Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Uso de substâncias psicoativas por motoristas profissionais no Estado de São Paulo (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SINAGAWA, DANIELE MAYUMI - FM
  • USP Schools: FM
  • Subjects: ESTIMULANTES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL; COCAÍNA; CANNABIS; ACIDENTES DE TRÂNSITO; DROGA (VÍCIO)
  • Keywords: Accidents; Acidentes de trânsito; Amphetamine; Anfetamina; Cannabis; Cannabis; Cocaína; Cocaine; Drogas ilícitas; Street drugs; Traffic
  • Language: Português
  • Abstract: No mundo os acidentes de trânsito são responsáveis pela morte de aproximadamente 1,2 milhão de pessoas por ano. No Brasil, em 2014, foram mais de 44 mil óbitos no trânsito. O uso de substâncias psicoativas na direção é considerado um importante fator contribuinte para a ocorrência destes acidentes. Além do álcool, as drogas ilícitas mais utilizadas em nosso país são a anfetamina, a cocaína e a cannabis. As anfetaminas e a cocaína são utilizadas por motoristas de caminhão, que consomem para se manterem acordados por muitas horas e estão propensos a dormir ao volante. Portanto, há necessidade de conhecer o problema para que as autoridades competentes possam implementar políticas públicas relacionadas ao uso de drogas por motoristas e assim, minimizar os acidentes de trânsito no Brasil. Objetivo: Avaliar a prevalência do uso de substâncias psicoativas (anfetaminas, cocaína e cannabis) entre motoristas de caminhão que trafegavam em rodovias do Estado de São Paulo, através de análises toxicológicas em urina e correlacionar com dados sociodemográficos e ocupacionais. Métodos: Trata-se de estudo observacional do tipo transversal e a coleta dos dados foi realizada entre os anos de 2008 e 2012. Participaram do estudo 1.316 motoristas que, após assinarem o termo de consentimento livre e esclarecido e responderem a um questionário sobre dados sociodemográficos e ocupacionais, forneceram uma amostra de urina. Essas amostras foram analisadas por imunoensaio e por cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massas.Resultados: Das amostras coletadas, 7,8% (n=103) apresentaram resultados positivos para uma ou mais drogas pesquisadas e/ou seus metabólitos, dos quais 3,4% foram resultados positivos para anfetamina, 2,8% para cocaína e 1,1% para cannabis. O 0,5% restante correspondeu aos casos com mais de uma droga. Com exceção do ano de 2008, as três drogas pesquisadas foram encontradas em todos os anos da pesquisa. Os resultados das análises toxicológicas se distribuíram de formas distintas de acordo com algumas variáveis: a idade, o tempo de profissão e o estado civil estiveram associados com o uso de drogas, enquanto o vínculo empregatício, a etnia e a escolaridade não apresentaram associação. Em relação à viagem, estiveram associados ao consumo de drogas a distância e o tempo de descanso noturno. O descanso diurno, o tempo total e o viajado, as horas de direção sem descanso, o número de ocupantes e o tipo de carga não apresentaram correlações significativas com o uso de drogas. Também não houve associação estatisticamente significante entre o consumo de drogas e doenças como hipertensão arterial, diabetes mellitus e estresse, nem com a prática de atividades físicas. Por outro lado, essa associação foi encontrada com o consumo de álcool, referido pelos caminhoneiros. Conclusão: os resultados indicam o uso de substâncias psicoativas por caminhoneiros e que este uso está associado com a idade, o tempo de profissão e o estado civil, assim como com a distância percorrida e o tempo de descanso noturno
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.03.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FM2696857-20W4.DB8 SP.USP FM-1 S622us 2015 ex.rev
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SINAGAWA, Daniele Mayumi; LEYTON, Vilma. Uso de substâncias psicoativas por motoristas profissionais no Estado de São Paulo. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-10062015-103435/ >.
    • APA

      Sinagawa, D. M., & Leyton, V. (2015). Uso de substâncias psicoativas por motoristas profissionais no Estado de São Paulo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-10062015-103435/
    • NLM

      Sinagawa DM, Leyton V. Uso de substâncias psicoativas por motoristas profissionais no Estado de São Paulo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-10062015-103435/
    • Vancouver

      Sinagawa DM, Leyton V. Uso de substâncias psicoativas por motoristas profissionais no Estado de São Paulo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-10062015-103435/