Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Perfil de expressão dos genes relacionados à hipóxia, CA9, CA12, HIF1A, HIF2A, SCL2A1 e VEGF em meduloblastomas (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: REIS, MARISTELLA BERGAMO FRANCISCO DOS - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: MEDULOBLASTOMA; EXPRESSÃO GÊNICA; ANÓXIA
  • Language: Português
  • Abstract: Meduloblastoma é o tumor cerebral maligno mais comum na infância. Apresenta-se na maioria das vezes como tumor da linha média, originário do cerebelo. Os pacientes portadores de meduloblastoma são estratificados em baixo e alto risco (idade menor de 3 anos, ressecção incompleta e metástase/disseminação ao diagnóstico). A despeito dessa classificação, alguns pacientes considerados como baixo risco apresentam resistência ao tratamento proposto, e acabam evoluindo para recidiva e óbito. Diversos estudos vêm sendo feitos na área de genética e biologia molecular tentando identificar novos marcadores de risco e alguns vêm relacionando os genes de hipóxia ao prognóstico de diversos tumores humanos. O objetivo desse estudo foi avaliar a expressão dos genes de hipóxia CA9, CA12, HIF1A, HIF2A, SCL2A1 e VEGF em meduloblastoma, correlacionar com as características clínico-biológicas e sobrevida, e comparar com a expressão no cerebelo não neoplásico. Foram avaliadas 38 amostras de meduloblastoma, de pacientes com idades entre 1 e 16 anos. A análise da expressão foi realizada através da técnica de PCR em tempo real e após, correlacionada com os dados clínicos, sobrevida, e comparada com a expressão no cerebelo não neoplásico. O nível de significância foi de P ≤ 0,05. Não foi observada correlação significativa entre a expressão dos genes de hipóxia com os dados clínicos avaliados. Foi encontrada grande variabilidade nos valores de expressão dos genes estudados: CA9 0,0102 (0,00 - 30,42), CA12 1,8032 (0,01-100,53), HIF1A 4,603 (0,25 -17,49), HIF2A 0,928 (0,10 - 11,34), VEGF 0,5082 (0,13 - 16,22), SCL2A1 0,7527 (0,06 - 25,18). Foi observada também que a expressão dos genes de hipóxia, com exceção do gene HIF1A, é 2 a 20 vezes maior no cerebelo não neoplásico, em relação à expressão nas amostras avaliadas. Esses resultados superem a possibilidade de existirem subgruposdistintos de meduloblastoma que expressem de forma variada os genes de hipóxia, e que essa expressão possa ser baixa, em relação ao cerebelo não neoplásico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.05.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066407Reis, Maristella Bergamo Francisco dos
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REIS, Maristella Bergamo Francisco dos; SCRIDELI, Carlos Alberto. Perfil de expressão dos genes relacionados à hipóxia, CA9, CA12, HIF1A, HIF2A, SCL2A1 e VEGF em meduloblastomas. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Reis, M. B. F. dos, & Scrideli, C. A. (2014). Perfil de expressão dos genes relacionados à hipóxia, CA9, CA12, HIF1A, HIF2A, SCL2A1 e VEGF em meduloblastomas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Reis MBF dos, Scrideli CA. Perfil de expressão dos genes relacionados à hipóxia, CA9, CA12, HIF1A, HIF2A, SCL2A1 e VEGF em meduloblastomas. 2014 ;
    • Vancouver

      Reis MBF dos, Scrideli CA. Perfil de expressão dos genes relacionados à hipóxia, CA9, CA12, HIF1A, HIF2A, SCL2A1 e VEGF em meduloblastomas. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: