Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Florística, estrutura e mapeamento da vegetação de caatinga da Estação Ecológica de Aiuaba, Ceará (2006)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LEMOS, JESUS RODRIGUES - IB
  • USP Schools: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: CAATINGA; FITOGEOGRAFIA; COMUNIDADES VEGETAIS; SENSORIAMENTO REMOTO
  • Keywords: Caatinga-Ceará state; Phytogeography; Remote sensing; Semi-arid; Semi-árido
  • Language: Português
  • Abstract: A caatinga foi reconhecida recentemente como uma das 37 grandes regiões naturais do planeta. De um modo geral, tem sido descrita na literatura como pobre, possuindo baixo valor para fins de conservação. Talvez devido a este fato, a caatinga seja o bioma brasileiro mais desvalorizado e menos conhecido botanicamente, permanecendo como um dos mais desconhecidos na América do Sul do ponto de vista científico. Neste contexto, é preemente a necessidade da ampliação do conhecimento sobre a distribuição de organismos e a forma como eles estão organizados em comunidades na caatinga. No Estado do Ceará, a caatinga é a unidade fito-ecológica mais representativa espacialmente, abrangendo aproximadamente 72.980 Km2 e apesar da grande abrangência espacial da caatinga, pouco se conhece ainda sobre seus padrões de comunidades vegetais no Estado. Assim, este trabalho objetivou contribuir com a ampliação do conhecimento sobre a caatinga, investigando a flora e estrutura, bem como realizando o mapeamento orbital das fisionomias existentes na vegetação da Estação Ecológica (EE) de Aiuaba, Ceará. Esta é uma área considerada, pelo Programa Nacional da Biodiversidade/PROBIO, de Alta Importância Biológica no estado do Ceará. Foram realizadas coletas botânicas mensais, aleatórias, no período de outubro/2003 a fevereiro/2005, de ervas, subarbustos, arbustos, árvores, epífitas e lianas. A coleção botânica encontra-se depositada no acervo dos Herbários SPF, EAC, HUVA, IPA e K. No levantamentoflorístico foram coletados 183 espécimes, pertencentes a 47 famílias, 113 gêneros e 161 espécies. Deste total, dois táxons estão sendo propostos como espécies novas para a ciência. As famílias mais ricas em termos específicos foram Leguminosae, Euphorbiaceae, Bignoniaceae, Convolvulaceae, Acanthaceae e Asteraceae, as quais responderam por 51,5% do total das espécies. O maior índice de similaridade de Sørensen (IS) verificado entre a área de estudo e outros levantamentos realizados em diferentes estados do Nordeste brasileiro foi de 23,33%. Algumas espécies registradas na EE apresentam distribuição em todo o semi-árido nordestino, com algumas ocorrendo em outros estados brasileiros e até em outros países da América do Sul. Para o estudo fitossociológico, foram alocadas através de sorteio, 50 parcelas de 10 x 10 m em uma área de 1,5 ha. Foram medidos os caules de todos os indivíduos lenhosos vivos ou mortos ainda em "pé", inclusive cipós, que se individualizassem ao nível do solo e que atendessem aos seguintes critérios: Diâmetro ao Nível do Solo (DNS) >= 3 cm e altura total (AT) >= 1 m. Foram amostrados 3.007 indivíduos distribuídos em 47 espécies e 21 famílias. Leguminosae, Euphorbiaceae, Erythroxylaceae, Acanthaceae, Bignoniaceae e Rutaceae responderam por 65,9% das espécies e as três primeiras totalizaram 62,97% do valor de importância total. Croton floribundus (Euphorbiaceae), Piptadenia moniliformis (Leg. Mimosoideae), Erythroxylum caatingae (Erythroxylaceae) eBauhinia cheilantha (Leg. Caesalpinioideae) tiveram os maiores valores de importância. As alturas e os diâmetros médios e máximos foram 4,51 e 13 m e 7,28 e 44,88 cm, constatando-se tratar de um trecho de caatinga cuja maioria dos indivíduos concentra-se no estrato inferior a 5 m de altura, com algumas espécies emergentes. O uso de imagens CBERS-2 e dados de campo proporcionaram a elaboração de um mapa da vegetação da EE de Aiuaba. Através de processamento de imagens, utilizando o Normal Difference Vegetation Índex (NDVI), foi produzido um mapa vegetacional. Foram diagnosticadas três fisionomias vegetacionais, havendo predomínio de caatinga arbustiva-arbórea alta aberta. A importância deste estudo está nas informações básicas acerca do estado atual da vegetação, vindo a fornecer subsídio para estudos futuros relacionados à compreensão e previsão de mudanças no padrão de distribuição das comunidades vegetais, bem como possibilitar a efetivação de investigações mais detalhadas. No aspecto geral, este estudo gerou informações acerca da diversidade biológica e ambiental da EE de Aiuaba. Informações como estas são fundamentais para o entendimento da evolução, da ecologia e da conservação de uma biota, vindo a fornecer suporte às decisões governamentais nas áreas de proteção ambiental, bem como no manejo das mesmas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.03.2006
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    IB12000023163D-1201
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEMOS, Jesus Rodrigues; BITENCOURT, Marisa Dantas; MEGURO, Marico. Florística, estrutura e mapeamento da vegetação de caatinga da Estação Ecológica de Aiuaba, Ceará. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24102014-094402/ >.
    • APA

      Lemos, J. R., Bitencourt, M. D., & Meguro, M. (2006). Florística, estrutura e mapeamento da vegetação de caatinga da Estação Ecológica de Aiuaba, Ceará. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24102014-094402/
    • NLM

      Lemos JR, Bitencourt MD, Meguro M. Florística, estrutura e mapeamento da vegetação de caatinga da Estação Ecológica de Aiuaba, Ceará [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24102014-094402/
    • Vancouver

      Lemos JR, Bitencourt MD, Meguro M. Florística, estrutura e mapeamento da vegetação de caatinga da Estação Ecológica de Aiuaba, Ceará [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-24102014-094402/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: