIDIOIDES BRASILIENSIS; PARACOCCIDIOIDOMICOSE; RECEPTORES IMUNOLÓGICOS
  • Keywords: Imunidade protetora; Paracoccina recombinante; Receptores do tipo Toll; Paracoccidioidomycosis; Protective immunity; Recombinant paracoccin; Toll like receptors
  • Language: Português
  • Abstract: Paracoccina (PCN) é um constituinte de Paracoccidioides brasiliensis, um patógeno humano que causa a paracoccidioidomicose, micose sistêmica mais prevalente na América Latina. A PCN é uma proteína de função dual, com domínios de atividade lectínica e de N-acetilglicosaminidase. Análises proteômicas da preparação paracoccina revelaram a sua correspondência com uma proteína hipotética de P. brasiliensis do isolado 18 (Pb18), anotada como PADG-3347.1, que tem sequência polipeptídica semelhante a família das endoquitinases 18. Essas endoquitinases apresentam domínios distintos de atividade lectínica e enzimática. O conjunto de exons do gene correspondente, PADG-3347.1, foi clonado e expresso em E. coli, e as características físicas e biológicas da proteína recombinante foram comparadas com as da PCN. Além disso, a PADG-03347.1 recombinante (rPCN) foi avaliada por suas propriedades imunomoduladoras e sua capacidade em conferir proteção contra a infecção por P. brasiliensis. Nesse sentido, investigamos a interferência da administração profilática e terapêutica de rPCN no curso da infecção por P. brasiliensis em camundongos BALB/c. A histopatologia pulmonar dos camundongos tratados com a rPCN mostrou menor ocorrência de granulomas, e estes também foram menores do que os observados nos animais controles. Consistente com a observação de poucas leveduras no centro dos granulomas, a contagem de UFC a partir do homogenato pulmonar dos camundongos tratados foi inferior ao observado nos animais controles. Além disso, a administração de rPCN, foi associada com altos níveis de IL-12, IFN-γ, TNF-α, NO e IL-10 detectados no homogenato pulmonar. Os altos níveis de citocinas produzidos nos animais tratados com rPCN nos levou a investigar a ocorrência de interação da lectina com receptores presentes em células da imunidade inata, tais como TLR2 e TLR4. Verificamos que a rPCN ativaTLR2, nas formas homo ou heterodimérica, e TLR4, de modo independente dos correceptores CD 14 e CD36. Estes dados revelam um possível mecanismo pelo qual rPCN gera proteção nos camundongos contra a PCM. rPCN, administrada terapêutica ou profilaticamente, induz a ativação de TLRs e imunidade Th1, conferindo proteção contra a infecção por P. brasiliensis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.04.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066307Maller, Ana Claudia Paiva Alegre
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MALLER, Ana Claudia Paiva Alegre; BARREIRA, Maria Cristina Roque Antunes. Paracoccina recombinante reproduz as propriedades biológicas da lectina nativa e induz imunidade protetora contra a infecção por Paracoccidioides brasiliensis. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-12052014-094334/ >.
    • APA

      Maller, A. C. P. A., & Barreira, M. C. R. A. (2014). Paracoccina recombinante reproduz as propriedades biológicas da lectina nativa e induz imunidade protetora contra a infecção por Paracoccidioides brasiliensis. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-12052014-094334/
    • NLM

      Maller ACPA, Barreira MCRA. Paracoccina recombinante reproduz as propriedades biológicas da lectina nativa e induz imunidade protetora contra a infecção por Paracoccidioides brasiliensis [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-12052014-094334/
    • Vancouver

      Maller ACPA, Barreira MCRA. Paracoccina recombinante reproduz as propriedades biológicas da lectina nativa e induz imunidade protetora contra a infecção por Paracoccidioides brasiliensis [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17136/tde-12052014-094334/