Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Etologia aplicada ao enriquecimento ambiental para macacos-prego (Sapajus spp.) semi-cativos (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RODRIGUES, BRUNA - IP
  • USP Schools: IP
  • Subjects: MACACOS PREGO; COMPORTAMENTO ANIMAL; ESTRESSE
  • Keywords: Applied ethology; Enriquecimento ambiental; Environmental enrichment; Estresse psicossocial; Etologia aplicada; Nutcracking; Psychosocial stress; Quebra de coco
  • Language: Português
  • Abstract: Atualmente há uma grande preocupação ética em promover o bem-estar de animais cativos e semi-cativos. Uma das formas mais eficientes de se fazer isso é aplicar técnicas de enriquecimento ambiental. Para avaliar sua eficácia, a abordagem da etologia se encaixa ao utilizarmos estímulos ambientais e analisarmos as mudanças comportamentais causadas por eles, correlacionando com possíveis funções adaptativas. Este trabalho analisou a influência de um método de enriquecimento ambiental sequencial e cumulativo no comportamento de 27 indivíduos de um grupo de macacos-prego (Sapajus sp) semi-cativos no Parque Ecológico do Tietê, São Paulo. O fornecimento de pedras e de cocos para a tarefa de quebra de coco foi utilizado como enriquecimento cognitivo-alimentar e redes em suspensão foram utilizadas como enriquecimento físico. O delineamento experimental foi composto por quatro condições: 1) Linha de Base, observações feitas antes da introdução do enriquecimento; 2) Enriquecimento com cocos Protocolo I, os cocos eram fornecidos em apenas um sítio de quebra; 3) Enriquecimento com cocos Protocolo II, os cocos eram distribuídos igualmente em três sítios de quebra; e 4) Enriquecimento Físico, duas redes foram colocadas em clareiras da ilha, além do fornecimento de cocos em três sítios. O registro dos comportamentos foi feito pelos métodos Varredura Focal e Todas as Ocorrências. Os machos adultos subordinados foram os únicos indivíduos do grupo que apresentaram comportamentos anormais,devido ao maior estresse psicossocial que sofrem na hierarquia do grupo. A frequência de comportamentos anormais foi alterada, especialmente na condição Enriquecimento Físico, quando houve diminuição drástica desses comportamentos. A introdução das redes ofereceu refúgio e evitação de conflitos, aumentando a sensação de controle do ambiente. Além disso, alguns desses indivíduos tiveram um aumento da proximidade espacial e de interações afiliativas com outros subordinados, o que seria uma estratégia adaptativa adotada para reduzir o estresse. Houve aumento das taxas de comportamentos agonísticos no grupo ao introduzirmos o enriquecimento cognitivo-alimentar. O aumento da competição direta intragrupo já era esperado devido às características do enriquecimento oferecido e essa alteração comportamental do grupo pode ser considerada típica em primatas de vida livre. Não houve aumento significativo das taxas de catação e de brincadeira social em nenhuma condição. Houve alteração significativa da coesão grupal apenas na condição Enriquecimento Físico, onde obtivemos as maiores medidas de distância interindividual e a formação de novas relações de proximidade no grupo. O aparecimento de novas díades envolvidas em catação e a diminuição do tamanho do grupo devido à alta mortalidade explicam o aumento da coesão grupal observado nessa condição. A introdução de redes em estratos superiores eliciou menor terrestrialidade, havendo um aumento significativo da frequência do uso desubstratos Acima de 1,5m em detrimento do uso de substratos ao nível do solo na condição Enriquecimento Físico, demonstrando uma preferência por substratos acima do solo pelos animais desse grupo. A técnica de enriquecimento empregada se justifica por ser um elemento novo na rotina desses animais que fez com que empregassem seu tempo, esforço e capacidade cognitiva e interagissem socialmente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.11.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IP12300055778T QL737.P925 R696e e.1
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RODRIGUES, Bruna; RESENDE, Briseida Dogo de. Etologia aplicada ao enriquecimento ambiental para macacos-prego (Sapajus spp.) semi-cativos. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-05032015-152804/ >.
    • APA

      Rodrigues, B., & Resende, B. D. de. (2014). Etologia aplicada ao enriquecimento ambiental para macacos-prego (Sapajus spp.) semi-cativos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-05032015-152804/
    • NLM

      Rodrigues B, Resende BD de. Etologia aplicada ao enriquecimento ambiental para macacos-prego (Sapajus spp.) semi-cativos [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-05032015-152804/
    • Vancouver

      Rodrigues B, Resende BD de. Etologia aplicada ao enriquecimento ambiental para macacos-prego (Sapajus spp.) semi-cativos [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-05032015-152804/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: