Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Expressão dos microRNAs miR-20b, miR-125b e miR-145 em carcinomas mamários que superexpressam MUC1 (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ZANETTI, JULIANA DA SILVA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: RNA; NEOPLASIAS MAMÁRIAS; HIBRIDIZAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: A mucina 1 (MUC1) atua como um oncogene e desempenha um papel importante no desenvolvimento do câncer de mama. Recentemente, nosso grupo demonstrou que a MUC1 encontra-se superexpressa no carcinoma ductal invasor (CDI) da mama e que este oncogene poderia estar envolvido na regulação da hipóxia tumoral através da expressão diferencial do HIF-1α (hypoxia-inducible factor-1α). Os microRNAs (miRNAs) constituem uma classe de RNAs (21-23 nucleotídeos) não codificadores de proteínas que regulam a expressão gênica. A maioria dos estudos sobre o papel de miRNAs em câncer de mama tem sido realizada com linhagens celulares estabelecidas a partir de tumor primário ou metastático. Em cultura de células, verificou-se que os miRNAs miR-125b e miR-145 possuem como alvo o gene MUC1, enquanto que HIF-1α e STAT3 (signal tranducer and activator of transcription 3) são alvos do miR-20b. O objetivo principal deste estudo foi investigar se estes miRNAs estariam regulando os seus respectivos alvos nos tecidos tumorais no momento da biópsia. Por este motivo, o presente trabalho foi realizado com amostras parafinizadas de carcinoma ductal in situ (CDIS) e de CDI. A expressão dos miR125b, miR-145 e miR-20b foi avaliada por PCR em tempo real e a análise da expressão de seus respectivos alvos (MUC1, HIF-1α e STAT3) foi feita por imunohistoquímica. A distribuição celular destes miRNAs nas amostras CDIS e CDI foi também investigada através da técnica de hibridização in situ. Os nossos resultados mostraram que os miR-125 e miR-145 inibem a expressão da MUC1 e que o miR20b regula negativamente a expressão do STAT3 e do HIF-1α nas amostras parafinizadas de CDIS e CDI, confirmando os dados obtidas com culturas de células tumorais. Estes dados são relevantes, pois demonstraram que as amostras parafinizadas de carcinomas mamários são adequadas para se avaliar a expressão de miRNAs, bem como a sua capacidade deregular a expressão de proteínas chaves no desenvolvimento do câncer. Assim, podemos enfatizar que as amostras parafinizadas, existentes nos arquivos de Patologia, constituem um material precioso para se investigar a participação de miRNAs em câncer e possivelmente em outras patologias humanas. A análise por hibridização in situ revelou que a localização dos miRNAs estudados não se restringe apenas às células epiteliais tumorais, mas também nas células estromais, células adiposas e no interior de vasos sanguíneos, sugerindo que estes miRNAs estariam sendo secretados através de exossomas. Estes dados estão de acordo com estudos recentes que tem demonstrado que o microambiente desempenha um papel importante no desenvolvimento tumoral.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.10.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066713Zanetti, Juliana da Silva
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZANETTI, Juliana da Silva; SILVA, Alfredo Ribeiro da. Expressão dos microRNAs miR-20b, miR-125b e miR-145 em carcinomas mamários que superexpressam MUC1. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Zanetti, J. da S., & Silva, A. R. da. (2014). Expressão dos microRNAs miR-20b, miR-125b e miR-145 em carcinomas mamários que superexpressam MUC1. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Zanetti J da S, Silva AR da. Expressão dos microRNAs miR-20b, miR-125b e miR-145 em carcinomas mamários que superexpressam MUC1. 2014 ;
    • Vancouver

      Zanetti J da S, Silva AR da. Expressão dos microRNAs miR-20b, miR-125b e miR-145 em carcinomas mamários que superexpressam MUC1. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: