Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Tamanho, forma de parcelas e suficiência amostral para avaliação e monitoramento do componente vegetal de ecossistemas em restauração com cinco anos de idade no estado de São Paulo (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRAGOSO, ARIADINA CALLEGARI FERRARI - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: MONITORAMENTO AMBIENTAL; AMOSTRAGEM; ECOSSISTEMAS; INDICADORES VEGETAIS
  • Language: Português
  • Abstract: A avaliação e o monitoramento são etapas fundamentais para testar teorias e metodologias usadas na restauração ecológica, além de indicar ações corretivas que podem ser aplicadas para garantir o sucesso dos projetos. No entanto, para que estas atividades sejam realmente efetivas e proporcionem resultados seguros é necessário o uso de ferramentas estatísticas em seu planejamento e aplicação para que os dados obtidos sejam precisos e seguros. O objetivo deste estudo é testar o tamanho, a forma de parcelas e a suficiência amostral para avaliar e monitorar áreas em processo de restauração no Bioma Mata Atlântica com idade aproximada de cinco anos. Foram amostradas três áreas que inseridas na Floresta Estacional Semidecidual com cerca de cinco anos submetidas ao plantio total de mudas e inseridas em paisagens fragmentadas. Para amostragem foram alocadas sistematicamente 10 parcelas em SOS (Itu) e ARA (Batatais) e 7 parcelas em A_Q (Batatais) com dimensões de 12x20 m2. Os indivíduos amostrados receberam uma placa numerada, e foram registradas as medidas de CAP de todos os ramos se ao menos um deles tiver CAP >= 10 cm. Para caracterização dos locais a regeneração natural foi amostrada em parcelas de 2x2 m2 incluindo indivíduos com altura maior ou igual a 0,5 m. As parcelas foram subdivididas em 8 tamanhos diferentes, para simular o tamanho e forma de parcela ideal. Para o cálculo de tamanho de parcelas foi utilizado o método de máxima curvatura e a suficiência amostral foideterminada a partir da variabilidade do indicador, do erro e precisão predeterminados a 20%. O tamanho ideal da parcela selecionado para a maioria dos indicadores amostrados foi 90 m2 (9x10 m). A comparação do coeficiente de variação e do erro amostral entre parcelas com mesma área e diferentes dimensões não foi conclusiva a respeito da melhor forma da unidade amostral que se deve utilizar nestas áreas. Os indicadores e verificadores que apresentaram menores valores de CV e erro amostral e são recomendados para estudo de áreas em restauração são número de indivíduos, numero de espécies, número de espécies do grupo de plantio diversidade, número de espécies do grupo pioneiras e número de espécies zoocoóricas. A suficiência amostral variou amplamente para cada indicador entre as áreas, mostrando que a variabilidade de cada local influencia diretamente o cálculo do número de parcelas ideais para amostragem. Para os indicadores selecionados nas áreas estudadas recomenda-se que seja utilizada intensidade amostral de 14,65% da área estudada ou oito parcelas de 9x10m. Apesar das dificuldades encontradas, os estudos de amostragem em restauração florestal são necessários para viabilizar o estabelecimento de um protocolo de monitoramento que tenha bases estatísticas e garanta que os dados obtidos sejam seguros e precisos, facilitando, ainda, a comparação e extrapolação de dados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.12.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC10500127042t634.94 F811t e.2 108298
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRAGOSO, Ariadina Callegari Ferrari; RODRIGUES, Ricardo Ribeiro. Tamanho, forma de parcelas e suficiência amostral para avaliação e monitoramento do componente vegetal de ecossistemas em restauração com cinco anos de idade no estado de São Paulo. 2014.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-03022015-164244/ >.
    • APA

      Fragoso, A. C. F., & Rodrigues, R. R. (2014). Tamanho, forma de parcelas e suficiência amostral para avaliação e monitoramento do componente vegetal de ecossistemas em restauração com cinco anos de idade no estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-03022015-164244/
    • NLM

      Fragoso ACF, Rodrigues RR. Tamanho, forma de parcelas e suficiência amostral para avaliação e monitoramento do componente vegetal de ecossistemas em restauração com cinco anos de idade no estado de São Paulo [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-03022015-164244/
    • Vancouver

      Fragoso ACF, Rodrigues RR. Tamanho, forma de parcelas e suficiência amostral para avaliação e monitoramento do componente vegetal de ecossistemas em restauração com cinco anos de idade no estado de São Paulo [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-03022015-164244/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: