Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Frequência de transtornos mentais em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica por meio de Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do DSM (SCID-I/P) (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GUERRA, LEORIDES SEVERO DUARTE - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: TRANSTORNOS MENTAIS; OBESIDADE; OBESIDADE MÓRBIDA; CIRURGIA BARIÁTRICA; ALIMENTAÇÃO (ANORMALIDADES); ENTREVISTA PSICODIAGNÓSTICA; QUALIDADE DE VIDA
  • Keywords: Bariatric surgery; Cirurgia bariátrica; Eating disorders; Entrevista psiquiátrica padronizada; Escalas de graduação psiquiátrica; Mental disorder; Mental status schedule; Morbid obesity; Obesidade; Obesidade mórbida; Obesity; Psychiatric status rating scales; Qualidade de vida; Quality of life; Transtorno mental; Transtornos da alimentação
  • Language: Português
  • Abstract: Antecedentes: Segundo as projeções da Organização Mundial de Saúde para o século XXI, as doenças não comunicáveis (DNT) serão responsáveis pelas maiores cargas das doenças no globo. As doenças cardiovasculares e os transtornos neuropsiquiátricos destacam-se como os dois principais grupos de agravos de saúde entre as DNT. O sobrepeso e a obesidade são considerados precursores e fatores agravantes de doenças cardiovasculares, cuja prevalência tem crescido ao redor do mundo, demandando esforços públicos para deter o seu crescimento e minimizar os seus efeitos deletérios. Os transtornos mentais, por sua vez, representam quase um terço das cargas da incapacitação resultante entre todas as DNT. O objetivo do presente trabalho é estimar a frequência de transtornos mentais numa amostra de indivíduos obesos que procuraram um hospital universitário com o intuito de se submeter à cirurgia bariátrica para controlar ou reduzir o excesso do peso corporal. Objetivo: Estimar, por meio de entrevista padronizada, a frequência de transtornos mentais e fatores correlacionados entre os pacientes obesos que procuram a cirurgia bariátrica. Métodos: Participaram do estudo 393 pacientes obesos grau III, candidatos à cirurgia bariátrica. Foram recrutados a partir de um centro universitário de cirurgia bariátrica. Clínicos treinados avaliaram os participantes por meio da Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV Axis I Diagnóstico (SCID-I/P) e as seguintes escalas de avaliação: HCL (Manic Symptoms Checklist),MDQ (Mood Disorders Questionnarie), MADRS (Montgomery-Åsberg Depression Rating Scale), M-A QoLII (Moorehead-Ardelt Quality of Life Questionnaire II). A amostra foi composta por 79,1% de mulheres; média de idade 43 anos e média de IMC: 47,8 kg/m². Resultados: A frequência de alguns transtornos mentais ao longo da vida foi 80,9% (81,7% homens e 80,7% mulheres). A taxa de frequência de transtornos mentais no momento da entrevista foi 57,8% (57,6% homens e 58,5% mulheres). Os transtornos afetivos foram os mais frequentes (64,9%), sendo os transtornos bipolares e os transtornos depressivos os mais comuns (35,6% e 29,3%). Entre os entrevistados que apresentaram quaisquer transtornos mentais ao longo da vida, cerca de metade da amostra apresentou três ou mais transtornos simultâneos. Os transtornos de ansiedade foram os diagnósticos mais frequentes (46,3%) entre os participantes com transtorno atual. Idade e nível educacional foram associados com a probabilidade de apresentar transtornos mentais no momento da entrevista. As escalas apresentaram boa consistência interna: sendo o alfa de Cronbach da HCL-32 de 0,9, MDQ 0,8, MADRS 0,9 e M-A QoLII 0,7. A HCL-32 e o MDQ demonstraram uma boa capacidade discriminativa para classificar corretamente os casos de transtorno bipolar. A HCL-32 apresentou área sob a curva (AUC) de 0,7 (IC 95% 0,7-0,8), quando comparado com os diagnósticos da SCID-I/P, com sensibilidade de 0,7 e especificidade 0,7. O melhor ponto de corte foi 16/17para detectar transtorno bipolar II. Em relação à estrutura fatorial do HCL-32, a variabilidade dos dados foi melhor explicada por dois fatores relevantes: elação do humor e irritação/ativação. O MDQ apresentou sensibilidade de 0,8 e especificidade 0,6. O melhor ponto de corte foi 4/5 para detectar transtorno bipolar I, com AUC de 0,8 (IC 95% 0,7-0,9). A MADRS de 5 itens apresentou sensibilidade de 0,8 e especificidade 0,9. O melhor ponto de corte foi 10/11 para detectar sintomas depressivos e AUC de 0,9. De acordo com o M-A QoL II, cerca de 50% da amostra relatou estar satisfeita com sua qualidade de vida. Há uma correlação significativa entre as escalas utilizadas que variaram de 0,6 a -0,6. Conclusões: Os transtornos mentais são condições frequentes entre os pacientes obesos antes da cirurgia bariátrica. As altas taxas de transtornos mentais sugerem que ambas as condições podem apresentar relações causais de mutualidade ou compartilham fatores etiológicos comuns. Este estudo contribuiu para compreender a relação entre transtornos mentais e obesidade mórbida. Recomenda-se conduzir avaliação sistemática de pacientes obesos com instrumentos psicométricos padronizados no período pré-cirúrgico para detectar transtornos psiquiátricos, que podem interferir na recuperação e estabilização da qualidade de vida dos pacientes no período pósoperatório. Futuros estudos de seguimento serão necessários para verificar os possíveis fatores preditivos de prognóstico nesta população
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.09.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2655367-10W4.DB8 SP.USP FM-1 G963fre 2014
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GUERRA, Leorides Severo Duarte; PANG, Wang Yuan. Frequência de transtornos mentais em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica por meio de Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do DSM (SCID-I/P). 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-25112014-113616/ >.
    • APA

      Guerra, L. S. D., & Pang, W. Y. (2014). Frequência de transtornos mentais em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica por meio de Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do DSM (SCID-I/P). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-25112014-113616/
    • NLM

      Guerra LSD, Pang WY. Frequência de transtornos mentais em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica por meio de Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do DSM (SCID-I/P) [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-25112014-113616/
    • Vancouver

      Guerra LSD, Pang WY. Frequência de transtornos mentais em pacientes obesos candidatos à cirurgia bariátrica por meio de Entrevista Clínica Estruturada para Transtornos do DSM (SCID-I/P) [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-25112014-113616/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: