Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Cuidado infantil e (não) vacinação no contexto de famílias de camadas médias em São Paulo/SP (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARBIERI, CAROLINA LUISA ALVES - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: CUIDADO DA CRIANÇA; FAMÍLIA; GÊNEROS (GRUPOS SOCIAIS)
  • Keywords: Camada média; Child care; Child health; Cuidado infantil; Família; Family; Gender and health; Gênero e saúde; Middle class; Saúde da criança; Vaccination; Vacinação
  • Language: Português
  • Abstract: A vacinação é uma das medidas de maior impacto na diminuição da morbimortalidade de doenças. No entanto, sua história é marcada por êxitos e contratempos. No contexto brasileiro, a vacinação se afirmou como premissa do cuidado infantil, extrapolando a perspectiva médica e alcançando a população geral. Em contraponto, desde os anos 2000, foi observada uma diminuição da cobertura vacinal infantil em estratos de alta renda e escolaridade em São Paulo-SP, segmento social que valoriza a individualidade e a autonomia dos sujeitos. Esse estudo tem por objetivo compreender o processo de (não) vacinação dos filhos e sua interface com o cuidado infantil, em casais de camada média e alta escolaridade em São Paulo/SP. Foi utilizada a abordagem qualitativa, por meio de entrevistas em profundidade com dezesseis casais, dos quais cinco vacinaram, cinco selecionaram as vacinas e seis não vacinaram os filhos. O percurso analíticointerpretativo dos dados empíricos foi realizado pelo referencial metodológico da antropologia interpretativa geertziana com o recurso da análise de conteúdo temático e os achados foram discutidos em articulação com os referenciais teóricos interrelacionados de cuidado, família e gênero. O estudo encontrou diferenças significativas quanto à tomada de decisão dos casais, variando de uma postura de aceitação plena a uma questionadora, porém, todos eles convergiram nos aspectos de buscar argumentação científica e orientação médica para suas escolhas. O contexto do partohumanizado e as informações sobre vacina, sobretudo da internet, foram os principais elementos que deflagraram a problematização da vacina, com destaque ao protagonismo feminino nesse percurso. Apesar das diferentes concepções acerca da vacinação, para todos os casais, a escolha por vacinar ou não o filho baseou-se no mesmo sentimento de cuidado parental e valores de proteção e responsabilidade. A vacinação assumiu significado de proteção para os que vacinaram e risco para os que não vacinaram. As justificativas pela não vacinação se assemelharam às da literatura internacional. As decisões sobre vacinação e saúde no âmbito privado familiar foram majoritariamente apropriadas pelas mulheres, a despeito de evidências de uma maior participação dos homens nos afazeres domésticos e no cuidado filial. Os casais que não vacinaram relataram sentimento de medo diante da possibilidade de perda da autonomia nas decisões sobre a saúde de seus filhos. A defesa dessa autonomia, porém, não foi estendida a toda população. Todos os casais participantes, independentemente da postura quanto à vacinação, tomaram suas decisões norteadas por uma perspectiva individual, não sendo mencionada a função coletiva da imunização. A compreensão da aceitabilidade das vacinas na sua interface com o cuidado infantil, no contexto das camadas médias de São Paulo, remete a uma reflexão sobre a interação sociedade e práticas de saúde e ressalta a importância que o cuidado, no tocante à vacinação, é uma questãoque extrapola o âmbito individual, pois diz respeito a uma responsabilidade que também é coletiva
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2657113-10W4.DB8 SP.USP FM-2 B191cui 2014
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARBIERI, Carolina Luisa Alves; FALCÃO, Marcia Thereza Couto. Cuidado infantil e (não) vacinação no contexto de famílias de camadas médias em São Paulo/SP. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02122014-164155/ >.
    • APA

      Barbieri, C. L. A., & Falcão, M. T. C. (2014). Cuidado infantil e (não) vacinação no contexto de famílias de camadas médias em São Paulo/SP. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02122014-164155/
    • NLM

      Barbieri CLA, Falcão MTC. Cuidado infantil e (não) vacinação no contexto de famílias de camadas médias em São Paulo/SP [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02122014-164155/
    • Vancouver

      Barbieri CLA, Falcão MTC. Cuidado infantil e (não) vacinação no contexto de famílias de camadas médias em São Paulo/SP [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-02122014-164155/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: