Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Extração sequencial aplicada à lama negra de Peruíbe (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: TORRECILHA, JEFFERSON KOYAISHI - IPEN
  • USP Schools: IPEN
  • Subjects: AREIA; PRAIAS; ELEMENTOS QUÍMICOS; TOXINAS; EXTRAÇÃO SERIADA
  • Language: Português
  • Abstract: A Lama Negra de Peruíbe é utilizada em tratamentos terapêuticos, tais como, psoríase, dermatites periféricas, acne e seborreia, além de utilizações em mialgias, artrites e processos reumáticos não articulares. Assim como a demais argilas medicinais ela pode não estar isenta de possíveis efeitos danosos à saúde, sendo os principais, a ocorrência de minerais perigosos ao sistema respiratório e possíveis efeitos devido à presença de elementos tóxicos. Uma vez utilizado com finalidade terapêutica, um material deve ser completamente caracterizado e, desta forma, amostras da lama negra de Peruíbe foram analisadas para determinar suas propriedades físicas e químicas: teor de umidade, matéria orgânica e perda ao fogo; pH, granulometria, capacidade de troca catiônica e grau de inchamento; composição elementar determinada por Análise por Ativação Neutrônica, Absorção Atômica com Forno de Grafite e fluorescência de raios X e composição mineralógica determinada por difração de raios X. Outra ferramenta bastante utilizada para avaliar o comportamento de elementos traço em diversas matrizes ambientais é a extração sequencial. Sendo assim, foi feito um processo de extração sequencial para fracionar a lama em formas geoquímicas específicas e verificar como e em que quantidade os elementos estão contidos nela. Considerando os diversos procedimentos de extração seqüencial, foi utilizado o método BCR-701 (Community Bureau of Reference) por ser o mais reprodutivo entre eles bem como umaextração simples com suor artificial a fim de se avaliar quais elementos estão potencialmente disponíveis para absorção pela pelo do paciente durante um tratamento tópico. Os resultados indicaram que a lama é constituída basicamente por um material silto-argiloso, rico em matéria orgânica e com boa capacidade de troca catiônica. Não foram observadas variações significativas na composição mineralógica e elementar das formas in natura e maturada da lama. As análises por extração sequencial e extração simples indicaram que os elementos que estão eventualmente disponíveis em maior quantidade para serem absorvidos pela pele durante o tratamento são Ca, Mg, Mn e Na
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.11.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IPEN2687422-10T552.52: T689e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TORRECILHA, ^Jefferson^Koyaishi; SILVA, Paulo Sergio Cardoso da. Extração sequencial aplicada à lama negra de Peruíbe. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-18122014-112107/ >.
    • APA

      Torrecilha, ^J. ^K., & Silva, P. S. C. da. (2014). Extração sequencial aplicada à lama negra de Peruíbe. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-18122014-112107/
    • NLM

      Torrecilha ^J^K, Silva PSC da. Extração sequencial aplicada à lama negra de Peruíbe [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-18122014-112107/
    • Vancouver

      Torrecilha ^J^K, Silva PSC da. Extração sequencial aplicada à lama negra de Peruíbe [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85131/tde-18122014-112107/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: