Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Avaliação da expressão do Receptor dos Fatores de Crescimento Insulina símile tipo 1 (IGF1R) em crianças obesas altas (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RICCO, RAFAELA CRISTINA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPP
  • Subjects: OBESIDADE; CRIANÇAS; ANTROPOMETRIA; PROTEÍNAS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Sabe-se que a obesidade na infância pode ter grande impacto no desenvolvimento físico e emocional da criança aumentando o risco para a dislipidemia, as doenças cárdio-vasculares, a intolerância a glicose, a baixa auto-estima e também podem ocasionar a aceleração do crescimento e alta estatura na infância. Objetivos Estudar o comportamento do receptor de fatores de crescimento insulina símile tipo 1 (IGF1R), por meio da expressão do RNAm, em crianças obesas altas. Concomitantemente determinadar as concentrações séricas do fator de crescimento semelhante à insulina tipo 1 (IGF-I), proteína ligadora tipo 3 do IGF (IGFBP-3), Subunidade Ácido Lábil (ALS), insulina, glicemia, lípides e o diagnóstico nutricional. Métodos: Foi realizado estudo transversal com amostragem composta por 47 sujeitos que frequentavam os ambulatórios de Puericultura e Nutrologia Pediátrica, respectivamente, com o diagnóstico de eutrofia e estatura entre menos 1 e mais 1 desvio padrão estatural nas curvas de crescimento (controle) (18) e obesos com mais de 1 desvio padrão estatural (29). Todas as crianças tinham entre cinco e nove anos de idade e eram pré-púberes. As concentrações séricas de IGF-I, ALS, IGFBP-3 foram dosadas por imunoensaios específicos em amostra de sangue coletada em jejum. Nesta mesma amostra foi analisada a expressão relativa do gene do IGF1R em linfócitos pela técnica do RTPCR. Resultados: A expressão relativa do gene IGF1R (2−ΔΔCT) foi maior nas amostras dos indivíduos obesos altos (mediana de 1,87 ; intervalo interquartil de 0,93-2,82) quando comparadas à dos controle (1,15; 0,07-1,72) (p=0,025) Quatorze dos 29 indivíduos obesos altos apresentaram valores de 2−ΔΔCT igual ou superior a 2, enquanto no grupo controle apenas 2 indivíduos apresentaram valores acima de 2 (p=0.01). Os indivíduos obesos altos apresentaram concentrações de IGF-I superiores àsobservadas no grupo controle, respectivamente, (237 ng/ml; 163-335 vs. 144 ng/ml; 122-191) (p=0,016). As concentrações de IGF-I ajustadas para sexo e idade tiveram os valores entre os dois grupos de, respectivamente, (1,51; 1,1-2,2 vs. 1,0; 0,78-1,28) (p=0,001). Dentre os pacientes obesos 19 (65,5%) apresentavam valores de IGF-I acima do percentil 75 do grupo controle (p=0,02). As concentrações de ALS foram maiores no grupo dos obesos altos em relação ao controle, respectivamente, (175 ng/ml; 153-263 vs. 155 ng/ml; 133 - 183) (p=0,04). Os valores de glicemia observados nos indivíduos obesos altos foram semelhantes àqueles encontrados nos indivíduos controles. As concentrações de insulina foram mais elevadas nos indivíduos obesos (6,5 mUI/ml; 9,5-14,8) que nos controles (2,5 mUI/ml; 3,6-5,7) (p<0,0001). O índice HOMA-IR mostrou valores mais elevados no grupo de obesos altos (1,4; 2,0-3,3) comparado ao grupo controle (0,5; 0,7-1,2) (p=0,0001). Para os valores de IGFBP-3 e lípides não tiveram diferença estatisticamente significativa. Foram calculados intervalos de confiança de 95%, o valor de significância assumido foi de 5% (p˂0,05). Conclusões: As crianças obesas altas apresentaram maior expressão do IGF1R e concentrações mais elevadas de IGF-I, ALS e HOMA-IR em relação as crianças controle, sugerindo que a maior expressão do IGF1R observado nas crianças obesas altas associada ao maior nível de IGF-I podem contribuir para a determinação da estatura maior nestas crianças.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066756Ricco, Rafaela Cristina
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RICCO, Rafaela Cristina; MARTINELLI JUNIOR, Carlos Eduardo. Avaliação da expressão do Receptor dos Fatores de Crescimento Insulina símile tipo 1 (IGF1R) em crianças obesas altas. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Ricco, R. C., & Martinelli Junior, C. E. (2014). Avaliação da expressão do Receptor dos Fatores de Crescimento Insulina símile tipo 1 (IGF1R) em crianças obesas altas. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Ricco RC, Martinelli Junior CE. Avaliação da expressão do Receptor dos Fatores de Crescimento Insulina símile tipo 1 (IGF1R) em crianças obesas altas. 2014 ;
    • Vancouver

      Ricco RC, Martinelli Junior CE. Avaliação da expressão do Receptor dos Fatores de Crescimento Insulina símile tipo 1 (IGF1R) em crianças obesas altas. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: