Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Paternidade de crianças com Síndrome de Down: experiências, percepções e expectativas dos pais (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CALACHE, ANDRÉA - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PATERNIDADE; FAMÍLIA; SÍNDROME DE DOWN
  • Language: Português
  • Abstract: A gestação e o nascimento são fases de mudanças, transformações e incertezas para o casal, que se depara com uma nova realidade acompanhada de responsabilidades antes inexistentes, fazendo com que estes atares assumam um novo papel. A paternidade é um evento importante e complexo na vida de um homem e é permeada por diversos sentimentos e pensamentos, sendo considerada tanto como fonte de realizações e promotora do desenvolvimento do indivíduo, quanto de problemas e frustrações. Os estudos sobre as interações pai e filho ainda são recentes e pouco explorados, sobretudo no que dizem respeito às interações entre pais e filhos especiais. Esta pesquisa objetivou conhecer a percepção e paternidade em pais de crianças diagnosticadas com Síndrome de Down e as consequências da presença da síndrome na função paterna, e nas relações familiares. Participaram deste estudo 15 pais (homens) de crianças portadoras da Síndrome de Down de 5 a 10 anos, diagnosticadas há pelo menos dois anos, residentes em uma cidade de grande porte do interior paulista e de sua região. Foram realizadas entrevistas com um roteiro semiestruturado elaborado para essa pesquisa e os dados foram analisados na base de análise temática de conteúdo. Os resultados mostram que a maioria dos participantes soube do diagnóstico do filho logo após o nascimento e consideraram inadequada a forma como a noticia foi informada, alguns, inclusive, passaram a questionar as próprias capacidades para suportar a situação, o que os levou a utilizarem estratégias de busca de informações e da religiosidade como recursos de enfrentamento. Os pais avaliaram positivamente sua relação com o filho salientando que não se envergonham dele. Em relação à paternidade, consideram ser "bom pai" aquele que prove e cuida da família. A paternidade de um filho com deficiência foi percebida pelos pais como uma experiência que promoveu oamadurecimento e crescimento pessoal. As informações obtidas nesta investigação podem contribuir para uma maior compreensão da experiência da paternidade, principalmente de pais de filhos com diagnóstico de uma deficiência, o que pode auxiliar ou orientar programas de acompanhamento psicológico e de assistência, não somente para os pais, mas para toda a família, visando promover estratégias de apoio para um melhor enfrentamento e adaptação da condição do filho e da própria paternidade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.04.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800048834Calache, Andréa
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CALACHE, Andréa; PETEAN, Eucia Beatriz Lopes. Paternidade de crianças com Síndrome de Down: experiências, percepções e expectativas dos pais. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Calache, A., & Petean, E. B. L. (2014). Paternidade de crianças com Síndrome de Down: experiências, percepções e expectativas dos pais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Calache A, Petean EBL. Paternidade de crianças com Síndrome de Down: experiências, percepções e expectativas dos pais. 2014 ;
    • Vancouver

      Calache A, Petean EBL. Paternidade de crianças com Síndrome de Down: experiências, percepções e expectativas dos pais. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: