Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Estudo da suplementação de vitamina D em modelo experimental de diabetes mellitus (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BELLA, LEONARDO MENDES - FCF
  • USP Schools: FCF
  • Subjects: VITAMINA D; DIABETES MELLITUS; HIPERGLICEMIA
  • Language: Português
  • Abstract: O diabetes mellitus (DM) é uma doença com prevalência e morbidade elevadas em todo o mundo, sendo que o DM1 é responsável por 5-10% dos casos. A vitamina D, hormônio de ação pleiotrópica, pode melhorar o curso do DM1, embora os mecanismos não estejam completamente elucidados. Dessa forma, ampliar o conhecimento sobre a ação desse hormônio pode auxiliar no prognóstico, bem como na compreensão dos possíveis mecanismos envolvidos na prevenção do DM. Neste trabalho, foram avaliados os efeitos fisiológicos da suplementação de vitamina D (800 UI/dia/sete dias; via oral) em camundongos machos (n=31; linhagem C57BL/6) distribuídos em quatro grupos: Controle + Água (CA; n=9); Controle + Vitamina D (CV; n=9); Diabético + Água (DA; n=6) e Diabético + Vitamina D (DV; n=7). Os camundongos tornados diabéticos (aloxana, 60 mg/Kg, intravenosa), quando comparados aos controles, exibiram redução do peso corporal e concentrações plasmáticas de glicose mais elevadas durante o período experimental de 10 dias (características do estado insulinopênico). Entretanto, a suplementação com vitamina D não alterou essa condição. Camundongos tornados diabéticos, em relação aos controles, exibiram redução do peso corporal (p<0,05) e concentrações plasmáticas de glicose (p<0,001) mais elevadas durante o período experimental. Animais suplementados com vitamina D apresentaram, em relação aos controles, níveis de 25(OH)D mais elevados (CA vs CV, p<0,001; DA vs DV, p<0,001). Níveis séricos maiores de ureia (CA vs DA, p<0,05; CA vs DV, p<0,01; CV vs DA, p<0,05; CV vs DV, p<0,01) e creatinina (CA vs DA, p<0,001; CA vs DV, p<0,001; CV vs DA, p<0,001; CV vs DV, p<0,001), espessamento da cápsula de Bowman, hipertrofia glomerular e destruição de hepatócitos foram observados em camundongos diabéticos em relação aos controles. Entretanto, a suplementação com vitamina D não alterou estas condições.O grupo DA apresentou menor nível sérico de albumina em relação aos grupos CA (p<0,05) e CV (p<0,05); níveis inferiores de hemoglobina (p<0,05) e hematócrito (p<0,05) em relação ao grupo DV; e menor leucometria (p<0,05) e mononucleares sanguíneos (p<0,05) em relação ao grupo CA. Os resultados sugerem que a vitamina D possa influenciar a resposta imunológica em animais diabéticos, modulando hematócrito, hemoglobina, bem como os níveis séricos de albumina
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.10.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    CQ30100021772-FT 616.39 B434e
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BELLA, Leonardo Mendes; MARTINS, Joilson de Oliveira. Estudo da suplementação de vitamina D em modelo experimental de diabetes mellitus. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-04052015-090905/ >.
    • APA

      Bella, L. M., & Martins, J. de O. (2014). Estudo da suplementação de vitamina D em modelo experimental de diabetes mellitus. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-04052015-090905/
    • NLM

      Bella LM, Martins J de O. Estudo da suplementação de vitamina D em modelo experimental de diabetes mellitus [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-04052015-090905/
    • Vancouver

      Bella LM, Martins J de O. Estudo da suplementação de vitamina D em modelo experimental de diabetes mellitus [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9136/tde-04052015-090905/