Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Efeito central e periférico da grelina sobre a hipotensão induzida pelo choque endotoxêmico (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FAIM, FELIPE DE LIMA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: SEPSE; VASOPRESSINAS; ÓXIDO NÍTRICO
  • Language: Português
  • Abstract: Apesar do aprimoramento científico e tecnológico, a sepse e choque séptico continuam causando alto índice de mortalidade globalmente. Atualmente, diversos estudos são conduzidos com a finalidade de compreender os mecanismos envolvidos nesta patologia, bem como possíveis intervenções terapêuticas. A hipotensão presente na sepse, leva às anormalidades de hipoperfusão, disfunções múltiplas dos órgãos e morte. Uma das principais causas da hipotensão são atribuidas às altas concentrações de óxido nítrico (NO) e baixas concentrações de vasopressina (AVP). inicialmente descoberto como secretagogo endógeno do hormônio do crescimento, o efeito da grelina também tem sido discutido no processo inflamatório. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da administração sistêmica e central da grelina sobre a hipotensão, frequência cardíaca, assim como nas concentrações plasmáticas de AVP e nitrato em animais submetidos ao choque endotoxêmico por administração de LPS. A administração de grelina per se, centralmente ou perifericamente, não alterou nenhum dos parâmetros avaliados. A administração de LPS resultou em queda bifásica na pressão arterial, aumento na frequência cardíaca e aumento nas concentrações plasmáticas de AVP e nitrato. O tratamento com grelina nos animais submetidos ao choque endotoxêmico resultou em atenuação na queda inicial da pressão arterial com subsequente atenuação, e até mesmo reversão em alguns intervalos analisados, na queda tardia da pressão arterial. O tratamento com grelina nos animais em choque endotoxêmico não aumentou as concentrações plasmáticas de vasopressina dentro dos intervalos de tempo analisados (2, 4 e 6h), porém, aumentou a concentração plasmática de NO no intervalo de 6h, ao término do experimento. Portanto, o estudo sugere que a grelina atenua a queda na pressão arterial por um mecanismo que não envolveredução na concentração plasmática de NO, nem a manutenção de altos níveis de AVP
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.03.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066298Faim, Felipe de Lima
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FAIM, Felipe de Lima; CÁRNIO, Evelin Capellari. Efeito central e periférico da grelina sobre a hipotensão induzida pelo choque endotoxêmico. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Faim, F. de L., & Cárnio, E. C. (2014). Efeito central e periférico da grelina sobre a hipotensão induzida pelo choque endotoxêmico. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Faim F de L, Cárnio EC. Efeito central e periférico da grelina sobre a hipotensão induzida pelo choque endotoxêmico. 2014 ;
    • Vancouver

      Faim F de L, Cárnio EC. Efeito central e periférico da grelina sobre a hipotensão induzida pelo choque endotoxêmico. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: