Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

Relações sedimentologia-geomorfologia-hidrologia e seus efeitos na gênese de Espodossolos sob Restinga na Ilha Comprida-SP (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MARTINEZ, PEDRO HENRIQUE RODRIGUES DE MORAES - ESALQ
  • USP Schools: ESALQ
  • Subjects: SEDIMENTOLOGIA; GEOMORFOLOGIA; HIDROLOGIA; ESPODOSSOLOS; RESTINGA
  • Language: Português
  • Abstract: A Ilha Comprida formou-se no Quaternário tardio e é uma ilha barreira arenosa composta de um conjunto de superfícies de rugosidade moderada à plana, nas quais se formaram Espodossolos com padrões variados de desenvolvimento e morfologia. Essa pesquisa utilizou a abordagem multiescalar, com observações e descrições através de sensoriamento remoto, topocronossequências, perfis, horizontes e seções delgadas de solo. O levantamento cartográfico com o auxílio de fotografias aéreas 1:16.000 do setor sul da Ilha Comprida permitiu mapear as feições geomorfológicas de cordões praiais, áreas planas, reentrâncias de manguezais, dunas frontais (cordões eólicos), rupturas de deflação (blow-outs) e bordas de terraços. O estudo baseou-se em dois perfis transversais (leste-oeste) com 3 km de extensão, onde foi possível identificar diversas unidades de crescimento sedimentar. As transeções A-B e C-D estão situadas no interior e na falésia sul da ilha, respectivamente. Comparando-se os solos dessas transeções é possível constatar o papel desempenhado pela evolução da drenagem na formação, manutenção e degradação dos horizontes espódicos. A degradação dos horizontes espódicos da transeção C-D está ligada à abertura de canais de raízes onde se instalam fluxos preferenciais de água, somado a atividade decompositora de Acidobactérias. Foram realizados levantamentos topográficos e da configuração vertical e lateral dos horizontes dos solos das transeções, sendo instalados 14 poços de monitoramentodo nível freático na transeção A-B. As informações do relevo, solo e dinâmica atual do lençol freático permitiram identificar cinco compartimentos morfopedológicos. Os compartimentos I, II e IV, com maior rugosidade do terreno, possuem Espodossolos bem desenvolvidos providos de ortstein na zona próxima ao limite de oscilação do lençol freático, enquanto o compartimento III é mais plano e apresenta Espodossolos Hidromórficos e Organossolos. No compartimento V, mais recente, a podzolização é incipiente. As análises de estatística da distribuição das areias e micromorfologia indicam que a granulometria e o ajuste espacial dos grãos de areia de certas camadas sedimentares, atuam no acúmulo de Matéria Orgânica Dissolvida (MOD) através do acentuado gradiente de condutividade hidráulica ou por quebra de capilaridade. O resultado é a formação de bandas e horizontes cimentados (Bhm) em determinados contatos estratigráficos. Os cordões e entre-cordões praiais convergentes para à Ponta da Trinheira (sudoeste da ilha) controlam a direção dos fluxos hídricos superficiais e subsuperficiais do local, funcionando como escoadouro de MOD, cujo aporte contínuo e lateral explicaria a formação dos horizontes Bhm gigantes que sustentam o limite territorial em forma de "L". A descida gradual e contínua do NRM e o efeito de borda na falésia sul ocorrido após sua erosão colaboraram para o dessecamento e hiperdesenvolvimento do ortstein deste local. O horizonte glei (2Cg) é um paleomangue e ocorrede forma pontual na face lagunar da ilha. Seu impedimento à drenagem limita o avanço da podzolização em profundidade, formando o horizonte Bhm acima do horizonte 2Cg. Algumas raízes e paleogalerias tubulares de Callichirus major, preenchidas por areia, promovem bioturbações capazes de condicionar o acúmulo e cimentação de MOD. As galerias formadas pelo crustáceo são holocênicas e a manutenção de seus vestígios até os dias atuais se deve ao processo de pedofossilização por podzolização
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.04.2015
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    ESABC12700010195t631.44 M385r e.1 109039
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARTINEZ, Pedro Henrique Rodrigues de Moraes; TORRADO, Pablo Vidal. Relações sedimentologia-geomorfologia-hidrologia e seus efeitos na gênese de Espodossolos sob Restinga na Ilha Comprida-SP. 2015.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16062015-164829/ >.
    • APA

      Martinez, P. H. R. de M., & Torrado, P. V. (2015). Relações sedimentologia-geomorfologia-hidrologia e seus efeitos na gênese de Espodossolos sob Restinga na Ilha Comprida-SP. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16062015-164829/
    • NLM

      Martinez PHR de M, Torrado PV. Relações sedimentologia-geomorfologia-hidrologia e seus efeitos na gênese de Espodossolos sob Restinga na Ilha Comprida-SP [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16062015-164829/
    • Vancouver

      Martinez PHR de M, Torrado PV. Relações sedimentologia-geomorfologia-hidrologia e seus efeitos na gênese de Espodossolos sob Restinga na Ilha Comprida-SP [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11140/tde-16062015-164829/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: