Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Silenciamento do gene GDF15 e resposta à radioterapia e ao tratamento com temozolomida em linhagens celulares de glioblastoma (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BARONI, MIRELLA - FMRP
  • USP Schools: FMRP
  • Subjects: GENES REGULADORES; RADIOTERAPIA; GLIOMA
  • Language: Português
  • Abstract: O glioblastoma (GBM) é o mais comum e o mais maligno dos tumores primários cerebrais em adultos. Este tipo de tumor exibe alterações genéticas complexas, que leva a progressão maligna e resistência aos tratamentos tradicionais. Entre as alterações genéticas, nosso grupo observou um aumento da expressão do gene GDF15 em tumores primários de GBM quando comparados à substância branca não-neoplásica. O GDF15 é um fator de crescimento que em condições fisiológicos normais está pouco expresso, mas em casos de inflamação e câncer sua expressão é aumentada. Níveis elevados de GDF15 estão associados com pior prognóstico e com resistência aos tratamentos em diversos tipos de tumores. Esse projeto teve por objetivo correlacionar o silenciamento do GDF15 com a sensibilidade à radioterapia e ao tratamento com a droga temozolomida (TMZ) em linhagens celulares de GBM pediátrico e adulto. Para analisar essas correlações foi realizada análise da expressão gênica do GDF15 nas linhagens celulares de GBM por qRT-PCR. As linhagens de GBM adulto e pediátrico, que apresentaram maiores níveis de expressão, tiveram o GDF15 silenciado pela técnica de transdução com RNA de interferência (shRNA). Após a comprovação da inibição do GDF15, foram feitos os tratamentos independentes (Radioterapia e TMZ) seguido dos estudos funcionais in vitro. Das 9 linhagens de GBM analisadas, 8 apresentaram expressão aumentada do GDF15. A linhagem de GBM pediátrico, KNS42, e a linhagem de GBM adulto, U343, foram as que mais expressaram GDF15 em comparação com tecido não neoplásico. Após o silenciamento, houve alteração na capacidade clonogênica da linhagem KNS42 se comparada com o controle, mas não houve alteração na taxa de proliferação celular. A U343 não sofreu efeito da inibição do GDF15. O silenciamento associado com a TMZ teve efeito somente no aumento da proliferação celular da U343,comdados dignificantes após 72 horas de tratamento. A KNS42 não apresentou mudança na sensibilidade à TMZ após o silenciamento do GDF15. O silenciamento associado com radioterapia teve efeito na linhagem U343, que apresentou uma menor fração sobreviveste de colônias na linhagem silenciada, na dose de 4Gy, em comparação com a linhagem controle. A KNS42 não apresentou correlação entre o silenciamento e a resposta à radioterapia. Esses dados mostram que o silenciamento do GDF15 promoveu respostas diferentes na linhagem U343 e na linhagem KNS42, que pode ser explicado pelas características moleculares distintas do GBM pediátrico e adulto.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.11.2014

  • Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FMRP11200066730Baroni, Mirella
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARONI, Mirella; SCRIDELI, Carlos Alberto. Silenciamento do gene GDF15 e resposta à radioterapia e ao tratamento com temozolomida em linhagens celulares de glioblastoma. 2014.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2014.
    • APA

      Baroni, M., & Scrideli, C. A. (2014). Silenciamento do gene GDF15 e resposta à radioterapia e ao tratamento com temozolomida em linhagens celulares de glioblastoma. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Baroni M, Scrideli CA. Silenciamento do gene GDF15 e resposta à radioterapia e ao tratamento com temozolomida em linhagens celulares de glioblastoma. 2014 ;
    • Vancouver

      Baroni M, Scrideli CA. Silenciamento do gene GDF15 e resposta à radioterapia e ao tratamento com temozolomida em linhagens celulares de glioblastoma. 2014 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: