Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Modelo de curso para treinamento dos profissionais que atuam nos salões de beleza usando a teleducação interativa (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VIEIRA JUNIOR, ELSO ELIAS - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA; EDUCAÇÃO EM SAÚDE; TELEMEDICINA; PREVENÇÃO DE DOENÇAS; PROMOÇÃO DA SAÚDE; PREVENÇÃO DE DOENÇAS (PERCEPÇÃO;RELAÇÃO); INDÚSTRIA DE SERVIÇOS
  • Keywords: Beauty and aesthetics centers; Beauty culture; Centros de embelezamento e estética; Communicable disease prevention; Distance education; Educação à distância; Educação em saúde; Health education; Health promotion; Indústria da beleza; Prevenção de doenças transmissíveis; Promoção da saúde; Telemedicina; Telemedicine
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Muitas doenças podem ser transmitidas quando não se seguem os hábitos adequados de higienização das mãos e esterilização de materiais em atividades que podem gerar ferimentos ou traumas na pele, como ocorrem nos salões de beleza. Os profissionais da beleza precisam conhecer e ter a consciência em relação a atitudes simples de higienização e cuidados com o compartilhamento de instrumentos, pela interação com muitas pessoas e pela possibilidade de ocorrer a transmissão de doenças, incluindo as doenças sexualmente transmissíveis, como as verrugas, as hepatites B e C, e o HIV, durante a realização de seus procedimentos. O Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa apontou, em fevereiro de 2013, a existência de 265 mil estabelecimentos, abertos por pessoas que formalizaram a situação como microempreendedores individuais. Os salões de beleza são, numericamente, expressivos e apesar de não haver dados oficiais sobre o número de trabalhadores no Brasil, estima-se um grande número de pessoas envolvidas. Este estudo objetivou estruturar um curso aplicado por meio de uma dinâmica por teleducação interativa e avaliar o efeito educacional neste segmento profissional. Métodos: Foram selecionadas 4 categorias temáticas (doenças sexualmente transmissíveis, saúde indoor nos salões de beleza, lavagem das mãos e esterilização de materiais) a partir de uma Matriz de Objetivos e Competências, e o curso foi inserido numa plataforma educacional baseada no Moodle, com ambientes interativos de aprendizagem e ferramenta de gestão educacional.A sistemática das atividades foi organizada com metas semanais, encontros síncronos via web e acesso a materiais de forma assíncrona (materiais de leitura, de aprendizagem complementar, áudios e vídeos educacionais, fóruns de discussão, Simulador de Situações Práticas e vídeos do Projeto Homem Virtual sobre as DST/AIDS, higienização das mãos e lavagem, transmissão de doenças por cera depilatória reutilizável e alicate de unha contaminado). A abertura do curso foi realizada a partir de dois encontros presenciais e, para a avaliação do conhecimento prático, foi criado o simulador de situações práticas, que foi um teste online aplicado nas fases pré-curso, pós-curso imediato e 6 meses após o término do curso. Foram desenvolvidos objetos educacionais de aprendizagem do Projeto Homem Virtual por meio de vídeos utilizando computação gráfica 3D para facilitar a explicação de alguns assuntos. Resultados: Cinquenta e cinco profissionais da beleza foram matriculados no curso, sendo 46 do sexo feminino e 9 do sexo masculino, tendo sido ofertadas bolsas de estudos para 34 profissionais que justificaram dificuldade de pagamento da taxa de inscrição. A idade média dos participantes foi de 38,2 ± 8,67 anos de idade com mediana de 37,3 anos, sendo a idade mínima de 18,5 anos e a máxima de 59,1 anos de idade. Foram produzidos diversos materiais educacionais digitais utilizando múltiplos meios de comunicação: áudios,vídeos, objetos educacionais de aprendizagem utilizando computação gráfica 3D e um sistema de avaliação denominado simulador de situações práticas. Quarenta e cinco participantes foram aprovados e certificados conforme os critérios estabelecidos, e 40 alunos concluíram o simulador aplicado 6 meses após o término do curso. Como resultado de performance geral, houve melhora estatisticamente significativa do rendimento dos alunos no simulador pós-curso imediato em relação ao pré-curso e não houve retenção de conhecimento estatisticamente significativa sobre as condutas corretas na fase pós-curso tardio. Quando se isolou o grupo de estudantes que tiveram participação ativa nas listas de discussão (30% dos alunos que foram responsáveis por 75% das postagens totais) foi observada essa diferença de forma estatisticamente significativa. Discussão: Para avaliar o conhecimento dos profissionais da beleza foi criado o simulador de situações práticas baseado em situações cotidianas que podem gerar a transmissão de doenças. Não foram incluídas avaliações de detalhamento conceitual científico. Dessa forma, o objetivo principal foi mensurar a percepção do aluno sobre o que é correto em relação a situações práticas do dia a dia. Detectou-se que os alunos que não tiveram uma interação ativa nos fóruns de discussão não apresentaram retenção de conhecimento 6 meses após o término do curso, e os que participaram ativamente apresentaram essa retenção. O curso na modalidade a distância teve altoíndice de aceitação pelos alunos e a distribuição das atividades de acordo com a rotina profissional resultou em maior taxa de participação nos eventos síncronos. A redução do tempo de duração do curso para 1 mês, em relação a edições anteriores deste curso, teve maior aprovação dos alunos. Conclusão: Foi estruturado um curso com duração de 1 mês aprovado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, direcionado para profissionais da beleza e realizado na modalidade a distância. O curso gerou retenção de conhecimento a longo prazo para quem teve maior participação ativa nos fóruns de discussão e foi bem aceito pelos profissionais que atuam nos salões de beleza
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.10.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2667982-20W4.DB8 SP.USP FM-2 V713mo 2014 Original
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIEIRA JUNIOR, Elso Elias; WEN, Chao Lung. Modelo de curso para treinamento dos profissionais que atuam nos salões de beleza usando a teleducação interativa. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-12012015-103359/ >.
    • APA

      Vieira Junior, E. E., & Wen, C. L. (2014). Modelo de curso para treinamento dos profissionais que atuam nos salões de beleza usando a teleducação interativa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-12012015-103359/
    • NLM

      Vieira Junior EE, Wen CL. Modelo de curso para treinamento dos profissionais que atuam nos salões de beleza usando a teleducação interativa [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-12012015-103359/
    • Vancouver

      Vieira Junior EE, Wen CL. Modelo de curso para treinamento dos profissionais que atuam nos salões de beleza usando a teleducação interativa [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5144/tde-12012015-103359/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: