Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Filogenia e evolução das espécies do gênero Phrynops (Testudines, Chelidae) (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRIOL, NATÁLIA RIZZO - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: OSSO E OSSOS; ANATOMIA COMPARADA; BIOLOGIA MOLECULAR; FILOGENIA; ANÁLISES CLADÍSTICA; MORFOMETRIA; ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO); TESTUDINES; CHELIDAE
  • Keywords: Cladistic analysis; Complexo Phrynops geoffroanus; Phrynops geoffroanus complex; Taxonomia; Taxonomy
  • Language: Português
  • Abstract: O gênero Phrynops abrange quatro espécies válidas, incluindo o complexo da espécies Phrynops geoffroanus, e apresenta uma filogenia historicamente mal compreendida. Esse projeto objetivou estudar este gênero, com ênfase especial nas populações de P. geoffroanus, através de análises morfométricas, morfológicas, osteológicas e moleculares, a fim de entender sua taxonomia e definir suas relações filogenéticas. Para tanto, foram coletados e emprestados espécimes das populações de P. geoffroanus de dez bacias hidrográficas brasileiras, além de P. tuberosus, P. williamsi e P. hilarii para compôr a análise. A partir disso, foi feita uma análise morfométrica linear dos espécimes das populações de P. geoffroanus, bem como uma comparação do padrão de coloração desses indivíduos com o intuito de definir as populações taxonomicamente distintas dentro da área de distribuição da espécie. Para as análises filogenéticas, foram preparados esqueletos completos e sequenciados os genes 12S, cytb, ND4, R35 e Rag 2 das espeçies de Phrynops e do seu grupo externo, considerando todos os gêneros e quase todas as espécies de Chelidae, bem como representantes de Podocnemididae e Pelomedusidae. Foram conduzidos três conjuntos distintos de análises filogenéticas com os dados moleculares e morfológicos obtidos durante este estudo: 1) uma análise de parcimônia da matriz morfológica; 2) uma análise de máxima verossimilhança das sequências moleculares; 3) uma análise de parcimônia dos dados morfológicos emoleculares concatenados. Como resultados, os dados morfométricos e osteológicos mostram que a população de P. geoffroanus da bacia do rio Paraná representa uma espécie nova, distinta das demais populações pertencentes ao complexo geoffroanus. Além disso, a população de P. geoffroanus do Rio Doce é claramente distinta das demais populações nas hipóteses moleculares. O exemplar de P. williamsi do Rio Iguaçu se distingue molecularmente do clado formado pelos demais exemplares de P. williamsi do Rio do Peixe. Os dados morfológicos e moleculares concatenados mostram que o gênero Phrynops representa um grupo monofilético. As populações de P. geoffroanus apresentaram evidências de agrupamento por bacias. Nas análises moleculares e concatenadas, P. hilarii se posiciona dentro do clado formado pelas populações de P. geoffroanus. O conjunto de dados osteológicos posiciona Mesoclemmys como grupo-irmão de Phrynops, porém, no conjunto de dados moleculares Phrynops aparece como grupo-irmão dos demais gêneros, exceto Hydromedusa e Chelus que encontram-se em uma posição mais basal nessa hipótese. Desta forma, não foi possível definir com clareza o grupo-irmão do gênero Phrynops neste estudo. Os caracteres osteológicos e moleculares evidenciaram Mesoclemmys como um grupo parafilético, pela não inclusão de Mesoclemmys hogei nesse gênero. Por fim, neste estudo, fica evidente que P. geoffroanus e P. tuberosus pertencem à calha norte do rio Amazonas e não se distinguem através do conjunto dedados osteológicos e morfométricos empregados aqui. Entretanto, uma amostragem das localidades específicas será necessária para definir objetivamente o status taxonômico de P. tuberosus
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.11.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000029644M-1820
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRIOL, Natália Rizzo; ZAHER, Hussam El Dine. Filogenia e evolução das espécies do gênero Phrynops (Testudines, Chelidae). 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09032015-083240/ >.
    • APA

      Friol, N. R., & Zaher, H. E. D. (2014). Filogenia e evolução das espécies do gênero Phrynops (Testudines, Chelidae). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09032015-083240/
    • NLM

      Friol NR, Zaher HED. Filogenia e evolução das espécies do gênero Phrynops (Testudines, Chelidae) [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09032015-083240/
    • Vancouver

      Friol NR, Zaher HED. Filogenia e evolução das espécies do gênero Phrynops (Testudines, Chelidae) [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-09032015-083240/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: