Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Psicologia, marketing e experiência elementar: implicações para o desenvolvimento do conceito de consumidor (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: JUSTO, CARMEN SILVIA PORTO BRUNIALTI - FFCLRP
  • USP Schools: FFCLRP
  • Subjects: PSICOLOGIA (HISTÓRIA); CONSUMIDOR; FORMAÇÃO DE CONCEITO; MARKETING (HISTÓRIA)
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo principal dessa pesquisa é compreender como teorias da psicologia contribuíram para a formação do conceito de consumidor na atualidade, em especial a proposta da Experiência elementar que se fundamenta em uma concepção de pessoa humana. Trata-se de uma pesquisa de investigação histórica e está inserida no âmbito da história do Marketing, da Psicologia Científica e da Psicologia do Consumidor, no período que compreende o final do século XIX e o século XX. No início do século XX, o Marketing como ciência se estruturou e ganhou espaço no meio académico como disciplina independente da economia, o que possibilitou o surgimento dessa área de estudos e atividade. As condições económicas e sociais dos Estados Unidos na virada do século XX propiciaram a aproximação das áreas do Marketing e da Psicologia principalmente no ambiente académico e nos laboratórios de pesquisa experimental, através de estudos sobre comportamento, memória, motivação e aprendizagem. A criação da Divisão 23 (Divisão de Psicologia do Consumidor) na APA American Psychology Association, na década de 1960, legitimou os estudos dessa área específica, que derivaram na área de Marketing e nos estudos sobre o Comportamento do Consumidor. O desenvolvimento do Marketing Contemporâneo, a partir do final do século XX, carrega as influências da interface entre essas áreas e sugere a possibilidade de se relacionar o conceito de consumidor mais voltado ao sentido de pessoa, mas sem a fundamentação antropológica e filosófica condizente. Na busca por uma fundamentação que apoiasse essas tendências e ampliasse a discussão sobre o conceito de consumidor no mundo contemporâneo, nos aproximamos da abordagem da Experiência elementar de Luigi Giussani (2009). A escolha dessa abordagem para discussão do conceito de consumidor apoia-se no fato de propor análises sobre a pessoa, cuja profundidade podeproporcionar uma fundamentação mais rigorosa acerca do tema. A conclusão remete à ideia de que no século XXI existe uma possibilidade de se considerar o consumidor como "pessoa", e que a abordagem da Experiência elementar pode ser pertinente para discutir essa aproximação a partir das novas tendências do Marketing, que buscam uma perspectiva mais humana para essa atividade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.08.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FCLRP20800048912Justo, Carmen Silvia Porto Brunialti
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JUSTO, Carmen Silvia Porto Brunialti; MASSIMI, Marina. Psicologia, marketing e experiência elementar: implicações para o desenvolvimento do conceito de consumidor. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Justo, C. S. P. B., & Massimi, M. (2014). Psicologia, marketing e experiência elementar: implicações para o desenvolvimento do conceito de consumidor. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Justo CSPB, Massimi M. Psicologia, marketing e experiência elementar: implicações para o desenvolvimento do conceito de consumidor. 2014 ;
    • Vancouver

      Justo CSPB, Massimi M. Psicologia, marketing e experiência elementar: implicações para o desenvolvimento do conceito de consumidor. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: