Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Influência das percepções de verticalidade postural e proprioceptiva no controle postural e na funcionalidade de pacientes com Acidente Vascular Cerebral (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BAGGIO, JUSSARA ALMEIDA DE OLIVEIRA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL; PROPRIOCEPÇÃO; POSTURA (CONTROLE)
  • Language: Português
  • Abstract: Déficits no controle postural são frequentes e incapacitantes em pacientes com Acidente Vascular Cerebral (AVC). A percepção da vertical é um dos componentes do controle postural e foi recentemente correlacionada com déficits no controle postural. Entretanto, ainda não existem evidências na literatura comprovando essa relação por meio de dados quantitativos posturográficos em pacientes com AVC. Portanto, o objetivo principal deste estudo foi analisar a relação da Subjetiva Vertical Postural (SVP) e Subjetiva Vertical Proprioceptiva (SVPr) com dados quantitativos posturográficos em pacientes com AVC, além de analisar a relação destas percepções com a funcionalidade e caracterizar os dados de neuroimagem estrutural. Foram incluídos 45 pacientes com diagnóstico de AVC e 29 controles saudáveis. O protocolo foi composto por uma avaliação clínica, avaliação da SVP e SVPr nos planos sagital e frontal, com os voluntários na posição sentada, olhos fechados e movimentos da cabeça e do tronco restritos, além da avaliação do equilíbrio. Durante a SVP, os pacientes eram desviados da vertical e indicavam verbalmente quando voltassem para essa posição. Na SVPr um bastão era inclinado e os pacientes eram orientados a reposicioná-los na vertical. Um inclinômetro digital registrou as angulações e foram realizadas 10 medidas para cada teste. O equipamento Polhemus® foi utilizado para avaliar o equilíbrio do grupo de pacientes e controles na postura em pé e sentada. A aquisição dos dados foi realizada 2 vezes por 90 segundos nas seguintes condições: olhos abertos superfície estável (OASE), olhos abertos superfície instável (OASI), olhos fechados superfície estável (OFSE) e olhos fechados superfície instável (OFSI). Além disso, os pacientes foram reavaliados 3 e 6 meses após o AVC. Os pacientes apresentaram mediana na SVP no plano frontal de 0,34° (-1,44° a 2,54°) e no planosagital de 0,36° (-2,72° a 2,45°). A mediana da SVPr no plano frontal foi de -0,94° (5,86° a 3.84°) e no plano sagital de 3,56° (-0,68° a 8,36°). A SVP no plano frontal obteve correlação significativa com os parâmetros amplitude, trajetória e velocidade no plano frontal da posturografia realizada na postura sentada em todas as condições, coeficientes de correlação variando entre 0,35 a 0,47. Na postura em pé a SVP e SVPr no plano frontal tiveram correlação positiva com a trajetória (r=0,44, p 0,01, r=0,36, p=0,003) e velocidade (r=0,43, p=0,01; r=0,35, p=0,04) na condição OFSE. Também foram observadas correlações moderadas entre as percepções de verticalidade e todas as escalas clínicas e funcionais. Na avaliação de 3 meses após o AVC, observamos uma melhora clínica e funcional significativa (p<0,016) que se manteve 6 meses após o AVC. Na análise das neuroimagens observamos lesões em diversos locais do encéfalo, sendo que o lobo frontal (43%) e o tronco cerebral (23,8%) foram os locais mais acometidos nos pacientes que apresentaram desvios em pelo uma modalidade de percepção de verticalidade. Este é o primeiro estudo que demonstra uma correlação consistente entre a percepção de verticalidade e dados quantitativos de posturografia. Estes resultados sugerem que a percepção de verticalidade é um componente importante do controle postural e que deveria ser sistematicamente avaliada, principalmente em pacientes com alterações do controle postural.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.10.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066715Baggio, Jussara A. de Oliveira
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BAGGIO, Jussara Almeida de Oliveira; PONTES NETO, Octávio Marques; SANTOS-PONTELLI, Taiza Elaine Grespan dos. Influência das percepções de verticalidade postural e proprioceptiva no controle postural e na funcionalidade de pacientes com Acidente Vascular Cerebral. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Baggio, J. A. de O., Pontes Neto, O. M., & Santos-Pontelli, T. E. G. dos. (2014). Influência das percepções de verticalidade postural e proprioceptiva no controle postural e na funcionalidade de pacientes com Acidente Vascular Cerebral. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baggio JA de O, Pontes Neto OM, Santos-Pontelli TEG dos. Influência das percepções de verticalidade postural e proprioceptiva no controle postural e na funcionalidade de pacientes com Acidente Vascular Cerebral. 2014 ;
    • Vancouver

      Baggio JA de O, Pontes Neto OM, Santos-Pontelli TEG dos. Influência das percepções de verticalidade postural e proprioceptiva no controle postural e na funcionalidade de pacientes com Acidente Vascular Cerebral. 2014 ;