Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Produção de hidrogênio em reatores anaeróbios termofílicos (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BRAGA, ADRIANA FERREIRA MALUF - EESC
  • USP Schools: EESC
  • Sigla do Departamento: SHS
  • Subjects: HIDROGÊNIO (PRODUÇÃO); REATORES ANAERÓBIOS
  • Language: Português
  • Abstract: A digestão anaeróbia termofílica é uma opção vantajosa para efluentes descartados a altas temperaturas, além de estimular rotas mais eficientes de produção de 'H IND.2'. No entanto, os resultados da literatura divergem bastante, os rendimentos de 'H IND.2' são inferiores ao valor teórico possível e poucos estudos avaliaram diferentes configurações para indicar a mais eficiente. Assim, este estudo avaliou a produção de 'H IND.2' a partir da sacarose em três tipos de reator: reator anaeróbio de fluxo ascendente e manta de lodo (UASB), reator tubular de fluxo ascendente com leito empacotado (TCS) e sem material suporte (TSS), operados a 55°C. Os tempos de detenção hidráulica (TDH) aplicados ao reator UASB foram 12, 6 e 2 h e aos reatores TCS e TSS foram 2 e 0,5 h. Pré-tratamento térmico (100°C por 15 min) foi aplicado ao inóculo metanogênico do UASB e TCS e TSS foram auto inoculados. O efeito de nutrientes e a concentração nutricional ótima para a produção de'H IND.2' foram investigados através de ensaios em batelada. Com TDH de 2 h, o material suporte afetou a transferência de massa, resultando em menor teor de'H IND.2' no biogás quando presente, porém, maior conversão de sacarose e produção de 'H IND.2'. O pré-tratamento térmico não inibiu a metanogênese, sendo as condições operacionais mais importantes para a seleção dos microrganismos. TCS e TSS com TDH de 0,5 h apresentaram produção de'H IND.2' similar e o material suporte afetou apenas as rotas metabólicas. Entre todas as operações, TCS e UASB com TDH de 2 h alcançaram os maiores valores de rendimento de'H IND.2' (Y'H IND.2'), respectivamente, 1,99 ± 0,36 e 2,56 ± 0,84 mol 'H IND.2'/mol-sac, através da via metabólica do etanol. TCS2 também demonstrou estabilidade e, apesar de o U2 ter gerado maiores porcentagens de'H IND.2' no biogás, pode ser apontado como o mais eficiente para a produção de 'H IND.2'.A relação 'C':'N':'P', 'FE POT.+2' e 'NI POT.+2' tiveram efeito significativo sobre a produção de 'H IND.2', e Y'H IND.2' ótimo foi estimado para concentrações de 4,53 mg 'FE POT.+2'/L e 0,045 mg 'NI POT.+2'/L
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.04.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    EESC31100201450TESE 9096
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRAGA, Adriana Ferreira Maluf; ZAIAT, Marcelo. Produção de hidrogênio em reatores anaeróbios termofílicos. 2014.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-144012/pt-br.php >.
    • APA

      Braga, A. F. M., & Zaiat, M. (2014). Produção de hidrogênio em reatores anaeróbios termofílicos. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-144012/pt-br.php
    • NLM

      Braga AFM, Zaiat M. Produção de hidrogênio em reatores anaeróbios termofílicos [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-144012/pt-br.php
    • Vancouver

      Braga AFM, Zaiat M. Produção de hidrogênio em reatores anaeróbios termofílicos [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18138/tde-26052015-144012/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: