Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

A competência intercultural no ensino do italiano como língua estrangeira: da teoria à sala de aula (2014)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: GAZZONI, SANDRA - FFLCH
  • USP Schools: FFLCH
  • Subjects: ENSINO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA; APRENDIZAGEM DE LÍNGUA ESTRANGEIRA; LÍNGUA ITALIANA (ENSINO); COMUNICAÇÃO INTERCULTURAL
  • Keywords: Competência intercultural; Developmental model of intercultural sensitivity; Intercultural competences; Interculturalidade; Interculturality; Modelo de desenvolvimento de sensibilidade intercultural
  • Language: Português
  • Abstract: políticos em muitos países do mundo e, em tais contextos, a competência intercultural é tida como uma característica desejável para todos aqueles que, cada vez mais, cruzam as fronteiras entre culturas. A partir da nossa experiência pessoal em nível linguístico-identitário e profissional, enquanto professora de Italiano como Língua Estrangeira, entendemos que a reflexão explícita sobre a comunicação intercultural mereça um lugar na sala de aula de Língua Estrangeira. Com base nesses pressupostos, é objetivo da nossa pesquisa salientar a vertente intercultural do ensino-aprendizagem na sala de aula de Italiano como Língua Estrangeira e, especificamente, verificar se uma atividade didática, construída a partir dos pressupostos do Modelo de Desenvolvimento de Sensibilidade Intercultural MDSI (BENNETT, 1993) e de outros modelos interculturais, pode, de fato, estimular a sensibilidade ou a competência intercultural não apenas em nível cognitivo, mas também perceptivo. Deseja-se, ademais, verificar se o exercício "Descrição, Interpretação e Avaliação" (Description, Interpretation and Evaluation Exercise DIE) (BENNETT; BENNETT, 1988), que visa a promover a compreensão e a diferenciação entre os três conceitos citados, incentiva a tomada de consciência dos juízos de valor dos sujeitos da pesquisa, fazendo vir à tona sua relatividade pessoal e cultural. Em um plano mais geral, almeja-se registrar efeitos e reações dos aprendizes em contato com tal atividade didática. Em nívelmetodológico optamos pelo método qualitativo que, de acordo com Donna Mertens (1998), pertence ao paradigma de pesquisa interpretativo/construtivista (interpretive/constructivist) e que remete, portanto, à mesma teoria epistemológica que fundamenta o MDSI. A atividade didática criada foi experimentada junto a duas turmas de alunos de Italiano como Língua Estrangeira no âmbito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Os dados recolhidos na experimentação parecem demonstrar que o exercício DIE permitiu alcançar os propósitos da pesquisa, pois os alunos, em linhas gerais, conseguiram: (a) captar e diferenciar os elementos descritivos, interpretativos e avaliativos nos textos propostos na atividade didática; (b) entender sua natureza ao mesmo tempo pessoal e cultural; (c) em parte, aplicar e interpretar de forma pessoal e criativa o exercício DIE ao tema proposto na atividade didática elaborada para a realização da parte empírica da pesquisa. Em nível mais geral, os alunos compreenderam que o principal foco da atividade didática (não explicitado antecipadamente) foi tentar apreender elementos da cultura subjetiva italiana e que os procedimentos por meio dos quais isso ocorreu (o DIE e a empatia) são ferramentas que podem ser utilizadas em diferentes contextos culturais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.10.2014
  • Acesso online ao documento

    Online access or search this record in

    Exemplares físicos disponíveis nas Bibliotecas da USP
    BibliotecaCód. de barrasNúm. de chamada
    FFLCH20900163708T GAZZONI, SANDRA 2014
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GAZZONI, Sandra; SANTORO, Elisabetta Antonietta Rita Maria Carmela. A competência intercultural no ensino do italiano como língua estrangeira: da teoria à sala de aula. 2014.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-19052015-162738/ >.
    • APA

      Gazzoni, S., & Santoro, E. A. R. M. C. (2014). A competência intercultural no ensino do italiano como língua estrangeira: da teoria à sala de aula. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-19052015-162738/
    • NLM

      Gazzoni S, Santoro EARMC. A competência intercultural no ensino do italiano como língua estrangeira: da teoria à sala de aula [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-19052015-162738/
    • Vancouver

      Gazzoni S, Santoro EARMC. A competência intercultural no ensino do italiano como língua estrangeira: da teoria à sala de aula [Internet]. 2014 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8148/tde-19052015-162738/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI: